Definição dos cinco sentidos

As pessoas se relacionam, podemos conhecer e reconhecer nosso ambiente através dos sentidos que temos e são cinco: sentido de cheiro, visão, gosto, toque e audição. Cada um deles depende de um corpo específico para executar sua função: o cheiro do nariz, visão panorâmica, prazer na boca, mãos toque e audição do ouvido, entretanto, esses corpos responsabilidade para capturar certas impressões imediatamente transmitidas para o cérebro, e isto, graças a suas fantásticas proezas irá transformá-las em sentimentos que nos permitirão sentir o frio ou calor na mão, sentir um odor agradável ou desagradável, ver alguém que queremos ouvir um barulho, uma música e sentir um gosto doce, ou pelo contrário muito salgado.
Ou seja, o cérebro é que nos dirá quando algo está frio, é doce, discernido um ruído, entre outros...
Prontamente com a vista vemos as coisas e as pessoas ao redor. Os olhos nos fornecem conhecimento de formas, tamanho, distância e cor de todos eles.
Por sua parte, cheiro traz-nos, através do nariz, odores de todos os tipos. Temos algumas membranas mucosas em nossos narizes que são aqueles que permitem que tomemos cheiros então o cérebro indicam de que tipo de cheiro que nós somos.
Dentro de nossos ouvidos é o órgão que chamamos de orelha e isso é precisamente o que nos permite ouvir todos os sons gerados ao redor, e em seguida, uma vez que suas mensagens são interpretadas, o cérebro nos indica a frente do som são.
Papilas gustativas, que são pequenos solavancos que estão dentro de nossa boca e mais precisamente sob a língua, são responsáveis por detectar o sabor (doce, salgado, ácido ou amargo), que dispõem de alimentos e bebidas que entram em nossas bocas.
E toque, usando as mãos, faz-nos sentir as características que têm as coisas que tocamos. Se algo é dura ou mole, se é liso ou tem alguma aspereza, se é quente, fria ou quente, conhecemos graças ao sentido do tato.
Qualquer anormalidade ou problema que você tem no corpo de alguns dos sentidos mencionados claro complicar a tarefa dos mesmos, neutralizando-lo diretamente, ou impedindo que ele se desenvolvendo normalmente.