Achegue-se a Jeová: Estudo com textos bíblicos | semana de 31 de agosto

Estudo Bíblico de Congregação | Informações de estudo para o livro: Achegue-se a Jeová

cl cap. 29 §§ 16-21, quadro na p. 299 (30 min)


“Pai, perdoa-lhes”

16. Como Jesus demonstrou disposição de perdoar até na estaca de tortura?


16 Outra maneira importante de Jesus refletir com perfeição o amor de seu Pai foi por estar “pronto a perdoar”. (Salmo 86:5) Essa disposição ficou evidente até quando ele estava na estaca de tortura. Confrontando-se com uma morte vergonhosa, com pregos atravessando-lhe as mãos e os pés, o que Jesus falou? Pediu que Jeová punisse seus executores? Muito pelo contrário, entre as últimas palavras de Jesus estavam: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.” — Lucas 23:34.
Salmo 86:5 5 Porque tu, ó Jeová, és bom e estás sempre pronto a perdoar;É imenso o teu amor leal por todos os que te invocam.
Lucas 23:34 Mas Jesus dizia: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.” Além disso, lançaram sortes para repartir as roupas dele.

17-19. De que modos Jesus demonstrou que havia perdoado o apóstolo Pedro, que o negara três vezes?


17 Um exemplo ainda mais comovente do perdão de Jesus é demonstrado no modo como ele lidou com o apóstolo Pedro. Não há dúvidas de que Pedro amava muito a Jesus. Em 14 de nisã, a última noite da vida terrestre de Jesus, aquele apóstolo lhe disse: “Senhor, estou pronto a ir contigo tanto para a prisão como para a morte.” Mas, poucas horas depois, três vezes ele negou até mesmo conhecer a Jesus! A Bíblia nos conta o que aconteceu quando Pedro o negou pela terceira vez: “O Senhor voltou-se e olhou para Pedro.” Arrasado pela gravidade do pecado, ele “saiu e chorou amargamente”. Quando Jesus morreu, mais tarde naquele dia, o apóstolo talvez tenha se perguntado: ‘Será que o Senhor me perdoou?’ — Lucas 22:33, 61, 62.
Lucas 22:33 Então ele lhe disse: “Estou pronto para ir com o Senhor tanto para a prisão como para a morte.”
Lucas 22:61, 62 Com isso, o Senhor se virou e olhou diretamente para Pedro, e Pedro se lembrou da declaração do Senhor, que tinha lhe dito: “Hoje, antes de o galo cantar, você me negará três vezes.” 62 Então ele saiu e chorou amargamente.

18 Pedro não teve de esperar muito para ter uma resposta. Na manhã de 16 de nisã, Jesus foi ressuscitado e, evidentemente naquele mesmo dia, apareceu a Pedro. (Lucas 24:34; 1 Coríntios 15:4-8) Por que Jesus deu atenção especial ao apóstolo que o havia negado de forma tão enfática? Talvez ele quisesse confirmar ao arrependido Pedro que seu Senhor ainda o amava e prezava. Mas Jesus fez ainda mais para reanimar a Pedro.
Lucas 24:34 estavam dizendo: “De fato, o Senhor foi levantado e apareceu a Simão!”
1 Coríntios 15:4-8 que foi sepultado e que foi levantado no terceiro dia, segundo as Escrituras; 5 e que apareceu a Cefas, depois aos Doze. 6 Depois disso ele apareceu a mais de 500 irmãos de uma só vez, a maioria dos quais ainda está conosco, embora alguns já tenham adormecido na morte. 7 Depois apareceu a Tiago e, então, a todos os apóstolos. 8 Mas, por último de todos, apareceu também a mim, como a alguém nascido prematuramente.

