Pular para o conteúdo principal

Definição de imperdoável

ADSBYGOOGLE

Em essência, não há nada que é imperdoável em si desde que o perdão é um ato que vem do coração, portanto, cada pessoa decide se ele quer se desculpar ou não uma infracção dado. O perdão é um gesto gratuito que vem do amor por um é auto. Perdoe significa não querer continuar a carregar o peso do rancor sobre a mochila emocional e virar a página sem estar ancorado em um capítulo do passado. Ou seja, o perdão também poder saúde emocional das pessoas.
No entanto, do ponto de vista da pessoa que é quem tem de tomar a decisão de perdoar ou não um determinado fato, sim existem actos podem ser imperdoáveis. Pode considerar-se uma pessoa que sofreu uma ofensa imerecida e não está disposto a desculpa alegando que não merece sua compreensão.

Um acto doloso

Em tais casos, a pessoa sente-se então a ferida dentro da qual não se sente com forças para oferecer o seu perdão. Uma pessoa pode ser visto como imperdoável um fato de extrema gravidade, que vai contra seus valores éticos mais importantes.
Valores éticos são aquelas orientações adequadas que estabeleceu o padrão que ajuda a diferenciar entre certo e errado. Por esta razão, quando uma pessoa considera que o outro agiu de forma desonesta, você pode considerar que sua atitude é imperdoável e injusto.
Às vezes, o perdão não é um ato de imediato. Ou seja, pode acontecer que uma pessoa precisa de tempo para assimilar o que aconteceu e a aceitar os fatos.

A liberdade de não perdoar uma ofensa

Falta de perdão pode marcar um ponto de viragem nas relações pessoais de amizade, produzir uma rachadura nas relações familiares e danificar uma relação.

Um ato não perdoei não esquecido

Ele ainda está vivo na mente e no coração de quem observa esta ofensa pessoal tais como danos de mente (mesmo que de um tempo). Não perdoar um fato particular é uma decisão livre, ou seja, aquele que faz com que esta decisão deve avaliar as consequências do mesmo e fazer um balanço para ser consistente.

Posts mais vistos

Bigamia - Definição, conceito, significado, o que é Bigamia

Bigamia: definições, conceitos e significados Definição de bigamia Bigamia. O status do homem ou a mulher casada com duas pessoas ao mesmo tempo. Não é permitido no mundo ocidental.
Bigamia é um termo jurídico que se refere à situação que ocorre quando uma pessoa entra em qualquer número de casamentos 'secundários', além do original, que é reconhecido legalmente; e você pode ser punido com prisão. Muitos países têm leis específicas que proíbe a bigamia e considerado crime qualquer casamento infantil.
Bigamia entra a classificação da poligamia, que é mais geral. Isso gera:
"O tipo de casamento em que é permitido para uma pessoa ser casada com várias pessoas ao mesmo tempo."
De acordo com esta definição:
• Poligamia decompõe-se em: "poli = muitos" e "veado = casamento", referindo-se aos "vários casamentos".
Tempo:
• Bigamia é decomposto em: "bi = dois" e "veado = casamento", referindo-se ao "apenas doi…

O que é demisexualidad | Conceitos de Psicologia.

O que é demisexualidad?Desde o final do século XX, a sexualidade tornou-se um muito menos tabu e colonizou todas as esferas da vida. Sexo na arte, ciência sexo, sexo na família e até mesmo na escola. Afinal, não há nada de errado: Se você falar mais de sexo, mais se sabe, vai ter menos preconceitos e é muito mais saudável e responsável.Os seres humanos são seres sexuais desde o nascimento até a nossa morte e, portanto, a sexualidade é parte de todos os aspectos de nossa personalidade. A sexualidade é muito mais do que atração sexual e relacionamentos, portanto, mesmo se uma pessoa não experimentar desejos sexuais de qualquer tipo, é um erro chamar assexuada e que, além de não sentir atração sexual, a pessoa continua a ser um ser sexual.
Mas vamos deixar de lado a assexualidade chamada e se concentrar por um momento sobre a demisexualidad. Sobre o que é isso? É uma condição física? Será que a orientação sexual? Ou o que?
O que é exatamente o demisexualidad?O demisexualidad não é …

Sammu-Ramat e Semiramis: A inspiração e o mito | Origem e História

por Joshua J. Mark Sammu-Ramat (reinou 806-811 A.C.) foi a rainha regente do Império Assírio, que ocupou o trono para seu filho Adad Nirari III até que ele atingiu a maturidade. Ela também é conhecida como Shammuramat, Sammuramat e, principalmente, como Semiramis. Esta última designação, "Semiramis", tem sido a fonte de controvérsia considerável para mais de um século, como estudiosos e historiadores discutem se Sammu-Ramat foi a inspiração para os mitos relativos a Semiramis, se Sammu-Ramat governou até a Assíria e se Semiramis existiu como uma personagem histórica real. O debate vem acontecendo há algum tempo e não susceptível de ser conclui uma maneira ou outra num futuro próximo mas, ainda assim, parece possível que sugerem a possibilidade que as lendas de Semiramis eram, na verdade, inspirado o reinado da rainha Sammu-Ramat e tem sua base, se não em seus atos reais, então pelo menos na impressão ela fez sobre o povo de seu tempo.

Semiramis, recebendo a pa…