PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

Biografia de Paola Cortellesi

ADS

Impossível resistir

24 de novembro de 1973
Nascido em Roma em 24 de novembro de 1973, Paola Cortellesi começou sua carreira no showbiz na idade de treze anos: o show "de volta" por Renzo Arbore-para inovações que tem sido capaz de fazer é um marco na história da tv italiana-é a sua voz brasileira da famosa canção "Marques de cacau". Terminou seus estudos na escola secundária, ele começou a frequentar a faculdade de artes, com especialização 'evento', mas a atração do palco é mais forte e depois de alguns exames Paola relutantemente abandona seus estudos. Sua primeira experiência teatral significativa é "a sociedade de guerra", por Lupaioli, Lucilla 1995. No ano seguinte, Paola Cortellesi é encenado com a mostra "Roberto Zucco", dirigido por f. Cruciani e "Branca de neve", por m. Camacho.
Depois, em 1997, veio a vez de "o homem que inventou a televisão", por e. Vaime, dirigido por p. Garinei, e "Festival Nacional de novo trágico", por Pietro De Silva. Seu talento já parece a temporada 1997/98, Excel e estreou na TV em RaiDue com transmissão "Macau", onde Paola Cortellesi interpreta "argentina". As sucessivas participações-"La posta del cuore", com Sabina Guzzanti e 18 "teatro", com Serena Dandini-tornar conhecido do público de televisão sua capacidade de agir. Em 2000 o sucesso que merece vir trabalhar com vacas sagradas da banda do Gialappa, na Itália 1, com o programa "Mai dire gol" e "Mai dire Grande Fratello". Daria Bignardi, Mapi e muitas imitações bem sucedidas de cantores italianos e estrangeiros (Giorgia, Carmen Consoli, Britney Spears, Amy Stuart, Ivana Espanha, Cher, Alicia Keys, Fiorella Mannoia...), fazer conhecido o nome de Paola Cortellesi.
Em 2001 depois de repetidos e reiterou seus dons extraordinários como um ator e comediante com "Mai dire gol", Paola Cortellesi passa RaiDue e herda a conduta de "livre", o popular programa de TV de trotes de telefone lançado pelo inesgotável Teo Mammucari. O sucesso do programa se repete, em parte por causa de sua fórmula natural, mas, sem dúvida, também porque o novo apresentador não se arrepende do antecessor: Paola, recitativo, típico da sua artística, nem Miss realizando prova hábil improvisação e italiano. No ano seguinte torna-se o sustentáculo da "Mai dire Grande Fratello" e "Mai dire Domenica": um dos personagens mais bem sucedidas é Letizia Moratti "Maminha", paródia do Ministro da educação. E se alguém ainda tinha dúvidas sobre sua qualidade, Paola Cortellesi solta-los liderando com provas flagrantes prime tempo sábado noite da RaiUno, com "one of us", ao lado do Evergreen Gianni Morandi e Lorella Cuccarini.
Enquanto isso não se esqueça do teatro: de 1998 a 2003, ele colaborou com o diretor Furio Andreotti participando de inúmeros shows: "too long", "merdas acontecem", "atos humanos", "a selvagem luta dura quase como se", "Gal de quintal", "um momento". Após a realização em conjunto com Asari Amendola em 2003 o evento anual do concerto do 1 ° Maggio, Paola Cortellesi é chamado como co-apresentador do Festival di Sanremo 2004, com Simona Ventura e Gene Gnocchi: suas interpretações e suas piadas são fenomenais. No mesmo ano foi confiada com o programa "Nessundorma" na RaiTre, a primeira transmissão (que ainda é ladeada pelo ator Richard Rossi): Infelizmente, talvez graças ao slot de tempo a noite, não recolherá o sucesso esperado. Como convém a um artista versátil como Paola, também o mundo do filme está reivindicando sua presença: estrelou em "big love" e "Amarsi può darsi" em 1999, para o egia de Alberto Taraglio. Em 2000, estrelado "Chiedimi se sono felice", o trio de Aldo, João e Tiago. Então vemo-la nos filmes "bom amigo" (2000, Luca di d'ascanio), "um cavallo della tigre" (2001, por Carlo Mazzacurati), "presente perfeito" (2002, por Mariasole Tognazzi), "lugar da alma" (2002, dirigido por Riccardo Milani), "sem travões" (2003, dirigido por Felice Farina, com Claudio Amendola). No Natal de 2004 Paola Cortellesi é o protagonista do novo filme de Aldo, e Giovanni Giacomo "sabe Claudia?" (também estrelado por Ottavia Piccolo).
Em seguida, ele se dedicou ao teatro e para o seu primeiro monólogo, "o último deve ser o último," E.T.I. Award e os critics Award 2006 para melhor intérprete. Ele fez sua estréia em 2007 na série de tv italiana, interpretando a personagem de Maria Montessori. Em 2008, foi nomeada para o David di Donatello de melhor atriz coadjuvante pelo filme "plano, apenas" (2007), dirigido por Riccardo Milani. Em novembro retorna à televisão com o show "não perdiamoci di vista", uma mulher show em cinco episódios viver na Rai Tre. No Outono de 2010 recebem a notícia de que Paola Cortellesi substitui na tv Vanessa Incontrada em Zelig, no canal 5, Claudio Bisio. A estréia vem em janeiro de 2011. No início de outubro de 2011 se une em casamento com o diretor Riccardo Milani.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

ADD THIS