Destaques de Rute 1-4 - Escola do Ministério Teocrático

Escola do Ministério Teocrático - Informações para o estudo pessoal

Leitura da Bíblia: Rute 1-4 (8 min)


(Rute 1:1)

Ora, aconteceu nos dias em que os juízes administravam a justiça que houve fome no país; e um homem passou a ir de Belém de Judá para residir como forasteiro nos campos de Moabe, ele com sua esposa e seus dois filhos.

*** w12 1/7 p. 23 “Aonde quer que fores, irei eu” ***
Rute cresceu em Moabe, um pequeno país ao leste do mar Morto. A região era composta basicamente de planaltos pouco arborizados, cortados por vales profundos. Os “campos de Moabe” em geral eram férteis, mesmo quando a fome assolava Israel. De fato, foi por isso que Rute conheceu Malom e sua família. — Rute 1:1.
Por causa de uma fome em Israel, o marido de Noemi, Elimeleque, decidiu sair de sua terra com sua família. Foram morar em Moabe como estrangeiros. Essa mudança deve ter sido desafiadora para a fé de cada um deles, pois os israelitas precisavam adorar regularmente no lugar sagrado escolhido por Jeová. (Deuteronômio 16:16, 17)

(Rute 1:4)

Mais tarde, os homens tomaram para si esposas, mulheres moabitas. O nome de uma era Orpa e o nome da outra era Rute. E ficaram morando ali por cerca de dez anos.

*** w12 1/7 pp. 23-24 “Aonde quer que fores, irei eu” ***
Ela também deve ter sofrido quando seus filhos se casaram com moabitas. (Rute 1:4) Noemi sabia que Abraão, antepassado de Israel, não havia medido esforços para procurar entre seu povo alguém que adorasse a Jeová para se casar com seu filho, Isaque. (Gênesis 24:3, 4) Mais tarde, a Lei mosaica deixou claro que os israelitas não deviam permitir que seus filhos e filhas se casassem com estrangeiros, para que o povo de Deus não se desviasse para a idolatria. — Deuteronômio 7:3, 4.
Ainda assim, Malom e Quiliom se casaram com mulheres moabitas. Mesmo que Noemi tenha ficado preocupada ou decepcionada, pelo visto ela fez de tudo para mostrar bondade e amor às suas noras, Rute e Orpa. Talvez esperasse que um dia elas também se tornassem adoradoras de Jeová. De qualquer modo, tanto Rute como Orpa amavam Noemi,

(Rute 1:5)

Com o tempo morreram também os dois, Malom e Quiliom, de modo que restou a mulher sem os seus dois filhos e sem o seu esposo.

*** w12 1/7 pp. 24-25 “Aonde quer que fores, irei eu” ***
De qualquer modo, tanto Rute como Orpa amavam Noemi, e esse bom relacionamento foi de grande ajuda quando a tragédia se abateu sobre a família. Antes que tivessem filhos, as duas jovens mulheres ficaram viúvas. — Rute 1:5.
Será que a formação religiosa de Rute a tinha preparado para uma tragédia dessas? Dificilmente. Os moabitas adoravam vários deuses, dos quais Quemós era o principal. (Números 21:29) Parece que a religião moabita também recorria à brutalidade e aos horrores tão comuns naquela época, incluindo o sacrifício de crianças. Isso com certeza era completamente diferente de tudo o que Rute havia aprendido com Malom ou Noemi sobre o amoroso e misericordioso Deus de Israel, Jeová. Ele governa por meio do amor, não do terror. (Deuteronômio 6:5) Com sua trágica perda, Rute deve ter se apegado ainda mais a Noemi e escutado com interesse o que essa idosa tinha a dizer sobre o Deus todo-poderoso, suas obras maravilhosas e seu modo amoroso e misericordioso de lidar com seu povo.

*** w09 1/2 p. 14 Os nomes têm significado? ***
Às vezes, os nomes eram dados ou assumidos de acordo com as características físicas da pessoa. Por exemplo, Isaque e Rebeca tiveram um filho que nasceu com pêlos vermelhos tão grossos como um manto de lã, por isso lhe deram o nome de Esaú. Por quê? Porque em hebraico esse nome significa “Peludo”. (Gênesis 25:25) Como mencionado no livro de Rute, Noemi teve dois filhos. Um se chamava Malom, que significa “Doentio, Inválido”, e o outro Quiliom, significando “Fragilidade”. A Bíblia não relata se eles receberam esses nomes quando nasceram ou mais tarde, mas parecem ser apropriados, considerando que esses homens morreram jovens. — Rute 1:5.

(Rute 1:6)

E ela passou a levantar-se, junto com as suas noras, e a voltar dos campos de Moabe, pois tinha ouvido, no campo de Moabe, que Jeová voltara a sua atenção para seu povo, dando-lhes pão.

*** w12 1/7 p. 25 “Aonde quer que fores, irei eu” ***
Noemi, de sua parte, estava ansiosa para ter notícias de sua terra. Certo dia, ela ouviu, talvez de um comerciante viajante, que a fome em Israel havia acabado. Jeová tinha voltado sua atenção para seu povo. Belém novamente fazia jus a seu nome, que significa “Casa de Pão”. Noemi decidiu voltar. — Rute 1:6.

Baixar informações completas em arquivos digitais para Computador, Tablet computer, Smartphone


Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador, Tablet computer, Smartphone