19 Pouco tempo depois, ele apareceu aos discípulos junto ao mar da Galileia. Nessa ocasião, Jesus perguntou a Pedro três vezes (o mesmo número de vezes que ele negara o Senhor) se este o amava. Depois da terceira vez, Pedro respondeu: “Senhor, tu sabes todas as coisas; tu te apercebes que eu tenho afeição por ti.” De fato, Jesus podia ler o coração e estava plenamente ciente do amor e da afeição de Pedro por ele. Mesmo assim, ele deu ao apóstolo a oportunidade de confirmar seu amor. Mais do que isso, Jesus comissionou-o a alimentar e pastorear Suas “ovelhinhas”. (João 21:15-17) Pedro já havia recebido uma designação de pregar. (Lucas 5:10) Mas então, numa notável demonstração de confiança, Jesus lhe deu outra grande responsabilidade: cuidar dos que se tornariam seguidores de Cristo. Logo depois, Jesus designou a Pedro um papel de destaque nas atividades dos discípulos. (Atos 2:1-41) Como Pedro deve ter ficado aliviado de saber que Jesus o perdoara e ainda confiava nele!
João 21:15-17 Quando terminaram de comer, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que a estes?” Ele lhe respondeu: “Sim, Senhor; o senhor sabe que eu o amo.” Ele lhe disse: “Alimente os meus cordeiros.” 16 Novamente ele lhe perguntou, pela segunda vez: “Simão, filho de João, você me ama?” Ele lhe respondeu: “Sim, Senhor; o senhor sabe que eu o amo.” Ele lhe disse: “Pastoreie as minhas ovelhinhas.” 17 Ele lhe perguntou pela terceira vez: “Simão, filho de João, você me ama?” Pedro ficou triste por ele lhe perguntar pela terceira vez: “Você me ama?” Por isso, ele lhe disse: “Senhor, o senhor sabe todas as coisas. O senhor sabe que eu o amo.” Jesus lhe disse: “Alimente as minhas ovelhinhas.
Lucas 5:10 e o mesmo aconteceu com Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão. Mas Jesus disse a Simão: “Pare de ter medo. De agora em diante você apanhará a homens.”
Atos 2:1-41 Então, durante o dia da Festividade de Pentecostes, todos eles estavam juntos no mesmo lugar. 2 De repente, veio do céu um barulho, bem semelhante ao de uma forte rajada de vento, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E eles começaram a ver o que pareciam ser línguas de fogo, e elas se espalharam e pousaram, uma sobre cada um deles; 4 e todos ficaram cheios de espírito santo e começaram a falar em línguas, assim como o espírito os capacitava. 5 Naquela ocasião estavam em Jerusalém judeus devotos, de toda nação debaixo do céu. 6 Assim, quando se ouviu aquele som, uma multidão se ajuntou e ficou surpresa, porque cada um ouviu os discípulos falar no seu próprio idioma. 7 Realmente, ficaram muito espantados e disseram: “Não são galileus todos esses que estão falando? 8 Como é que cada um de nós está ouvindo a sua língua nativa? 9 Entre nós há partos, medos e elamitas; habitantes da Mesopotâmia, da Judeia e da Capadócia, de Ponto e da província da Ásia, 10 da Frígia e da Panfília, do Egito e das regiões da Líbia próximas a Cirene; visitantes vindos de Roma, tanto judeus como prosélitos; 11 cretenses e também árabes. Nós os ouvimos falar em nossas línguas sobre as coisas magníficas de Deus.” 12 Sim, todos ficaram admirados e perplexos, e diziam uns aos outros: “O que significa isso?” 13 No entanto, outros zombavam deles e diziam: “Estão cheios de vinho doce.” 14 Mas Pedro se pôs de pé com os Onze e lhes falou bem alto: “Homens da Judeia e todos vocês, habitantes de Jerusalém, prestem atenção e ouçam bem as minhas palavras: 15 Na verdade, estas pessoas não estão bêbadas, como vocês supõem, pois é a terceira hora do dia. 16 Ao contrário, isto é o que foi dito por meio do profeta Joel: 17 ‘“Nos últimos dias”, diz Deus, “derramarei do meu espírito sobre todo tipo de pessoas, e os filhos e as filhas de vocês profetizarão, os jovens entre vocês terão visões e os homens idosos entre vocês terão sonhos, 18 e até mesmo sobre os meus escravos e sobre as minhas escravas derramarei do meu espírito naqueles dias, e eles profetizarão. 19 E realizarei milagres em cima, no céu, e sinais embaixo, na terra: sangue, fogo e nuvens de fumaça. 20 O sol será transformado em escuridão e a lua em sangue, antes de vir o grande e glorioso dia de Jeová. 21 E todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.”’ 22 “Homens de Israel, ouçam estas palavras: Jesus, o Nazareno, foi um homem que Deus aprovou diante de vocês com obras poderosas, milagres e sinais que Deus fez por meio dele entre vocês, conforme sabem. 23 Esse homem, que foi entregue pela estabelecida vontade e presciência de Deus, vocês pregaram numa estaca pelas mãos de transgressores e o mataram. 24 Mas Deus o ressuscitou, livrando-o das dores da morte, porque não era possível que ela o mantivesse preso. 25 Pois Davi diz a respeito dele: ‘Mantenho Jeová constantemente diante de mim, pois ele está à minha direita para que eu nunca seja abalado. 26 Por essa razão, meu coração ficou animado e minha língua se alegrou muito. E eu viverei em esperança; 27 porque não me deixarás na Sepultura nem permitirás que o teu leal conheça a decomposição. 28 Tu me fizeste conhecer os caminhos da vida; tu me encherás de alegria na tua presença.’ 29 “Homens, irmãos, permitam-me falar-lhes com franqueza sobre o patriarca Davi: ele morreu e foi enterrado, e seu túmulo está entre nós até o dia de hoje. 30 Visto que era profeta e sabia que Deus lhe havia jurado que faria um dos seus descendentes se sentar no seu trono, 31 ele previu a ressurreição do Cristo e falou sobre ela, que ele não seria abandonado na Sepultura e que a sua carne não conheceria a decomposição. 32 Deus ressuscitou a esse Jesus, e disso todos nós somos testemunhas. 33 Portanto, visto que ele foi enaltecido à direita de Deus e recebeu do Pai o prometido espírito santo, derramou o que vocês estão vendo e ouvindo. 34 Pois Davi não subiu aos céus, mas ele diz: ‘Jeová disse ao meu Senhor: “Sente-se à minha direita 35 até que eu ponha os seus inimigos debaixo dos seus pés.”’ 36 Portanto, que toda a casa de Israel tenha a plena certeza de que Deus o fez Senhor e Cristo, a esse Jesus, que vocês mataram numa estaca.” 37 Quando ouviram isso, ficaram com o coração aflito e disseram a Pedro e aos outros apóstolos: “Homens, irmãos, o que devemos fazer?” 38 Pedro lhes disse: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos seus pecados, e vocês receberão a dádiva do espírito santo. 39 Porque a promessa é para vocês e para os seus filhos, e para todos os que estão longe, todos os que Jeová, nosso Deus, chamar para si.” 40 E ele dava um testemunho cabal e os exortava com muitas outras palavras, dizendo: “Sejam salvos desta geração pervertida.” 41 Assim, os que aceitaram com alegria as suas palavras foram batizados, e naquele dia cerca de 3.000 pessoas se juntaram a eles.

