Filantropia - Definição, conceito, significado, o que é Filantropia


Filantropia: Compêndio de conceitos e definições

Definição de filantropia

Filantropia significa, em geral, o amor da humanidade e tudo humanidade sobre, particularmente de forma construtiva expressa na ajuda altruísta outros. Etimologicamente, a palavra deriva do grego φίλος (philos ou bordas) e άνθρωπος (anthropos), que respectivamente traduzir como "amor" (ou "amante de", "amigo de") e "homem", pelo que filantropia significa "amor da humanidade". Seu antônimo é misantropia.
Doações para organizações humanitárias, indivíduos, comunidades ou trabalho para ajudar os outros, diretamente ou por meio de organizações não-governamentais sem fins lucrativos, como também ele é trabalho voluntário para apoiar instituições que têm o propósito específico de ajudar os seres vivos e melhorarem as suas vidas, são consideradas atos filantrópicos, desde que sejam não motivadas por interesses.
O termo foi cunhado por Flávio Cláudio Juliano (331/332-26 de junho de 363), que foi imperador do Império Romano de 361 até sua morte.
Dentre o Julian primordial como tarefas do imperador foi a restauração do paganismo como religião dos romanos, esta tentativa de imitou o Christian Church em todas as suas instituições e assim sua doutrina, como neste caso, ele cunhou o termo "Filantropia" para atender a caridade cristã, que formou uma das supostas virtudes da nova religião e que nunca tinha sido uma parte formal do paganismo como religião em Roma, uma vez que os pagãos praticavam caridade e piedade como parte da moralidade romana e não pelo dogma.


Conceito de filantropia

Filantropia. É uma palavra de origem grega que significa "amor da humanidade". É um conceito usado de forma positiva para referir-se a ajuda oferecida aos outros sem a necessidade de uma resposta ou mudar alguma coisa. Conhecido como filantropos a indivíduos ou organizações que freqüentemente desenvolvem projetos de solidariedade. Voluntariado, doações e ação social, sem lucro ou político parte de filantropia, que pretende construir uma sociedade mais justa e equitativa, na qual todas as pessoas têm as mesmas possibilidades de desenvolvimento.
O termo foi cunhado por Flávio Cláudio Juliano (331/332-26 de junho de 363), que foi o Emperor romano de 361 até sua morte. Uma das tarefas primárias de Julian como imperador, foi a restauração do paganismo como religião dos romanos, esta tentativa de imitou o Christian Church em todas as suas instituições e até mesmo sua doutrina, como neste caso, assim cunhou o termo "Filantropia" para atender a caridade cristã, que formou uma das virtudes da nova religião e que nunca tinha sido parte do paganismo como religião em Roma ou Atenas.
A filantropia da palavra deriva suas raízes do grego φίλος philos (ou bordas) e άνθρωπος, anthropos, que respectivamente traduzir como 'amor' (ou 'amante do', 'amigo'), e 'antropos' (ou 'ser humano '), pelo que filantropia significa "amor da humanidade". Seu antônimo é misantropia.
Amor desinteressado pela filantropia de altruísmo a género humano. Amo o altruísmo do gênero humano de dicionário de sinônimos filantropia substantivo feminino, caridade, humanidade, piedade, caridade, generosidade, civilidade. egoísmo. Filantropia significa o sentimento de amor a humanidade. Altruísmo, caridade, humanidade, piedade e caridade colocam o acento sobre a atitude favorável de uma pessoa ou um coletivo, para com aqueles que sofrem. Generosidade é disse que desempenho destacado ou que não é feita com algum interesse.


Definição de filantropia

Filantropia é uma palavra de origem grega que significa "amor da humanidade". É um conceito usado de forma positiva para referir-se a ajuda oferecida aos outros sem a necessidade de uma resposta ou mudar alguma coisa. Conhecido como filantropos a indivíduos ou organizações que freqüentemente desenvolvem projetos de solidariedade.
Voluntariado, doações e ação social, sem lucro ou político parte de filantropia, que pretende construir uma sociedade mais justa e equitativa, na qual todas as pessoas têm as mesmas possibilidades de desenvolvimento.
Estado de historiadores que o promotor do conceito de filantropia foi o romano imperador Flavius Claudius Julianus (332-363), que procurou restaurar o paganismo, ao invés de catolicismo. Para tal, ele propôs a noção de filantropia em substituição da caridade cristã.
Misantropia é o conceito oposto de filantropia e implica uma tendência geral que caracteriza-se pela antipatia contra a raça humana. O misantropo rejeita as principais características dos seres humanos. Isso significa que não entre em conflito com uma ou mais pessoas, mas sua estrutura psicológica e social, que o leva a rejeitar toda a espécie.
Atualmente, dentre os mais conhecidos filantropos é Bill Gates, que foi um dos criadores do software da empresa Microsoft. Gates foi premiado em 2006, sua esposa, Melinda, Prémio Príncipe de Astúrias de cooperação internacional, graças ao trabalho realizado desde a sua fundação. Naquele ano, Gates doou 500 milhões de dólares para a luta contra a AIDS.


Conceito de filantropia

A origem etimológica de filantropia a palavra é a junção de duas palavras gregas: "philos", que pode ser traduzido como amor; e "anthropos", que significa ser humano. Filantropia é por tudo isso que expressa sentimentos e ações, o amor que alguém sente por seus pares, e pode ser um indivíduo ou um grupo. São chamados de filantropos que exercem a filantropia. Aqueles que sentem ódio pela humanidade, são misantropos.
A denominação, o Apóstata, é atribuído à Roman Emperor do século IV, Flavio Claudio Juliano ou Julian II, mais conhecido como Julian, como eles chamam os cristãos. Ele abandonou o cristianismo, apesar de ser educado em que a religião, mas ter testemunhado o assassinato de seus pais, foi criado em uma necessidade de encontrar uma resposta espiritual que convencido; estar de acordo com a sua própria afirmação neoplatônica e pagão (daí o apelido de apóstata) proclamando a liberdade de religião e de culto durante seu governo, restaurar os templos pagãos e impedindo que eles continuam com sua destruição, exigindo que os pagãos sacerdotes, filantropia (para competir com a caridade do cristianismo) que consistia de duas virtudes, a caridade e a alfândega pura.
Embora o filantropo que é dada em sentido material e espiritual, sem esperar nada em troca, pode algumas atividades com sem fins lucrativos, articulada com a assistência social, e ser parte de sua estratégia de vendas, como por exemplo, faz McDonald´s, que criou as fundações, como Bill Gates, que em 2006 recebeu a cooperação internacional de "Príncipe das Astúrias" prêmio por suas ações beneficentes, entre os quais incluíram uma doação robusto para a luta contra a AIDS.
O prêmio novel da paz, 2007, Al Gore, é outro notável filantropo para tentar preservar o nosso habitat natural.
Entre as organizações, um pode mencionar "Médicos sem fronteiras" com um surpreendente trabalho humanitário.
Enfim, existem muitas, muitas pessoas anônimas que fazem todos os dias desde o seu humilde lugar de filantropia, doações, voluntariado, assistência em cozinhas comunitárias, etc.