PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

Biografia de Erasmo de Roterdão

Liberdade intelectual

27 de outubro de 1469
12 de julho de 1536
O teólogo e humanista holandês Desiderius Erasmus (nome latinizado de Geert Geertsz) nasceu em Rotterdam em 27 de outubro de 1469. Também pode ser o ano de nascimento 1466, e a cidade natal é mais provavelmente Gouda. Ele vai assinar seus escritos sob o nome de Desiderius Erasmus. Seu trabalho mais conhecido é o "elogio da loucura". Ele é freqüentemente associado com Roterdão, mas Erasmus vai viver nesta cidade apenas na primeira infância e durante toda sua vida lá voltar. O filho ilegítimo de um padre, Roger Gerard, mãe de Daisy é a filha de um médico. Erasmo permanece órfão em 1483; seus pais lhe permitem receber a melhor educação possível para o seu tempo, freqüentam escolas monásticas de Deventer e s'Hertogenbosch. Ele foi ordenado sacerdote em 1492, embora nunca será um padre ativo.
Monasticismo teria na verdade foi um importante tema de sua crítica da igreja. Em 1495, viajou na Universidade de Paris para continuar seus estudos. Pede e obtém depois de ser dispensado pelo Santo Ofício. A partir de 1499 viagens na França, Inglaterra e Itália, entrando em contato com os mais importantes centros culturais, dando palestras, conferências e estudo de manuscritos antigos. O período despendido na Inglaterra permite-lhe conhecer e fazer amizade com Henrique VIII, John Colet, Thomas mais, John Fisher, Thomas Linacre e William Grocyn. Ensina grego em Cambridge; Embora ele tivesse a perspectiva de ser capaz de ensinar por um longo tempo, Erasmus preferiu a vida do estudioso independente: com grande consciência Erasmus evitará qualquer ligação formal que pode limitar a sua liberdade intelectual e a liberdade de expressão.
Erasmus realizada durante este período correspondeu-se com mais de 500 pessoas no mundo literário e político: a figura rapprsenterà o centro do movimento literário do seu tempo. A produção literária começa muito tarde, somente quando ele finalmente chega a acreditar que poderia dominar o latim. Erasmus irá permanecer Católica durante toda sua vida, porém duramente criticar os excessos da Igreja Católica, recusando o título de Cardeal que ele/ela será oferecida.
Em seu Tratado sobre a preparação para a morte torna claro que a fé em Cristo e não os sacramentos e rituais da igreja seria a única garantia para a vida eterna. Erasmus irá preparar uma nova versão do Novo Testamento grego e latim. Erasmus compartilha muitos pontos da crítica de Martin Luther à Igreja Católica. Lutero se manifestar admiração pela cultura superior Erasmus. Lutero teria esperado para uma parceria com Erasmo, num trabalho que foi uma continuação da sua própria. Erasmus mas se recusa a participar, citando como motivo a sua vontade de não tomar partido para manter sua posição de condução de um movimento puramente intelectual, a propósito da sua vida.
Erasmo acreditava que somente por uma postura neutra poderia influenciar a reforma da religião. Para Lutero essa escolha pareceu uma mera recusa em assumir as suas responsabilidades. Enquanto o triunfo da reforma Luterana sabe seu Pinnacle originam a agitação social mesmo que Erasmus já temia: guerra dos camponeses alemães, iconoclastia, radicalismo que leva na Alemanha e Holanda anabatistas em movimentos. Erasmus, sentia-se feliz ser deixado sem ligação, no entanto em círculos católicos foi acusado de ser o instigador de estranhamento. Como uma demonstração de seu afastamento da reforma, quando o Basileia, onde Erasmo reside em 1529 adota as doutrinas reformadas, mudou-se para a vizinha cidade de Friburgo.
Aqui Erasmus continua sua carreira incansável terminando o trabalho mais importante de seus anos mais tarde o "Eclesiastes", no qual ele argumenta que a pregação é o dever somente verdadeiramente importante da fé católica. Erasmus morreu em 12 de julho de 1536 em Basiléia, onde ele tinha retornado para controlar a publicação de "Eclesiastes". Embora sempre permaneceu católico está enterrado na Catedral dedicada ao culto luterano. Em 19 de janeiro de 1543 em Milão, seus livros ser queimado junto com os de Lutero.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

LINKS PATROCINADOS

ADDTHIS