O que é uma estrutura organizacional centralizada?

Uma estrutura organizacional centralizada é uma abordagem para lidar com as decisões que concentra o poder no topo de uma hierarquia. Um número limitado de pessoas têm a capacidade de tomar decisões e são membros sênior da empresa ou da organização. Isto contrasta com uma estrutura organizacional descentralizada, onde seus superiores delegam autoridade para baixo de uma cadeia de comando para permitir que os funcionários em vários níveis tomar decisões. Há vantagens e desvantagens de ambas as estruturas que possam ser consideradas no curso do desenvolvimento ou modificação de uma estrutura organizacional. Esta abordagem pode ser vista em todos os lugares desde pequenas empresas às grandes empresas. Dono de uma empresa com apenas alguns funcionários pode preferir tomar todas as decisões para o negócio em uma estrutura organizacional centralizada. Empregados devem discutir quaisquer atividades planejadas ou preocupações com o proprietário e independente não podem tomar decisões, exceto em circunstâncias muito controladas. Isto permite maior controle sobre as operações de negócios.
Em grandes empresas, a estrutura organizacional centralizada normalmente é emparelhada com uma hierarquia muito grande e fortemente hierárquica. Como as pessoas trabalham seu caminho até a hierarquia, eles têm mais autoridade e mais conexões com pessoas que podem tomar decisões. No topo encontram-se o punhado de pessoas com o poder supremo sobre atividades na empresa. Estes podem ser membros de um Conselho, ou oficiais de chefe, dependendo de como o negócio é organizado.
Uma vantagem da estrutura organizacional centralizada é eficiência. Quando as decisões precisam ser feitas, elas são feitas rapidamente, porque a consulta não é necessária. No entanto, a desvantagem de controle central é que pode levar um longo tempo para questões alcançar as pessoas que podem tomar decisões. Eles estão frequentemente sobrecarregados com o trabalho e pode levar algum tempo para uma questão a sua atenção. Em uma estrutura descentralizada, autonomia em níveis mais baixos pode permitir a mais rápida resolução de pequenos problemas porque eles não precisam ser encaminhados através de uma série de camadas.
Outra falha potencial de estrutura organizacional centralizada é a estagnação. Funcionários superiores de uma empresa não podem estar em contato com os trabalhadores, ou poderiam ficar para trás na evolução da indústria. Quando eles são as únicas pessoas a tomar decisões, pode ser difícil para uma empresa avançar e promover o progresso. Essa estrutura também pode contribuir para uma cultura mais bitolada, onde os funcionários se sentem menos valorizados. As pessoas confiadas em decisões tendem a sentir mais ligado a seus empregadores e podem ser mais propensos a permanecer a longo prazo.