O que é um espírito empresarial?

Um empreendedorismo é uma empresa ou outra organização, iniciado por um empresário, ou pessoa de negócios. A empresa pode ser com fins lucrativos ou ser um empreendimento sem fins lucrativos. Habilidades de gestão de negócios, conhecimento, um entendimento da demanda do produto ou do serviço de marketing, bem como análise de gestão de risco são todas considerações cruciais em um empreendedorismo. Gestão de riscos é importante ao iniciar um novo negócio, especialmente como muitos empreendimentos falham no primeiro ano. As despesas devem ser cobertos e o empreendedor deve ter a iniciativa e o tempo disponível para investir na empresa. Os riscos como fundos de start-up que poderiam ser perdidos, tem que ser calculada e então considerado aceitável pelo empreendedor em potencial antes que ele ou ela vai em frente com o empreendedorismo.
A demanda para o produto ou serviço, também, tem que ser calculado cuidadosamente pelo empreendedor em perspectiva. Qual é a demanda esperada para o produto ou serviço? O negócio será capaz de atender a demanda esperada? Estas são apenas algumas das perguntas que precisam ser respondidas antes de decidir se um empreendedorismo é uma boa idéia.
Conhecimento de marketing também é essencial para o empreendedor. Ele ou ela deve entender como promover o produto ou serviço, qual o preço que deve ser vendido por, como e quando o produto será produzido e como e onde o produto será vendido. Há muitos detalhes de comercialização para ser descoberto se o empreendedorismo é um sucesso.
Habilidades de gestão de negócios tais como o planeamento, orçamentação, registos e negociação são também importantes para um empreendedorismo. O empreendedor deve ser capaz de trabalhar bem sozinho sobre diversos aspectos do negócio, pelo menos até que os empregados são contratados. Empreendimentos são considerados benéficos para a economia como geralmente criam novos postos de trabalho como eles experimentam crescimento.
Empreendimentos sem fins lucrativos podem fornecer serviços comunitários necessários, mas eles exigem as mesmas habilidades como empresas com fins lucrativos. Estes empreendimentos devem atender às normas sobre como doações são usadas e muitas vezes devem ter suas finanças publicamente exibidas. Mais sem fins lucrativos empreendimentos dependem de voluntários para atingir seus objetivos.