Relato de Diodoro Sículo da vida de Semiramis | Origem e História.

por Joshua J. Mark Semiramis é semi divino guerreiro-rainha da Assíria, cujo reinado é mais claramente documentado pelo historiador grego Diodorus Siculus (90-30 A.C.) em sua grande obra Bibliotheca Historica ("biblioteca histórica") escrito há mais de trinta anos, mais provavelmente entre 60-30 A.C.. Diodoro desenhou nas obras de autores anteriores, tais como Ctésias de Cnido (c. 400 A.C.), que já não são existentes. Ctésias foi ridicularizada por imprecisão por outros escritores antigos, mas as contas dele são tratadas como confiável por Diodoro que cita-lo sem reservas.
clip_image001
Semiramis e Nabucodonosor constroem os jardins da Babilônia
Enquanto historiadores modernos dividem-se em se um personagem histórica chamada Semiramis já viveu, Diodoro apresenta sua vida como um simples relato biográfico do reinado de uma grande rainha assíria. Como há apenas uma rainha conhecida na história da Assíria, o regente Sammu-Ramat, que reinou entre 806-811 A.C., Semiramis foi identificado com Sammu-Ramat desde o século XIX, quando as escavações arqueológicas começaram a descobrir cidades assírias e decifrar inscrições antigas da Mesopotâmia.
Diodoro não importa se com quando, ou mesmo se, a rainha vivia e dedica suas energias em vez de contar o conto épico de uma rainha inteligente, bonita e inteligente, que subiu de origens humildes para governar toda a Mesopotâmia, Anatólia e na Ásia Central. Parece claro que ele pegou emprestado certos acontecimentos na vida de Semiramis de outros contos, históricos ou míticos, mas isto parece não tê-lo em causa, enquanto a história era uma boa. Um exemplo no texto abaixo é a invasão de Semiramis da Índia, que é muito semelhante à de Alexandre, o grande. Em 327 A.C. Alexandre invadiu a Índia com o seu exército, e um dos seus maiores desafios na batalha do Rio Hidaspes (também conhecido como a batalha de Jhelum) em 326 A.C. foi os elefantes de guerra do rei Porus de Paurava. Diodoro, em seu relato da invasão de Semiramis, não podia realisticamente dar elefantes seu exército e, portanto, acredita-se, acrescentou na história dos elefantes de fantasia para equilibrar as coisas no campo e certifique-se de um conto melhor. Adição de Diodoro dos elefantes falsos, no entanto, é um exemplo do que faz suas obras tão interessante para ler: ele nunca parece ter permitido a verdade atrapalhar uma boa história.
Embora, no capítulo 20, ele afirma que ele só está seguindo a conta de autoria de Semiramis Ctésias de Cnido, historiadores acreditam que ele pode ter embelezado em cima da conta para tornar a história mais interessante. Sua famosa descrição dos jardins suspensos da Babilônia, no capítulo 10 (a mais detalhada dos jardins suspensos da história antiga) é outro exemplo disso. Embora seja possível que tal um jardim existia na Babilônia, e que Ctesias pode ter escrito isso como Diodoro descreve, geralmente é pensado para ser um exagero da parte dos Diodoro (como é a descrição da Babilônia em capítulos 7 a 9). Estudos recentes, de fato, defende os jardins suspensos como sendo em Nínive. É interessante notar que não só aqui no livro II, mas em outro lugar, quando Diodoro cita tanto Ctesias e Heródoto, ele geralmente favorece Ctésias (isto pode ser visto abaixo no capítulo 15.2). Embora Heródoto é considerado o "pai da história" no dia moderno, foi repetidamente atacado por escritores antigos por imprecisão embora, ao que parece, não tanto quanto era Ctésias. Um só posso supor que Diodoro favoreceu Ctésias sobre Heródoto porque ele sentiu o antigo contou uma história melhor, ou, talvez, porque versão de Ctesias encaixa melhor com a história Diodoro pretendia dizer.
clip_image002
Jardins suspensos da Babilônia
As seguintes passagens vem da Loeb Classical Library edição, 1933 CE, traduzido por C.H. Oldfather e a edição on-line com notas por Bill Thayer. A história começa com Ninus rei da Assíria decidindo conquistar toda a Ásia e com sucesso, fazê-lo, criando para si uma cidade chamada Ninus para comemorar suas vitórias. Como Diodoro escreve, "uma vez que as empresas de Ninus estavam prosperando desta forma, ele foi apreendido com um poderoso desejo de subjugar toda a Ásia que se encontra entre o Thanaïs e Nilo; para, como uma coisa geral, quando os homens gozam de boa fortuna, a corrente constante de seu sucesso solicita que no desejo por mais"(2.1-2). É quando Ninus campanhas contra Bactriana que ele conhece e se apaixona por Semiramis e Diodoro começa sua história de seu reinado. A seguir é a história do livro II, capítulos 4-20 do Bibliotheca Historica:
4Desde após a fundação desta cidade que Ninus fez uma campanha contra Bactriana, onde se casou com Semiramis, a mais famosa de todas as mulheres dos quais temos qualquer registro, é necessário antes de mais nada para dizer como ela passou de uma humilde fortuna para tal fama.
Agora há na Síria uma cidade conhecida como Ascalon e não longe disso, um grande e profundo lago, cheio de peixes. Na sua orla é uma esquadra de uma famosa deusa quem os sírios chamam Derceto; e esta deusa tem a cabeça de uma mulher, mas todo o resto do seu corpo é a de um peixe, o motivo é algo parecido com isto. A história como determinado pelos mais instruídos dos habitantes da região é a seguinte: Afrodite, sendo ofendida com esta deusa, inspirado em uma paixão violenta por uma certa juventude bonita entre seus devotos; e Derceto entregou-se para o sírio e teve uma filha, mas depois, cheio de vergonha seu ato pecaminoso, ela matou a juventude e expostos a criança em uma região de deserto rochosa, enquanto quanto a mesma, de vergonha e tristeza, ela se jogou no lago e foi mudada da forma do seu corpo em um peixe; e é por esta razão que os sírios até hoje abster-se deste animal e honram seus peixes como deuses. Mas sobre a região onde o bebê foi exposto a uma grande multidão de pombas tinha seus ninhos, e por eles, a criança foi alimentada de forma surpreendente e milagrosa; para algumas das pombas aquecer o corpo do bebê por todos os lados cobrindo-o com suas asas, enquanto outros, quando eles observaram que os vaqueiros e outros Guardiões estavam ausentes da steadings nas proximidades, trouxe o leite em seus bicos e alimentou o bebê colocando-gota a gota entre seus lábios. E quando a criança tinha um ano de idade e precisa de alimento mais sólido, as pombas, bicando fora pedaços de queijos, é fornecido com alimento suficiente. Agora, quando os guardiões voltou e viram que os queijos tinham sido mordiscou sobre as bordas, eram espantarão o acontecimento estranho; mantiveram-se por conseguinte de vigia, e ao descobrir a causa encontrada a criança, que era de grande beleza. Ao mesmo tempo, em seguida, trazendo-a para seus steadings eles entregou para o guardião dos rebanhos reais, cujo nome era Simmas; e Simmas, sendo sem filhos, deu todos os cuidados para a criação da menina, como sua própria filha, e chamou-lhe Semiramis, um nome ligeiramente alterado da palavra que, na língua dos sírios, significa "pombas", aves que desde aquela época, que todos os habitantes da Síria têm continuado a honra como deusas.
5Tal, então, é na sua essência a história que é contada sobre o nascimento de Semiramis. E quando ela já veio para a idade do casamento e até agora superou todas as outras donzelas em beleza, um oficial foi enviado da corte do rei para inspecionar os rebanhos reais; seu nome era Onnes, e ele levantou-se primeiro entre os membros do Conselho do rei e tinha sido nomeado governador sobre toda a Síria. Ele parou com Simmas e ao ver a que Semiramis foi cativado pela sua beleza; Consequentemente ele insistentemente suplicou Simmas para lhe dar a donzela no casamento lícito e levou-a fora para Ninus, onde se casou com ela e gerou dois filhos, Hyapates e Hidaspes. E desde que as outras qualidades de Semiramis estavam em consonância com a beleza do seu semblante, descobriu-se que seu marido tornou-se escravizado por ela, e desde que ele não faria nada sem seus conselhos ele prosperou em tudo.
Foi só neste momento que o rei, agora que ele tinha completado a Fundação da cidade que leva seu nome, se comprometeram a sua campanha contra os bactrianos. E desde que ele estava bem ciente do grande número e o valor desses homens e percebi que o país tinha muitos lugares que, por causa de sua força, não poderiam ser abordados por um inimigo, matriculou-se um grande exército de soldados de todas as negociações sob sua influência; Por que ele tinha de sair mal em sua campanha anterior, ele foi resolvido sobre aparecendo antes de Bactriana com uma força muitas vezes tão grande quanto o deles. Da mesma forma, depois que o exército tinha sido montado de cada fonte, numerada, como Ctésias declarou na sua história, 1,7 milhões de pé-soldados, duzentos e dez mil de cavalaria e um pouco menos de dez mil e seiscentos foice-rolamento carruagens.
Agora a primeira audição o tamanho grande do exército é incrível, mas ele não parece de todo impossível para qualquer pessoa que considere a grande extensão da Ásia e os vastos números dos povos que nele habitam. Pois se um homem, desconsiderando a campanha de Dario contra os citas com 800 mil homens e a travessia feita por Xerxes contra a Grécia com um host, além do número, deve considerar os acontecimentos que tiveram lugar na Europa ontem ou anteontem, ele o faria mais rapidamente vim a considerar a instrução como credível. Na Sicília, por exemplo, Dionísio levou adiante em suas campanhas da única cidade dos siracusanos um cento e vinte mil soldados de infantaria e cavalaria de doze mil e de um único porto de quatrocentos navios de guerra, alguns dos quais foram quadriremes e quinquerremes; e os romanos, um pouco antes que o tempo de Aníbal, prevendo a magnitude da guerra, matriculou-se todos os homens na Itália que estavam apto para o serviço militar, os cidadãos e aliados, e a soma total deles só ficou um pouco aquém de 1 milhão; e ainda no que se refere o número de habitantes um homem não compararia toda a Itália com um único das Nações da Ásia. Deixe que estes fatos, então, ser uma resposta suficiente da nossa parte para aqueles que tentam estimar as populações das Nações da Ásia, nos tempos antigos na força inferências extraídas a desolação que actualmente prevalece em suas cidades.
6Agora foi compelido Ninus em sua campanha contra Bactriana com uma força tão grande, porque o acesso ao país era difícil e passes eram estreitas, para fazer avançar o seu exército em divisões. Para o país de Bactriana, embora houvesse muitas cidades grandes para as pessoas que habitam, tinha um que era o mais famoso, sendo esta a cidade que contém o palácio real; Ele foi chamado Bactra e no tamanho e na força de sua Acrópole foi, de longe, o primeiro de todos eles. O rei do país, Oxyartes, tinha inscritos todos os homens de idade militar e tinha sido reuniram-se para o número de quatrocentos mil. Então, levando essa força com ele e conhecer o inimigo para as passagens, ele permitiu uma divisão do exército de Ninus para entrar no país; e quando ele pensou que um número suficiente do inimigo tinha debouched para a planície que ele desenhou para fora de suas próprias forças em ordem de batalha. Uma luta feroz seguiu-se então em que os bactrianos colocam os assírios de vôo e persegui-los, tanto quanto as montanhas que negligenciei o campo, matou aproximadamente cem mil do inimigo. Mas depois, quando a força toda Assíria entrou em seu país, os bactrianos, dominado pela multidão deles, retirou-se por uma cidade, cada grupo com a intenção de defender sua própria pátria. E então Ninus facilmente subjugou todas as outras cidades, mas Bactra, por causa de sua força e o equipamento para a guerra que continha, ele era incapaz de tomar pela tempestade.
Mas quando o cerco estava provando um caso, o marido de Semiramis, que estava enamorado de sua esposa e estava fazendo a campanha com o rei, mandou para a mulher. E ela, dotado como ela era com compreensão, ousadia e todas as outras qualidades que contribuem para a distinção, aproveitou a oportunidade para exibir sua capacidade nativa. Em primeiro lugar, em seguida, uma vez que ela estava prestes a em uma jornada de muitos dias, ela criou uma vestimenta que o tornava impossível distinguir se o utente de era um homem ou uma mulher. Este vestido foi bem adaptado às suas necessidades, no que se refere a viajar no calor, para proteger a cor de sua pele e sua conveniência em fazer o que quer que ela queira fazer, uma vez que foi bastante flexível e adequado para uma pessoa jovem e, numa palavra, era tão atraente que em tempos mais tarde os medos, que eram então dominantes na Ásia, sempre usou o traje de Semiramis, assim como os persas atrás deles. Agora quando Semiramis chegou em Bactriana e observar o progresso do cerco, ela observou que era nas planícies e nas posições que foram facilmente assaltadas que ataques foram sendo feitas, mas que ninguém jamais agrediu a Acrópole por causa de sua forte posição e que seu defensor tinha deixado seus postos lá e estavam vindo de ajuda aqueles que eram difíceis pressionado nas paredes abaixo. Conseqüentemente, levando com ela tais soldados como estavam acostumados a escalando até alturas rochosas e inventando a caminho com eles através de uma ravina certas difícil, ela tomou parte da Acrópole e deu um sinal para aqueles que estavam sitiando a parede para baixo na planície. Então, os defensores da cidade, com terror para a apreensão da altura, deixaram as paredes e abandonaram toda a esperança de salvar-se.
Quando a cidade tinha sido tomada desta forma, o rei, maravilhado com a capacidade da mulher, no primeiro, honrou-lhe com grandes presentes e mais tarde, tornando-se infatuated com ela por causa de sua beleza, tentou convencer o marido ceder-lhe a-lo de sua própria vontade, oferecendo em troca este favor para dar-lhe a sua própria filha Sosanê a esposa. Mas quando o homem levou a sua oferta com graça doente, Ninus ameaçou colocar para fora os olhos dele, a menos que ele vez aderido aos seus comandos. E Onnes, em parte por medo das ameaças do rei e em parte de sua paixão pela mulher dele, caiu em uma espécie de frenesi e loucura, colocar uma corda em seu pescoço e enforcou-se. Tais, em seguida, foram as circunstâncias em que Semiramis alcançou a posição de rainha.
7 Ninus garantiu os tesouros do Bactra, que continha uma grande quantidade de ouro e de prata, e depois de resolver os assuntos da Bactriana se desfez de suas forças. Após este gerou por Semiramis um filho Ninyas e então morreu, deixando sua esposa como rainha. Semiramis enterrado Ninus na delegacia do palácio e erguido sobre seu túmulo uma muito grande monte, altos nove Estados e dez de largura, como diz Ctésias. Consequentemente, desde que a cidade encostar em uma planície ao longo do Rio Eufrates, o Monte era visível para uma distância de muitos Estados, como uma Acrópole; e esse monte de carrinhos, dizem, até hoje, apesar de Ninus foi arrasada até o chão por medos, quando destruíram o Império dos assírios.
Semiramis, cuja natureza a fez ansioso por grandes façanhas e ambicioso para superar a fama de seu antecessor no trono, defina sua mente em cima de fundar uma cidade na Babilônia e depois proteger os arquitetos de todo o mundo e artesãos qualificados e tornar todos os outros preparativos necessários, ela reuniu de seus homens de todo o Reino 2 milhões para completar o trabalho. Tendo o rio Eufrates em centro ela jogou sobre a cidade uma parede com grandes torres definir intervalos freqüentes, a parede sendo Estados de trezentos e sessenta de circunferência, como diz Ctésias de Cnido, mas de acordo com o relato de Cleitarchus e alguns daqueles que, em um momento posterior, cruzou para a Ásia com Alexander, trezentos e sessenta e cinco Estados; e adicionar estes últimos, que era seu desejo de fazer o número de Estados a mesma medida que os dias do ano. Fazendo tijolos cozidos rapidamente em betume ela construiu um muro com uma altura, como diz Ctésias, de cinquenta braças, mas, como alguns escritores posteriores registraram, de cinqüenta côvados e a largura suficiente para mais de dois carros lado a lado para conduzir em cima; e as torres numeradas duzentos e cinquenta, sua altura e largura correspondente a grande escala da parede. Agora ele precisa ocasião não é de admirar que, considerando a grande extensão do muro do circuito, Semiramis construído um pequeno número de Torres; para desde uma grande distância, que a cidade foi cercada por pântanos, ela decidiu não construir torres ao longo desse espaço, os pântanos, oferecendo uma defesa natural suficiente. E todo esse tempo entre as habitações e as paredes uma estrada foi deixada dois plethra de largura.
8 a fim de agilizar a construção destas construções ela repartida um stade a cada um de seus amigos, fornecendo material suficiente para a sua tarefa e direcionando-os para completar o seu trabalho dentro de um ano. E quando eles terminaram estas atribuições com grande velocidade ela aceitou com gratidão o seu zelo, mas ela tomou para si a construção de uma ponte cinco Estados no ponto mais estreito do rio, habilmente afundando os molhes, que estêve doze pés distante, na sua cama. E as pedras, que foram definidas firmemente juntos, ela ligado com grampos de ferro e as articulações das cólicas que ela cheia derramando em chumbo. Novamente, antes do cais do lado que receberia a corrente que ela construído cutwaters cujos lados foram arredondados para desligar a água e que gradualmente diminuída para a largura do cais, a fim de que os pontos afiados dos cutwaters podem dividir o ímpeto do fluxo, enquanto os lados arredondados, rendendo a sua força, podem suavizar a violência do rio. Esta ponte, então, pavimentado com vigas de cedro e cipreste e com troncos de palmeira de tamanho excepcional, com uma largura de trinta pés, é considerado para ter sido inferior em habilidade técnica para nenhuma das obras de Semiramis. E em cada lado do rio, ela construiu um cais caro de sobre a mesma largura que as paredes e cento e sessenta Estados longos.
Semiramis também construiu dois palácios muito às margens do rio, um em cada extremidade da ponte, a intenção dela, sendo que a partir deles, ela pode ser capaz de olhar para baixo ao longo de toda a cidade e para prender as chaves, como se fosse, para suas seções mais importantes. E desde o rio Eufrates atravessou o centro da Babilônia e fluiu em direcção sul, um palácio enfrentou o aumento e o outro que o pôr do sol e ambos foram construídos numa escala pródiga. No caso que enfrentou a oeste fez o comprimento do seus circuito exterior ou primeira parede 60 Estados, fortificante, com paredes elevadas, que havia sido construídas a muito custo e eram de tijolo queimado. E dentro dela que construiu um segundo, circular em forma, os tijolos de que, antes de serem cozidos, selvagens animais de cada espécie tinham sido gravados, e pelo uso engenhoso de cores estas figuras reproduzidas a aparência real dos animais Esta parede de circuito tinha um comprimento de quarenta Estados, uma largura de três cem tijolos e uma altura, como diz Ctésias, de cinquenta braças; a altura das torres, no entanto, foi setenta braças. E ela construído dentro destes dois ainda um terceiro circuito wall, no qual incluído uma Acrópole cuja circunferência era vinte Estados de comprimento, mas a altura e a largura da estrutura ultrapassaram as dimensões da parede meio circuito. Em ambas as torres e os muros lá novamente eram animais de cada espécie, engenhosamente executado pelo uso de cores, bem como pela imitação realista dos vários tipos; e todo o que tinha sido feito para representar uma caça, completa em cada detalhe, de todos os tipos de animais selvagens, e seu tamanho foi mais de quatro côvados. Entre os animais, além disso, Semiramis também tinha sido retratado, a cavalo e no ato de arremessar um dardo em um leopardo e nas proximidades foi o marido dela, Ninus, no ato de empurrando sua lança em um leão de perto. Nesta parede ela também definir portas triplas, dois dos quais eram de bronze e foram abertas por um dispositivo mecânico.
Agora este palácio longe superado em tamanho e detalhes de execução o um na outra margem do rio. Para a parede do circuito deste último, feita de tijolo queimado, foi apenas trinta Estados de tempo, e em vez do retrato engenhoso de animais tinha estátuas de bronze de Ninus Semiramis e seus oficiais e um também de Zeus, a quem chamamos de babilônios Belus; e por isso também eram retratadas tanto cenas de batalha e caça de todo tipo, que encheu aqueles que contemplou com variadas emoções de prazer.
9 após este Semiramis escolheu o ponto mais baixo na Babilônia e construído um reservatório quadrado, que era trezentos Estados longo de cada lado; foi construído de tijolo cozido e betume e tinha uma profundidade de trinta e cinco pés. Então, desviando o rio nela, ela construiu um metro-passagem de um palácio para o outro; e tornando de tijolo queimado, ela revestiu as câmaras abobadadas em ambos os lados com betume quente até que ela tinha feito a espessura do revestimento de quatro côvados. As paredes laterais da passagem foram vinte tijolos grossos e doze pés de altura, excluindo a abóboda de canhão, e a largura do caminho-passagem era quinze pés. E depois esta construção tinha sido terminada em apenas sete dias, ela deixa o Rio de volta no seu canal antigo, e assim, desde que o fluxo fluiu acima a passagem, Semiramis era capaz de ir em frente ao Palácio de um para o outro sem passar sobre o rio. Em cada extremidade da passagem-maneira ela também definir portas de bronze que ficava até a hora do governo persa.
Depois dela construído no centro da cidade um templo de Zeus quem, como já dissemos, a chamada babilônios Belus. Agora desde no que se refere este templo os historiadores estão em desacordo, e desde que o tempo causou a estrutura cair em ruínas, é impossível dar os fatos exatos sobre isso. Mas todos concordam que era excessivamente elevado, e que, em os caldeus fez suas observações dos astros, cujos levantamentos e configurações podem ser com precisão observada devido a altura da estrutura. Agora todo o edifício foi engenhosamente construído à custa de betume e tijolo, e no topo da subida Semiramis configurar três estátuas de ouro martelado, de Zeus, Hera e Rhea. Todas as estátuas de Zeus que representou-o ereto e caminhando para a frente e, sendo Quarenta pés de altura, pesava mil talentos babilônicos; o de Rhea mostrou ela sentada em um trono de ouro e estava com o mesmo peso que a de Zeus; e em seus joelhos ficou dois leões, enquanto nas proximidades foram enormes serpentes de prata, cada um pesando trinta talentos. A estátua de Hera também estava parado, pesando 800 talentos, e na mão direita segurava uma cobra pela cabeça e na sua esquerda um cetro cravejado com pedras preciosas. Uma tabela para todas as três estátuas, feitas de martelado ouro, estava diante deles, quarenta pés de comprimento, largura quinze e pesando quinhentos talentos. Descansou em cima dois bebendo-copos, pesando trinta talentos. E haviam também, incensários também dois em número, mas pesando cada trezentos talentos e também três ouro tigelas, dos quais aquele pertencentes a Zeus pesava cada doze cem talentos babilônicos e os outros dois seiscentos. Mas todos estes foram mais tarde levados como estragar pelos reis dos persas, enquanto como para os palácios e outros prédios, tempo foi totalmente apagada-los ou deixado em ruínas; e na verdade da Babilônia em si, mas uma pequena parte é habitada neste momento, e a maioria da área dentro de seus muros é entregue à agricultura.
10 havia também, como a Acrópole, o jardim suspenso, como é chamada, que foi construída, não por Semiramis, mas por um rei sírio mais tarde para agradar a uma das suas concubinas; para ela, eles dizem, sendo um persa por raça e desejando os prados de suas montanhas, perguntou o rei a imitar, através do artifício de um jardim plantado, a paisagem distintiva da Pérsia. O parque estendido plethra quatro de cada lado, e desde que a abordagem ao jardim inclinado como uma encosta e as várias partes da estrutura subiram de uma outra camada sobre camada, a aparência de toda a lembrava de um teatro. Quando os ascendentes terraços tinham sido construídos, lá tinham sido construídos abaixo deles galerias que levava todo o peso da plantadas jardim e rosa, pouco a pouco, um acima do outro ao longo da abordagem; e a galeria superior, que era de cinqüenta côvados de altura, diâmetro interno da superfície mais alta do parque, que foi feito o nível com o muro do circuito das muralhas da cidade. Além disso, as paredes, que tinham sido construídas com um grande custo, eram vinte e dois pés de espessura, enquanto a passagem entre duas paredes de cada dez pés de largura. Os telhados das galerias foram cobertos com traves de pedra 16 pés de comprimento, inclusive a sobreposição e quatro pés de largura. O teto acima estas vigas tinham primeiro uma camada de palhetas colocadas em grande quantidade de betume, sobre este dois cursos de tijolo cozido, ligados por cimento e como um terceiro uma cobertura de chumbo, a fim de que a umidade do solo não pode penetrar por baixo da camada. Sobre esse novo Terra tinha sido empilhada a uma profundidade suficiente para as raízes das árvores maiores; e o solo, o que foi nivelado, foi densamente plantado com árvores de cada espécie que, por seu grande tamanho ou qualquer outro charme, poderia dar prazer para quem vê. E desde que as galerias, cada projetando para além de outra, todos receberam a luz, elas continham muitas pousadas reais de cada descrição; e havia uma galeria que continha aberturas levando da superfície superior e máquinas para o fornecimento de jardim com água, as máquinas levantando a água em grande abundância no rio, embora ninguém poderia vê-lo sendo feito. Agora este parque, como eu disse, era uma construção mais tarde.
11 Semiramis fundou outras cidades também ao longo dos rios Tigre e Eufrates, na qual estabeleceu um comércio-lugares para os comerciantes que trouxe bens de Media, Paraetacenê e toda a região vizinha. Para o tigre e Eufrates, o mais notável, um pode dizer, de todos os rios da Ásia, após o Nilo e o Ganges, têm suas fontes nas montanhas da Armênia são dois mil e quinhentos Estados separados na sua origem e após fluir através da mídia e Paraetacenê entram a Mesopotâmia, que eles encerram entre eles, dando assim o nome ao país. Após isso, eles passam por Babilônia e desaguam no mar vermelho. Além disso, desde que eles são grandes fluxos e atravessam um território espaçoso oferecem muitas vantagens aos homens que seguem um comércio mercante; e é devido a este fato que as regiões ao longo das suas margens são preenchidas com prósperos comércio-lugares que contribuem grandemente para a fama da Babilônia.
Semiramis quarried para fora uma pedra das montanhas da Armênia, que era cento e trinta pés de comprimento e 25 pés largo e espesso; e isto ela transportado por meio de muitas multidões de jugos de mulas e bois para o rio e lá é carregado em uma balsa, em que ela trouxe para baixo o fluxo para Babilônia; Ela então configurá-lo ao lado da rua mais famosa, uma vista surpreendente para todos os que passaram. E esta pedra é chamada por alguns um obelisco de sua forma, e eles o número entre as sete maravilhas do mundo.
12 apesar da mira para ser visto na Babilônia é muitos e singular, não menos maravilhosa é a enorme quantidade de betume, que o país produz; tão grande é o fornecimento deste que não só basta para seus edifícios, que são numerosos e grandes, mas as pessoas comuns também, reunindo no local, desenhá-lo para fora sem qualquer restrição, e secá-lo queimá-lo no lugar de madeira. E incontáveis, como a multidão de homens que desenhá-lo para fora, a quantidade permanece inalterada, como se a derivada de uma fonte imensa. Além disso, perto desta fonte, há um orifício de ventilação, de nenhum tamanho grande mas de notável potência. Ele emite um vapor sulfuroso pesado que traz a morte para todas as criaturas vivas que abordá-lo, e reúnem-se com um fim rápido e estranho; para depois de ser submetido por um tempo para a retenção da respiração são mortos, como se a expulsão da respiração foram sendo impedidos pela força que tem atacado os processos da respiração; e imediatamente o corpo incha e explode, particularmente na região sobre os pulmões. E há também do outro lado do Rio um lago cuja borda oferece uma base sólida, e se qualquer homem, aprisionado, entra ele nada por um tempo curto, mas como ele avança em direção ao centro ele é arrastado para baixo, como se por uma certa força; e quando ele começa a ajudar a mesmo e faz a sua mente para voltar para a terra novamente, embora ele se esforça para desvencilhar-se, ele aparece como se ele foram sendo rebocado atrás de outra coisa; e ele se torna benumbed, primeiro em seus pés e, em seguida, em suas pernas até a virilha, e finalmente, superado por dormência em todo o seu corpo, ele é levado ao fundo e um pouco mais tarde desembarcam mortos.
Agora sobre as maravilhas de let Babilônia que foi dito é suficiente.
13 após Semiramis tinha feito fim de suas operações de construção que ela estabelecidos na direção de mídia com uma grande força. E quando ela tinha chegado na montanha conhecida como Bagistanus, acampados perto dele e deitou-se para fora do parque, que tinha uma circunferência de doze Estados e, estando situado na planície, continha uma grande mola por meio da qual seus plantings poderia ser irrigados. A montanha Bagistanus é sagrada para Zeus e o lado virado para o parque tem penhascos que sobem a uma altura de dezessete Estados. A parte mais baixa dela alisado fora e gravado em uma semelhança de si mesma com 100 lanceiros ao lado dela. E ela também colocou esta inscrição no penhasco em sírios letras: "Semiramis, com os pack-selas de animais de carga, em seu exército, construiu um montículo da planície e desse modo subiu este precipício, até mesmo para este cume muito."
Estabelecendo-se daquele lugar e chegar à cidade de Chauon, na mídia, ela reparou num planalto elevado uma rocha tanto de massa e altura impressionante. Nesse sentido, ela pôs para fora lá outro parque de grande tamanho, colocando a pedra no meio, e na pedra ela erguida, para satisfazer seu gosto pelo luxo, alguns edifícios muito caros do qual ela costumava olhar para baixo os dois em cima dela plantings no parque e em todo o exército acampou na planície. Neste lugar ela passou muito tempo e desfrutar ao máximo cada dispositivo que contribuíram para o luxo; Ela não estava disposta, no entanto, para contrair um casamento legal, ter medo de que ela pode ser privada da sua posição suprema, mas ela escolher para fora o mais bonito dos soldados consorciado com eles e então feito fora com todos os que tinham deitado com ela.
Depois dela avançou na direção de Ecbátana e chegou à montanha chamada Zarcaeus; e desde que este estendido a muitos Estados e estava cheio de penhascos e abismos processado a viagem redonda longa. E então ela tornou-se ambicioso tanto para deixar um monumento imortal de si mesma e ao mesmo tempo para encurtar seu caminho; consequentemente ela corta os rochedos, encheu os lugares baixos e, portanto, em gasto construiu um caminho curto, que até hoje é chamado de estrada de Semiramis. Ao chegar em Ecbátana, uma cidade que se encontra na planície, ela construiu em um palácio caro e em todos os outros sentidos deu bastante excepcional atenção à região. Pois desde que a cidade não tinha nenhuma fonte de água e não havia nenhuma primavera nas suas proximidades, ela fez todo o bem regada, trazendo a ele com muita dificuldade e despesa uma abundância da água mais pura. Para a distância de Ecbátana de aproximadamente doze Estados é uma montanha, que é chamado de Orontes e é incomum por sua robustez e enorme altura, desde a subida, em linha reta ao seu cume, são vinte e cinco Estados. E desde que um grande lago, que desaguava um rio, estava do outro lado, ela fez um corte através da base da montanha. O túnel era quinze pés de largura e quarenta pés de altura; e por isso que trouxe para o rio que flui do lago e cheios de água da cidade. Agora é o que ela fez na mídia.
14 depois disso, ela visitou Persis e todos os outros países sobre os quais ela governou por toda a Ásia. Em todos os lugares, ela cortou através das montanhas e falésias escarpadas e construídas estradas caras, enquanto nas planícies ela fez montes, às vezes, construí-las como túmulos para aqueles de seus generais que morreu e às vezes fundando cidades em seus topos. E também era seu costume, quando ela fez o acampamento, para construir montes pequenos, sobre qual configuração tenda dela poderia olhar para baixo em cima de todo o acampamento. Como conseqüência, muitas obras que construiu em toda a Ásia permanecem até hoje e são chamadas obras de Semiramis.
Depois dela visitou o Egito, e depois de subjugar a maioria da Líbia, ela também foi para o oráculo de Amon para inquirir do Deus sobre seu próprio fim. E as execuções de conta que a resposta foi dada a ela que ela iria desaparecer dentre os homens e receber honra eterna entre alguns dos povos da Ásia, e que isso levaria lugar quando seu filho Ninyas deve conspirar contra ela. Então, após o seu regresso dessas regiões ela visitou a maioria da Etiópia, subjugá-lo, como ela foi e inspecionando as maravilhas da terra. Para naquele país, dizem, há um lago, a praça em forma, com um perímetro de uns cento e sessenta pés e sua água é como cinábrio em cor e o odor do mesmo é extremamente doce, não muito diferente do que do velho vinho; Além disso, tem um poder extraordinário; para quem bebeu do mesmo, eles dizem, cai em um frenesi e acusa-se de todo pecado que tinha cometido anteriormente em segredo. No entanto, um homem não pode prontamente concordar com aqueles que dizer tais coisas.
15 no enterro dos seus mortos, os habitantes da Etiópia seguem costumes peculiares a mesmos; para depois que eles tenham embalsamado o corpo e tem derramado um casaco pesado de vidro por cima eles suportam em um pilar, para que o corpo do morto é visível através do vidro para aqueles que passam por aqui. Esta é a declaração de Heródoto. Mas Ctésias de Cnido, declarando que Heródoto é inventar uma história, dá para sua parte nesta conta. O corpo é embalsamado com efeito, mas o vidro não é derramado sobre os corpos nus, para eles seria queimados e tão completamente desfigurados que eles já não poderiam preservar sua semelhança. Por este motivo eles forme uma estátua oca de ouro e quando o cadáver foi colocado neles despeje o copo sobre a estátua e a figura, preparados desta forma, é então colocados no túmulo e o ouro, formado como é para se parecer com o falecido, é visto através do vidro. Agora os ricos entre eles estão enterrados em este sábio, ele diz, mas aqueles que deixam uma propriedade menor recebem uma estátua de prata, e o pobre feito de barro; quanto o vidro, há suficiente para todos, uma vez que ocorre em grande abundância na Etiópia e é bastante corrente entre os habitantes. No que se refere o personalizado prevalecente entre os etíopes e as outras características de seu país estamos um pouco mais tarde fixará aqueles que são mais importantes e merecedores de registro, no momento em que nós também deve recontar seus primeiros atos e sua mitologia.
16 mas depois Semiramis pôs em ordem os assuntos da Etiópia e Egito retornou com sua força para Bactra na Ásia. E desde que ela tinha grandes forças e tinha sido em paz por algum tempo ela ficou ansiosa para conseguir uma façanha brilhante na guerra. E quando ela foi informada de que a nação indígena foi o maior do mundo e da mesma forma possuía as mais extensas e o país mais justo, ela propôs a fazer uma campanha para a Índia. Stabrobates naquela época era rei do país e tinha uma multidão de soldados sem número; e muitos elefantes foram também à sua disposição, de forma extremamente esplêndida com tais coisas como iria criar terror na guerra. Para a Índia é uma terra de beleza incomum, e desde que é atravessada por muitos rios é fornecido com água durante toda a sua área e produz duas colheitas por ano; Consequentemente tem tal abundância de necessidades da vida que em todos os tempos favorece seus habitantes, com um abundante gozo deles. E diz-se que por causa do clima favorável para as partes do país nunca experimentou a fome ou a destruição das culturas. Também tem um número inacreditável de elefantes, que tanto na coragem e na força do corpo superam os da Líbia e da mesma forma, ouro, prateado, ferro e cobre; Além disso, dentro de suas fronteiras são encontrados grandes quantidades de pedras preciosas de todo tipo e de praticamente todas as outras coisas que contribuem para o luxo e a riqueza.
Quando Semiramis recebeu uma conta detalhada destes fatos ela foi levada para começar a guerra contra os índios, embora ela tinha sido feita nenhum ferimento por eles. E percebendo que ela precisava de uma força muito grande além de que ela tinha ela despachou mensageiros para todas as satrapias, comandando os governadores se inscrever o mais valente dos homens jovens e definindo a sua quota de acordo com o tamanho de cada nação; e ela ainda mais ordenou-lhes tudo para fazer novos ternos de armadura e à mão, brilhantemente equipado em todos os outros aspectos, no Bactra no terceiro ano depois disso. Ela convocou também construtores navais da Fenícia, Síria, Chipre e o resto das terras ao longo do mar, e ao Museu do transporte uma abundância de madeira Ela ordenou-lhes construir barcos de rio que poderiam ser tomados para peças. Para o Indus river, em virtude de ser o maior na região e o limite de seu reino, exigidos muitos barcos, alguns para a passagem do outro lado e outros do que para defender a antiga dos índios; e como não havia nenhuma madeira perto do rio, que os barcos tinham que ser trazido de Bactriana por terra.
Observando-se que ela estava muito desvalorizada por causa de sua falta de elefantes, Semiramis concebeu o plano de fazer bonecos como estes animais, na esperança de que os índios ia ser atingidos com terror por causa de sua crença de que não há elefantes, existiram em todos os além aqueles encontrados na Índia. Nesse sentido, ela escolheu fora trezentos mil Bois pretos e distribuído sua carne entre seus artesãos e os homens que tinham sido atribuídos para a tarefa de fazer os números, mas os couros ela costurou juntos e recheadas com palha e assim fez bonecos, copiando em cada detalhe da aparência natural destes animais. Cada boneco tinha dentro de um homem para cuidar dela e um camelo e, quando ele foi movido por este último, para aqueles que o viram de longe parecia um animal real. E os artesãos que estavam envolvidos em fazer esses bonecos para ela trabalhou na sua tarefa em um determinado tribunal, que tinha sido cercada por um muro e teve os portões que foram cuidadosamente guardados, para que nenhum trabalhador dentro poderia passar para fora, ninguém de fora poderia entrar para eles. Ela fez isso para que ninguém de fora pode ver o que estava ocorrendo e que nenhum relatório sobre os bonecos pode escapar aos índios.
17 quando os barcos e as bestas tinham sido preparadas em dois alocados anos, no terceiro ela convocou as suas forças de todos os lugares de Bactriana. E a multidão do exército que foi montado, como registrou Ctésias de Cnido, tinha três milhões de soldados de infantaria, cavalaria de duzentos mil e cem mil carros. Havia também homens montados em camelos, carregando espadas quatro côvados, tanto em número como os carros. E barcos de rio, que podem ser desmontado, ela construiu para o número de dois mil, e ela tinha coletado camelos para transportar as embarcações por terra. Camelos também suportou os bonecos dos elefantes, como já foi mencionado; e os soldados, trazendo seus cavalos até estes camelos, acostumaram-los para não temer a natureza selvagem das bestas. Algo semelhante também foi feito muitos anos mais tarde por Perseu, o rei dos macedônios, antes de seu conflito com os romanos que tinham os elefantes da Líbia. Mas nem no caso dele acabou que o zelo e engenhosidade exibida em tais assuntos tiveram qualquer efeito sobre o conflito, nem na de Semiramis, como será mostrado mais precisamente na nossa conta mais.
Quando Stabrobates, o rei dos índios, ouvi falar da imensidão das forças mencionadas e das preparações excessivamente grandes que tinham sido feitas para a guerra, ele estava ansioso para superar Semiramis em todos os aspectos. Em primeiro lugar, em seguida, ele fez quatro mil barcos de Rio de juncos; ao longo de seus rios e lugares pantanosas Índia produz uma grande abundância de juncos, tão grandes em diâmetro que um homem não pode facilmente colocar seus braços sobre eles; e diz-se, além disso, que navios construídos estes são extremamente úteis, desde que a madeira não apodrecer. Além disso, ele deu grande atenção à preparação de seus braços e visitando toda a Índia reuniu uma força muito maior do que a que tinha sido cobrada por Semiramis. Além disso, segurando uma caçada de elefantes selvagens e multiplicar muitas vezes o número já à sua disposição, ele reuniu as tudo esplendidamente com tais coisas como iria criar terror na guerra; e a conseqüência foi que, quando eles avançaram para o ataque a multiplicidade de-los, bem como as torres sobre suas costas os fez aparecer como algo além do poder da natureza humana de entender.
18 quando ele fez todos os preparativos para a guerra, que ele despachou mensageiros de Semiramis, que já estava na estrada, acusando-a de ser o agressor na guerra, embora ela tivesse sido ferida em nenhum respeito; Então, no decurso da sua carta, depois de dizer muitas coisas caluniosas contra ela como sendo uma meretriz e apelando para os deuses como testemunhas, ele a ameaçou com a crucificação quando ele tinha a derrotou. Semiramis, no entanto, na leitura sua carta dispensado suas declarações com riso e comentou, "será em ações que o índio vai fazer julgamento da minha bravura." E quando seu avanço trouxe-a com sua força para o rio Indus ela encontrou os barcos do inimigo pronto para a batalha. Consequentemente ela do lado dela, às pressas, reunindo seus barcos e lotação-los com suas melhores fuzileiros, se juntou a batalha no rio, enquanto os soldados de infantaria, que foram elaborados ao longo das margens também ansiosamente participaram no concurso. A luta durou um longo tempo e ambos os lados lutaram spiritedly, mas finalmente Semiramis foi vitorioso e destruiu cerca de mil dos barcos, levando também não poucos homens prisioneiros. Muito feliz agora por sua vitória, ela reduzido à escravidão nas ilhas no rio e as cidades neles e reuniram-se em mais de cem mil cativos.
Depois destes acontecimentos o rei dos índios retirou sua força do rio, dando a aparência de recuar com medo, mas na verdade com a intenção de atrair o inimigo para atravessar o rio. Respectiva Semiramis, agora que suas empresas foram prósperas como ela desejou, atravessado o rio com uma ponte grande e caro, por meio do qual ela tem todas as suas forças do outro lado; e então ela deixou 60 mil homens para vigiar a ponte flutuante, enquanto com o resto do seu exército, ela avançou em busca de índios, os elefantes fictícios, liderando o caminho, a fim de que os espiões do rei podem relatar ao rei a multidão desses animais em seu exército. Nem ela foi enganada nesta esperança; pelo contrário, quando quem tinha sido despachado para espiar para fora divulgado aos índios a multiplicidade de elefantes entre o inimigo, eles estavam todos em uma perda para descobrir de onde poderia ter vindo tal uma infinidade de bestas que a acompanhou. No entanto, a decepção não permanecer em segredo por muito tempo; para alguns de Semiramis tropas foram pegos negligenciando seus relógios de noite no acampamento, e estes, com medo do castigo conseqüente, desertaram para o inimigo e apontam-lhes seu erro em relação à natureza dos elefantes. Encorajado por esta informação, o rei dos índios, após informar seu exército sobre os bonecos, definir as suas forças na matriz e virou-se sobre para enfrentar os assírios.
19 Semiramis também organizou as suas forças, e como os dois exércitos se aproximava do outro Stabrobates, o rei dos índios, despachou sua cavalaria e carros antecedência o corpo principal. Mas a rainha estoicamente resistiu ao ataque da cavalaria, e desde que os elefantes que ela tinha fabricado tinham sido estacionados em intervalos iguais na frente do corpo principal das tropas, ele surgiu que os cavalos dos índios recuaram para eles. Considerando que a distância os bonecos pareciam os animais reais com que os cavalos dos índios estavam familiarizados e, portanto, cobrados em cima deles com ousadia suficiente, no entanto, ao entrar em contato mais próximo o odor que atingiu os cavalos era desconhecido e em seguida as outras diferenças, que tomado todos juntos eram muito grandes, jogou-os para a confusão total. Consequentemente, alguns dos índios foram jogados no chão, enquanto outros, onde seus cavalos não obedeceria a rédea, foram carregados com suas montagens desordenadamente para o meio do inimigo. Então Semiramis, quem estava na batalha com um seleto grupo de soldados, feita hábil uso de sua vantagem e colocar os índios em fuga. Mas embora estes fugiram para a batalha-linha, rei Stabrobates, undismayed, advanced as fileiras dos seus soldados de infantaria, mantendo os elefantes na frente, enquanto ele próprio, tomando sua posição na ala direita e lutando a mais poderosa das bestas, cobradas em aterrorizante moda contra a rainha, que chance tinha colocado em frente dele. E desde que o resto dos elefantes seguiu seu exemplo, o exército de Semiramis resistiu pouco tempo ao ataque das feras; para os animais, em virtude de sua extraordinária coragem e a confiança que sentiam em seu poder, facilmente destruídos todos os que tentaram resistir-lhes. Conseqüentemente, houve um grande massacre, que foi efetuado de várias maneiras, alguns sendo pisoteada debaixo dos seus pés, outros rasgados por suas presas, e um número jogado no ar por seus troncos. E já que uma grande multidão de cadáveres leigos empilhada um sobre o outro e o perigo despertou terrível consternação e medo naqueles que testemunhou a visão, um homem não teve a coragem de manter a sua posição por mais tempo.
Agora quando a multidão inteira se transformou voo o rei dos índios pressionou seu ataque sobre Semiramis ela mesma. Primeiro ele deixa voar uma flecha e bateu-lhe no braço, e então com seu dardo que furadas atrás da rainha, mas apenas com um golpe oblíquo; e desde que, por esse motivo Semiramis não foi ferido seriamente ela se afastou rapidamente, os perseguidores besta sendo muito inferiores em velocidade. Mas já que todos estavam fugindo para a ponte do pontão e tão grande uma multidão estava a forçar seu caminho em um único espaço estreito, alguns dos soldados da rainha perecidos por ser espezinhada por um outro e cavalaria e pé-soldados sendo jogados juntos em confusão não natural, e quando os índios pressionado duro em um apinhamento violento teve lugar na ponte porque seu terror, para que muitos foram empurrados para o outro lado da ponte e caiu no rio. Quanto a Semiramis, quando a maior parte dos sobreviventes da batalha tinha encontrado segurança, colocando o rio por trás deles, ela cortou os engates que realizou a ponte juntos; e quando estas foram afrouxadas a ponte flutuante, tendo sido esfacelarem em muitos aponta e tendo um grande número de perseguir os índios, foi levada pela violência da corrente na moda casual e causou a morte de muitos dos índios, mas para Semiramis era os meios de segurança completa, o inimigo agora sendo impedido de atravessar contra ela. Depois destes acontecimentos o rei dos índios permaneceu inativo, desde que presságios celestiais apareceram-lhe o que os videntes interpretados para significar que ele não deve cruzar o rio, e Semiramis, após a troca de prisioneiros, feitos o seu caminho de volta para Bactra com a perda de dois terços de sua força.
20 mais tarde seu filho Ninyas conspirou contra ela através da Agência de certos eunuco; e lembrando a profecia dada a ela por Amon, ela não puniu o conspirador, mas, pelo contrário, depois de entregar-lhe o Reino e comandando os governadores a obedecer-lhe, ao mesmo tempo desapareceu, como se ela ia ser traduzido para os deuses como o oráculo havia previsto. Alguns, fazendo um mito, dizem que ela se transformou em uma pomba e voou na companhia de muitos pássaros que pousou na sua habitação, e, dizem, é a razão por que os assírios louvar a pomba como um Deus, assim, endeusando Semiramis. Seja como for, esta mulher, depois de ter sido rainha ao longo de toda a Ásia com exceção da Índia, faleceu na maneira acima mencionada, tendo vivido sessenta e dois anos e tendo reinou quarenta e dois.
Tal, então, é a conta que Ctésias de Cnido tem dado sobre Semiramis; Mas Ateneu e certos outros historiadores dizem que ela era uma bela cortesã e por causa de sua beleza era amada pelo rei dos assírios. Agora, no início ela recebeu apenas uma aceitação moderada no palácio, mas mais tarde, quando ela tinha sido proclamada uma esposa legítima, ela convenceu o rei a ceder as prerrogativas de royal a ela por um período de cinco dias. E Semiramis, ao receber o cetro e o garb regal, no primeiro dia realizou festival de alta e deu um magnífico banquete, no qual ela convenceu os comandantes das forças militares e todos os dignitários maiores para co‑operate com ela; e no segundo dia, enquanto as pessoas e os cidadãos mais notáveis foram homenageá-la como rainha, ela prendeu seu marido e coloque-o na prisão; e desde que ela era, por natureza, uma mulher de grandes projetos e em negrito também, ela tomou o trono e a rainha restante até idade avançada realizado muitas coisas boas. Tal, então, são as contas conflitantes que podem ser encontradas nos historiadores sobre a carreira de Semiramis.

Enviado por Joshua J. Mark, publicado em 1 de setembro de 2014 sob a seguinte licença: Creative Commons: atribuição-uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença. Esta licença permite que outros remixem, adaptem e construir sobre este conteúdo não-comercial, contanto que eles o autor de crédito e licenciem as novas criações em termos idênticos.
Bibliografia
  • Alexandre, o grande
  • Diodoro Sículo livro II, 4-20
    http://Penelope.uchicago.edu/Thayer/E/Roman/Texts/Diodorus_Siculus/2a *...
  • Bauer, W. S. história do mundo antigo. W. W. Norton & Companhia, 2007.
  • Toynbee, A.J. pensamento grego histórico. Mentor, 1952.
Traduzido do site: Ancient History Encyclopedia sob Licença de Creative Commons.