domingo, maio 17, 2015

Estudo Bíblico de Congregação – Semana de 18 de maio

ADS

Informações de estudo para o livro: Achegue-se a Jeová

cl cap. 24 §§ 18-21, quadro na p. 249 (30 min)

CAPÍTULO 24

NADA PODE “NOS SEPARAR DO AMOR DE DEUS”


18, 19. (a) Por meio do que sentimos o amor de Jeová por nós de forma mais íntima, e o que mostra que ele cuida dessa atribuição pessoalmente? (b) Como a Palavra de Deus nos assegura que Jeová escuta com empatia?

18 É possivelmente por meio do privilégio da oração que sentimos o amor de Jeová de forma mais íntima. A Bíblia convida cada um de nós a ‘orar incessantemente’ a Deus. (1 Tessalonicenses 5:17) Ele nos escuta. É até mesmo chamado de “Ouvinte de oração”. (Salmo 65:2) Não delegou essa função a nenhuma outra pessoa — nem mesmo ao seu próprio Filho. Imagine: o Criador do Universo incentiva-nos a nos dirigir a ele em oração, com franqueza no falar. E que tipo de ouvinte ele é: frio, apático, insensível? De modo algum.
parágrafo 18 1 Tes. 5:17 Orai incessantemente.
parágrafo 18 Sal. 65:2 Ó Ouvinte de oração, sim, a ti chegarão pessoas de toda carne.

19 Jeová demonstra empatia. O que quer dizer essa palavra? Um fiel servo idoso de Jeová disse: “A empatia é asua dor no meu coração.” Será que Jeová é mesmo afetado pela nossa dor? A respeito do sofrimento de seu povo, Israel, lemos: “Durante toda a aflição deles, foi aflitivo para ele.” (Isaías 63:9) Jeová não apenas via os problemas deles; ele sofria junto com seu povo. Comprovando quanto ele sente, note essas palavras do próprio Jeová aos seus servos: “Aquele que toca em vós, toca no globo do meu olho.”* (Zacarias 2:8) Isso seria muito doloroso. De fato, Jeová compartilha a nossa dor. Quando sofremos, ele sofre junto.
parágrafo 19 Isa. 63:9 Durante toda a aflição deles, foi aflitivo para ele. E seu próprio mensageiro pessoal os salvou. Ele mesmo os resgatou no seu amor e na sua compaixão, e passou a levantá-los e a carregá-los todos os dias de há muito tempo.
parágrafo 19 Zac. 2:8 Pois assim disse Jeová dos exércitos: ‘Indo atrás da glória, ele me enviou às nações que vos despojavam; pois aquele que toca em vós, toca no globo do meu olho.

parágrafo 19 Algumas traduções desse texto dão a entender que quem toca no povo de Deus toca nopróprio olho ou no olho de Israel, não no de Deus. Esse erro foi introduzido por escribas que consideravam esse trecho irreverente e, por isso, o “corrigiram”. Esse esforço mal direcionado obscureceu a intensidade da empatia pessoal de Jeová.

20. Se quisermos obedecer ao conselho de Romanos 12:3, que raciocínio desequilibrado deveremos evitar?

Rom. 12:3 Pois, por intermédio da benignidade imerecida que me foi dada, digo a cada um aí entre vós que não pense mais de si mesmo do que é necessário pensar; mas, que pense de modo a ter bom juízo, cada um conforme Deus lhe distribuiu uma medida de fé.
20 Naturalmente, nenhum cristão equilibrado usaria essa evidência do amor e da estima de Deus como desculpa para demonstrar orgulho ou egoísmo. O apóstolo Paulo escreveu: “Por intermédio da benignidade imerecida que me foi dada, digo a cada um aí entre vós que não pense mais de si mesmo do que é necessário pensar; mas, que pense de modo a ter bom juízo, cada um conforme Deus lhe distribuiu uma medida de fé.” (Romanos 12:3) Outra tradução diz assim: “Digo a todos vocês que não se achem melhores do que realmente são. Pelo contrário, pensem com humildade a respeito de vocês mesmos.” (Bíblia na Linguagem de Hoje) Assim, ao passo que desfrutamos do amor de nosso Pai celestial, devemos ser ajuizados e lembrar-nos de que o amor de Deus é imerecido. — Lucas 17:10.
parágrafo 20 Rom. 12:3 Pois, por intermédio da benignidade imerecida que me foi dada, digo a cada um aí entre vós que não pense mais de si mesmo do que é necessário pensar; mas, que pense de modo a ter bom juízo, cada um conforme Deus lhe distribuiu uma medida de fé.
parágrafo 20 Luc. 17:10 Assim também vós, quando tiverdes feito todas as coisas que vos foram determinadas, dizei: ‘Somos escravos imprestáveis. O que temos feito é o que devíamos fazer.’”

21. Que mentiras satânicas devemos continuar a rejeitar, e que verdade divina nos ajudará a nos ‘assegurarmos’, de coração, que Jeová nos ama?

21 Façamos tudo ao nosso alcance para rejeitar todas as mentiras de Satanás, incluindo a de que não valemos nada e que não merecemos ser amados. Se por causa daquilo que passou na vida você se considera um obstáculo tão grande que nem mesmo o amor imenso de Deus pode superar, ou pensa que suas boas obras são insignificantes demais para serem notadas mesmo pelos olhos dele, que observam tudo, ou acha seus pecados graves demais para serem cobertos mesmo pela morte do Filho precioso dele, então lhe ensinaram uma mentira. Rejeite de todo o coração mentiras como essas! Que a verdade expressa nas palavras inspiradas do apóstolo Paulo nos ajude a nos ‘assegurarmos’, de coração, que Jeová nos ama! Ele disse: “Estou convencido de que nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem governos, nem coisas presentes, nem coisas por vir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criação será capaz de nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” — Romanos 8:38, 39.
parágrafo 21 Rom. 8:38, 39 Pois estou convencido de que nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem governos, nem coisas presentes, nem coisas por vir, nem poderes, 39 nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criação será capaz de nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Clique na imagem para Baixar informações completas em arquivos digitais para Computador, Tablet computer, Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone

Conteúdo recomendado