Você ‘conhece o amor do Cristo’?


20, 21. Como podemos vir a ‘conhecer o amor do Cristo’ de forma plena?


20 A Palavra de Jeová apresenta uma bela descrição do amor de Cristo. Como, porém, devemos reagir a esse amor? A Bíblia nos incentiva a ‘conhecer o amor do Cristo, que ultrapassa o conhecimento’. (Efésios 3:19) Como vimos, os relatos evangélicos sobre a vida e o ministério de Jesus nos ensinam muita coisa a respeito do amor dele. Mas ‘conhecer o amor do Cristo’ de forma plena envolve mais do que aprender o que a Bíblia diz sobre Ele.
Efésios 3:19 e de conhecer o amor do Cristo, que é superior ao conhecimento, a fim de que vocês fiquem cheios de toda a plenitude que Deus dá.

21 O termo grego traduzido ‘conhecer’ significa conhecer “na prática, por experiência própria”. Quando demonstramos amor assim como Jesus demonstrou — de forma altruísta dando de nós mesmos a favor de outros, compassivamente correspondendo às suas necessidades e perdoando-os de coração —, passamos realmente a entender Seus sentimentos. Desse modo, chegamos a conhecer, por experiência própria, “o amor do Cristo, que ultrapassa o conhecimento”. E nunca nos esqueçamos de que, quanto mais nos assemelharmos a Cristo, mais nos achegaremos àquele que Jesus imitou com perfeição, nosso Deus amoroso, Jeová.

Quadro Na P. 299
Perguntas para Meditação


Mateus 9:35-38 De que modo significativo Jesus demonstrou piedade, ou compaixão? Que efeito isso deveria ter sobre nós?


Mateus 9:35-38 E Jesus começou uma viagem por todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, pregando as boas novas do Reino e curando todo tipo de doenças e todo tipo de enfermidades. 36 Vendo as multidões, sentia pena delas, porque eram esfoladas e jogadas de um lado para outro como ovelhas sem pastor. 37 Ele disse então aos seus discípulos: “A colheita, realmente, é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38 Por isso, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a Sua colheita.”

João 13:34, 35 Por que é importante que reflitamos o amor do Cristo?


João 13:34, 35 Eu lhes dou um novo mandamento: Amem uns aos outros; assim como eu amei vocês, amem também uns aos outros. 35 Por meio disto todos saberão que vocês são meus discípulos: se tiverem amor entre si.”

Romanos 15:1-6 Como podemos imitar a atitude mental altruísta de Cristo?


Romanos 15:1-6 Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos que não são fortes, e não agradar a nós mesmos. 2 Que cada um de nós agrade ao seu próximo para o bem dele, para edificá-lo. 3 Pois nem mesmo o Cristo agradou a si mesmo, mas, assim como está escrito: “Os insultos daqueles que te insultam caem sobre mim.” 4 Pois todas as coisas escritas anteriormente foram escritas para a nossa instrução, a fim de que, por meio da nossa perseverança e por meio do consolo das Escrituras, tivéssemos esperança. 5 Que o Deus que dá perseverança e consolo lhes conceda terem entre si a mesma atitude que Cristo Jesus teve, 6 para que, unidos e com uma só voz, vocês glorifiquem ao Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo.

2 Coríntios 5:14, 15 O apreço pelo resgate deveria ter que efeito sobre nossos conceitos, alvos e estilo de vida?


2 Coríntios 5:14, 15 Pois o amor do Cristo nos impele, porque nós concluímos o seguinte: um só homem morreu por todos — de fato, todos tinham morrido. 15 E ele morreu por todos para que os que vivem não vivessem mais para si mesmos, mas para aquele que morreu por eles e foi levantado.

Clique na imagem para Baixar informações completas em arquivos digitais para Computador, Tablet computer, Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone