PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

SALMOS 92-101 | Tesouros da Palavra de Deus: semana de 8-14 de agosto

ADS

TEXTOS BÍBLICOS E REFERÊNCIAS: TESOUROS DA PALAVRA DE DEUS | SALMOS 92-101

“OS IDOSOS PODEM FAZER MUITO PARA JEOVÁ”: (10 MIN)

Sal 92:12
A tamareira, mesmo com cem anos de idade, ainda pode dar frutos
Os idosos dão frutos quando. . .
Sal 92:13-15
• oram por outros
• estudam a Bíblia
• assistem às reuniões e participam nelas
• usam sua experiência para ajudar outros
• pregam de coração

Sal 92:12 — Os justos dão frutos espirituais (w07 15/9 32; w06 15/7 13 § 2)

Tradução do Novo MundoSalmo 92:12
12 Mas os justos florescerão como a palmeira
E crescerão como o cedro do Líbano.+
A Sentinela (2007)“Mesmo na velhice darão fruto”
“Mesmo na velhice darão fruto”
MUITAS pessoas nas terras do Mediterrâneo plantam tamareiras, um tipo de palmeira, no seu quintal. Essas árvores são conhecidas por sua beleza e seus frutos saborosos. Além do mais, elas continuam dando frutos por bem mais de cem anos.
O Rei Salomão, do Israel antigo, poeticamente comparou a estatura de uma bela sulamita à de uma tamareira. (Cântico de Salomão 7:7) O livro Plants of the Bible (Plantas da Bíblia) diz: “A palavra hebraica para tamareira é ‘tàmâr’. . . . Para os judeus, ela era símbolo de graça e elegância, e muitas vezes a aplicavam a mulheres.” Por exemplo, a bela meia-irmã de Salomão chamava-se Tamar. (2 Samuel 13:1) Ainda hoje, alguns pais dão esse nome às filhas.
Belas mulheres não são as únicas a ser comparadas a uma palmeira. O salmista cantou: “Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes.” — Salmo 92:12-14, Nova Versão Internacional.
Em sentido figurado, os que servem fielmente a Deus na idade avançada têm muito em comum com a elegante palmeira. “As cãs [cabelos brancos] são uma coroa de beleza quando se acham no caminho da justiça”, diz a Bíblia. (Provérbios 16:31) Embora seu vigor físico talvez diminua com os anos, os idosos podem conservar sua vitalidade espiritual derivando forças do estudo regular da Palavra de Deus, a Bíblia. (Salmo 1:1-3; Jeremias 17:7, 8) Graças às suas palavras cativantes e ao seu bom exemplo, os idosos fiéis são uma enorme fonte de encorajamento para outros e continuam a produzir frutos ano após ano. (Tito 2:2-5; Hebreus 13:15, 16) Como a tamareira, mesmo na idade avançada os idosos podem ser produtivos.
A Sentinela (2006)Destaques dos livros terceiro e quarto dos Salmos
92:12 — Em que sentido o justo “brotará como a palmeira”? A palmeira se destaca pela sua produtividade. A pessoa justa é como a palmeira no sentido de que é reta aos olhos de Jeová e fiel na produção de “fruto excelente”, o que inclui boas obras. — Mateus 7:17-20.

Sal 92:13, 14 — Os idosos podem fazer muito para Jeová apesar de suas limitações físicas (w14 15/1 26 § 17; w04 15/5 12 §§ 9-10)

Tradução do Novo MundoSalmo 92:13, 14
13 Eles são plantados na casa de Jeová;
Florescem nos pátios do nosso Deus.+
14 Mesmo na velhice* darão muito fruto;+
Continuarão fortes* e cheios de vida,+
A Sentinela (2014)Sirva a Jeová antes dos dias calamitosos
17. Como talvez possamos ajudar os irmãos idosos ou enfermos a participar na adoração verdadeira?
17 Hoje, devemos estar atentos em ajudar os irmãos idosos ou enfermos. Alguns têm muita vontade de estar nas reuniões e assembleias, mas sua saúde raramente permite isso. Em alguns lugares, as congregações de modo amoroso providenciam que eles ouçam as reuniões por telefone. Em outros lugares, isso talvez não seja possível. Mesmo assim, esses irmãos podem apoiar a adoração verdadeira. Por exemplo, suas orações contribuem para o progresso da congregação. — Leia Salmo 92:13, 14.
A Sentinela (2004)Os idosos são membros valiosos da nossa fraternidade cristã
9, 10. Como os cristãos idosos se mantêm saudáveis na fé e continuam a ter vigor espiritual? (Veja o quadro na página 13.)
9 Chamando atenção a como os servos idosos de Jeová são produtivos, o salmista cantou: “O próprio justo brotará como a palmeira; como o cedro do Líbano, assim crescerá ele. Continuarão ainda a medrar durante o encanecer, continuarão gordos e com frescor.” — Salmo 92:12, 14.
10 Como você pode manter o seu vigor espiritual apesar da idade avançada? A beleza perene da palmeira depende de um suprimento constante de água fresca. Do mesmo modo, você pode obter sustento das águas da verdade bíblica por estudar a Palavra de Deus e por se associar com a sua organização. (Salmo 1:1-⁠3; Jeremias 17:7, 8) Sua vitalidade espiritual faz de você uma pessoa preciosa para seus irmãos na fé. Veja como isso foi verdade no caso do idoso Sumo Sacerdote Jeoiada.

Sal 92:15 — Os idosos podem usar sua experiência para encorajar outros (w04 15/5 12-14 §§ 13-18)

Tradução do Novo MundoSalmo 92:15
15 Declarando que Jeová é reto.
Ele é a minha Rocha,+ em quem não há injustiça.
A Sentinela (2004)Os idosos são membros valiosos da nossa fraternidade cristã
13. Como cristãos idosos podem ‘fazer o bem com o verdadeiro Deus e Sua casa’?
13 Pode ser que a saúde fraca ou outras circunstâncias limitem o que você pode fazer para promover a adoração verdadeira. Mesmo nesse caso, está ao seu alcance ‘fazer o bem com o verdadeiro Deus e Sua casa’. Pode mostrar seu zelo pela casa espiritual de Jeová por assistir às reuniões congregacionais e comentar nelas, e por participar no ministério de campo sempre que possível. Sua pronta aceitação do conselho bíblico e seu apoio leal ao “escravo fiel e discreto” e à congregação terão um efeito fortalecedor sobre a fraternidade cristã. (Mateus 24:45-47) Pode também estimular co-adoradores “ao amor e a obras excelentes”. (Hebreus 10:24, 25; Filêmon 8, 9) E você será uma bênção para outros, se agir em harmonia com o conselho do apóstolo Paulo: “Os homens idosos sejam moderados nos hábitos, sérios, ajuizados, sãos [“fortes”, A Bíblia de Jerusalém] na fé, no amor, na perseverança. Igualmente, as mulheres idosas sejam reverentes no comportamento, não caluniadoras, nem escravizadas a muito vinho, instrutoras do que é bom.” — Tito 2:2-4.
14. O que os superintendentes cristãos veteranos podem fazer para promover a adoração verdadeira?
14 Você já serve por muitos anos como ancião de congregação? “Use de forma altruísta a sabedoria resultante da idade avançada”, é o conselho de um ancião veterano. “Delegue responsabilidades, e compartilhe a sua experiência com outros que querem aprender . . . Veja o potencial dos outros e os ajude a desenvolver esse potencial, preparando-os para o futuro.” (Deuteronômio 3:27, 28) Seu genuíno interesse na sempre crescente obra do Reino resultará em muitas bênçãos para outros na fraternidade cristã.
‘Conte que Jeová é reto’
15. Como é que os cristãos idosos ‘contam que Jeová é reto’?
15 Servos idosos de Deus cuidam alegremente da sua responsabilidade de “contar que Jeová é reto”. Se você for um cristão idoso, suas palavras e seus atos podem mostrar a outros que ‘sua Rocha é Jeová, em quem não há injustiça’. (Salmo 92:15) A palmeira é testemunha silenciosa das qualidades superlativas do seu Criador. Mas Jeová deu a você o privilégio de audivelmente testemunhar sobre ele aos que agora aceitam a adoração verdadeira. (Deuteronômio 32:7; Salmo 71:17, 18; Joel 1:2, 3) Por que isso é importante?
16. Que exemplo bíblico ilustra a importância de se “contar que Jeová é reto”?
16 Quando o líder israelita Josué já era “idoso e avançado em dias”, ele “passou a convocar todo o Israel, seus anciãos e seus cabeças, e seus juízes, e seus oficiais”, para lembrar-lhes da atuação justa de Deus. Disse: “Não falhou nem uma única de todas as boas palavras que Jeová, vosso Deus, vos falou. Todas elas se cumpriram para convosco.” (Josué 23:1, 2, 14) Por um tempo, essas palavras fortaleceram a determinação do povo de continuar fiel. No entanto, depois da morte de Josué, “começou a surgir outra geração que não conhecia a Jeová, nem o trabalho que tinha feito para Israel. E os filhos de Israel puseram-se a fazer o que era mau aos olhos de Jeová e a servir aos Baalins”. — Juízes 2:8-11.
17. Como Jeová tem lidado com o seu povo nos tempos modernos?
17 A integridade da atual congregação cristã não depende do testemunho oral de servos idosos de Deus. No entanto, nossa fé em Jeová e nas suas promessas é fortalecida quando ouvimos de primeira mão relatos sobre o “grande trabalho” que ele tem realizado para o seu povo nestes últimos dias. (Juízes 2:7; 2 Pedro 1:16-19) Se você já se associa com a organização de Jeová por muitos anos, pode lembrar-se do tempo em que havia poucos proclamadores do Reino na sua região ou no seu país, ou quando a pregação sofria forte oposição. Com o passar do tempo, tem visto que Jeová removeu certos obstáculos e ‘apressou’ o aumento do Reino. (Isaías 54:17; 60:22) Notou o esclarecimento de verdades bíblicas e presenciou o refinamento progressivo da parte visível da organização de Deus. (Provérbios 4:18; Isaías 60:17) Procura encorajar outros por contar-lhes como tem visto os atos de retidão de Jeová? Como isso pode ter um efeito positivo e fortalecedor sobre a fraternidade cristã!
18. (a) Ilustre o efeito duradouro de ‘contar a outros que Jeová é reto’. (b) Como você tem sentido pessoalmente a retidão de Jeová?
18 Que dizer das ocasiões em que sentiu o cuidado amoroso e a orientação de Jeová na sua própria vida? (Salmo 37:25; Mateus 6:33; 1 Pedro 5:7) Uma irmã idosa, chamada Martha, costumava encorajar outros por dizer: “Não importa o que aconteça, nunca abandone a Jeová. Ele o sustentará.” Esse conselho afetou profundamente Tolmina, uma das suas estudantes da Bíblia, que foi batizada no começo dos anos 60. “Quando meu marido faleceu”, lembra-se Tolmina, “senti-me muito desanimada, mas aquelas palavras fizeram com que eu não perdesse uma única reunião. E Jeová realmente me fortaleceu para continuar”. No decorrer dos anos, Tolmina tem dado o mesmo conselho a muitas das suas próprias estudantes da Bíblia. Com certeza, por dar encorajamento e falar a outros sobre a retidão de Jeová, você pode fazer muito para fortalecer a fé de seus irmãos.

ENCONTRE JOIAS ESPIRITUAIS: (8 MIN)

Sal 99:6, 7 — Por que Moisés, Arão e Samuel são bons exemplos para nós? (w15 15/7 8 § 5)

Tradução do Novo MundoSalmo 99:6, 7
6 Moisés e Arão estavam entre os seus sacerdotes,+
E Samuel estava entre os que invocavam o seu nome.+
Eles invocavam a Jeová,
E ele lhes respondia.+
7 Falava com eles da coluna de nuvem.+
Eles guardavam as suas advertências* e os decretos dados por ele.+
A Sentinela (2015)Ajude a embelezar o paraíso espiritual
5 Dessa forma, agimos de acordo com as palavras do Salmo 99:1-3, 5. (Leia.) Esse salmo indica que Moisés, Arão e Samuel apoiaram plenamente a estrutura que havia nos seus dias para a adoração verdadeira. (Sal. 99:6, 7) Hoje, antes de irem para o céu servir como sacerdotes com Jesus, o restante dos irmãos ungidos de Cristo servem fielmente no pátio terrestre do templo espiritual. Milhões de “outras ovelhas” os apoiam lealmente. (João 10:16) Esses dois grupos, embora tenham esperanças diferentes, estão unidos em adorar a Jeová aqui, no escabelo de Deus. Mas é bom que nós, individualmente, nos perguntemos: ‘Estou apoiando plenamente a estrutura que Jeová estabeleceu para a adoração pura?’

Sal 101:2 — Como podemos ‘andar com o coração íntegro dentro de casa’? (w05 1/11 24 § 14)

Tradução do Novo MundoSalmo 101:2
2 Agirei com prudência e de modo irrepreensível.*
Quando virás me ajudar?
Dentro da minha casa, andarei com o coração íntegro.+
A Sentinela (2005)Você vai andar com Deus?
14. Se Jeová for real para nós, como isso refletirá nas nossas decisões pessoais?
14 Para andarmos com Deus, ele tem de ser real para nós. Lembre-se de que Jeová assegurou aos fiéis do Israel antigo que ele não estava escondido deles. Hoje, da mesma maneira, ele se revela ao seu povo como o Grandioso Instrutor. É Jeová tão real para você como se ele estivesse em pé, na sua frente, lhe ensinando? Esse é o tipo de fé que precisamos ter se andarmos com Deus. Moisés tinha tal fé “porque permanecia constante como que vendo Aquele que é invisível”. (Hebreus 11:27) Se Jeová for real para nós, então vamos levar em conta seus sentimentos quando tomamos decisões. Por exemplo, nem pensaríamos em nos envolver em conduta errada e depois tentar esconder nossos pecados dos anciãos cristãos ou da família. Em vez disso, nos esforçamos a andar com Deus mesmo quando nenhum humano pode nos ver. Assim como o Rei Davi da antiguidade, decidimos que ‘dentro da nossa casa andaremos na integridade de nosso coração’. — Salmo 101:2.

O que a leitura da semana me ensinou sobre Jeová?

Que pontos da leitura posso usar no serviço de campo?

SALMOS 92-101 | SUGESTÕES PARA SEUS COMENTÁRIOS PESSOAIS

SALMO 92:12)
“O próprio justo brotará como a palmeira; Como o cedro do Líbano, assim crescerá ele.”
*** w07 15/9 p. 32 “Mesmo na velhice darão fruto” ***
“Mesmo na velhice darão fruto”
MUITAS pessoas nas terras do Mediterrâneo plantam tamareiras, um tipo de palmeira, no seu quintal. Essas árvores são conhecidas por sua beleza e seus frutos saborosos. Além do mais, elas continuam dando frutos por bem mais de cem anos.
O Rei Salomão, do Israel antigo, poeticamente comparou a estatura de uma bela sulamita à de uma tamareira. (Cântico de Salomão 7:7) O livro Plants of the Bible (Plantas da Bíblia) diz: “A palavra hebraica para tamareira é ‘tàmâr’. . . . Para os judeus, ela era símbolo de graça e elegância, e muitas vezes a aplicavam a mulheres.” Por exemplo, a bela meia-irmã de Salomão chamava-se Tamar. (2 Samuel 13:1) Ainda hoje, alguns pais dão esse nome às filhas.
Belas mulheres não são as únicas a ser comparadas a uma palmeira. O salmista cantou: “Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes.” — Salmo 92:12-14, Nova Versão Internacional.
Em sentido figurado, os que servem fielmente a Deus na idade avançada têm muito em comum com a elegante palmeira. “As cãs [cabelos brancos] são uma coroa de beleza quando se acham no caminho da justiça”, diz a Bíblia. (Provérbios 16:31) Embora seu vigor físico talvez diminua com os anos, os idosos podem conservar sua vitalidade espiritual derivando forças do estudo regular da Palavra de Deus, a Bíblia. (Salmo 1:1-3; Jeremias 17:7, 8) Graças às suas palavras cativantes e ao seu bom exemplo, os idosos fiéis são uma enorme fonte de encorajamento para outros e continuam a produzir frutos ano após ano. (Tito 2:2-5; Hebreus 13:15, 16) Como a tamareira, mesmo na idade avançada os idosos podem ser produtivos.
*** w06 15/7 p. 13 Destaques dos livros terceiro e quarto dos Salmos ***
92:12 — Em que sentido o justo “brotará como a palmeira”? A palmeira se destaca pela sua produtividade. A pessoa justa é como a palmeira no sentido de que é reta aos olhos de Jeová e fiel na produção de “fruto excelente”, o que inclui boas obras. — Mateus 7:17-20.
*** w01 1/10 p. 32 Uma lição da palmeira ***
Uma lição da palmeira
“É UMA encantadora silhueta de extraordinária beleza.” É assim que uma enciclopédia bíblica descreve a tamareira. Nos tempos bíblicos e hoje, tamareiras embelezam o vale do Nilo no Egito e oferecem uma refrescante sombra em torno dos oásis do deserto do Negebe.
Como a maioria das espécies de palmeiras, a tamareira tem um notável tronco reto. Algumas delas atingem a altura de 30 metros e continuam a dar frutos durante 150 anos. Deveras, a tamareira é muito agradável à vista e espantosamente produtiva. Todo ano ela produz vários cachos de tâmaras. Apenas um cacho pode conter mais de 1.000 tâmaras. Certa autoridade escreveu a respeito das tâmaras: “Aqueles que . . . conhecem a tâmara apenas pelos espécimes secos do fruto, exibidos sob uma etiqueta na vitrina duma loja, dificilmente podem imaginar quão deliciosa ela é quando consumida fresca.”
Apropriadamente, a Bíblia compara certos humanos a tamareiras. Para agradar a Deus, a pessoa, assim como uma tamareira frutífera, precisa ser moralmente reta e tem de continuar a produzir boas obras. (Mateus 7:17-20) Por este motivo, figuras gravadas de palmeiras foram usadas como decoração tanto no templo de Salomão como no templo visionário de Ezequiel. (1 Reis 6:29, 32, 35; Ezequiel 40:14-16, 20, 22) De modo que, para a adoração de alguém ser aceitável a Deus, é preciso que ele tenha as características desejáveis da tamareira. A Palavra de Deus explica: “O próprio justo brotará como a palmeira.” — Salmo 92:12.
*** w99 1/1 p. 32 “Crescerão como o cedro no Líbano” ***
“Crescerão como o cedro no Líbano”
NOS belos montes do Líbano crescem árvores que são conhecidas como Arz Ar-rab, que significa “Cedros do Senhor”. Essas imponentes sempre-verdes, que antigamente cobriam os montes, são mencionadas na Bíblia umas 70 vezes — mais do que qualquer outra árvore.
Para descrever o imponente cedro-do-líbano, as Escrituras usam as palavras “seleto” e “majestoso”. (Cântico de Salomão 5:15; Ezequiel 17:23) O tamanho do cedro e a durabilidade da sua madeira há muito o tornaram popular para a construção de casas e de navios, bem como para a fabricação de mobília. A fragrância e a coloração avermelhada da madeira são muito atraentes, e seu elevado teor de resina tornam-no resistente à decomposição e à infestação por insetos. As árvores são notavelmente altas e maciças, atingindo a altura de até 37 metros e a circunferência de até 12 metros, e elas têm raízes profundas e fortes. Não é de admirar que alguns dos atuais silvicultores as tenham descrito como “a glória coroante do mundo vegetal”!
O escritor bíblico Ezequiel comparou profeticamente o Messias a um rebento de cedro, que o próprio Deus então planta. (Ezequiel 17:22) Na realidade, a palavra hebraica para “cedro” deriva dum radical que significa “ser firme”. Atualmente, os seguidores do Messias, Jesus Cristo, também precisam ‘manter-se firmes na fé, tornar-se poderosos’, como um alto e resiliente cedro. (1 Coríntios 16:13) Como conseguem isso? Por resistir firmemente às influências não-cristãs e perseverar inabalavelmente num proceder de integridade e de devoção piedosa. Os que fazem isso são descritos na Bíblia como “os justos . . . [que] crescerão como o cedro no Líbano”. — Salmo 92:12, Almeida, da Imprensa Bíblica Brasileira.
SALMO 92:14)
“Continuarão ainda a medrar durante o encanecer, Continuarão gordos e com frescor,”
*** w07 15/9 p. 32 “Mesmo na velhice darão fruto” ***
Belas mulheres não são as únicas a ser comparadas a uma palmeira. O salmista cantou: “Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano; plantados na casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes.” — Salmo 92:12-14, Nova Versão Internacional.
Em sentido figurado, os que servem fielmente a Deus na idade avançada têm muito em comum com a elegante palmeira. “As cãs [cabelos brancos] são uma coroa de beleza quando se acham no caminho da justiça”, diz a Bíblia. (Provérbios 16:31) Embora seu vigor físico talvez diminua com os anos, os idosos podem conservar sua vitalidade espiritual derivando forças do estudo regular da Palavra de Deus, a Bíblia. (Salmo 1:1-3; Jeremias 17:7, 8) Graças às suas palavras cativantes e ao seu bom exemplo, os idosos fiéis são uma enorme fonte de encorajamento para outros e continuam a produzir frutos ano após ano. (Tito 2:2-5; Hebreus 13:15, 16) Como a tamareira, mesmo na idade avançada os idosos podem ser produtivos.
*** w07 15/9 p. 32 “Mesmo na velhice darão fruto” ***
“Mesmo na velhice darão fruto”
MUITAS pessoas nas terras do Mediterrâneo plantam tamareiras, um tipo de palmeira, no seu quintal. Essas árvores são conhecidas por sua beleza e seus frutos saborosos. Além do mais, elas continuam dando frutos por bem mais de cem anos.
*** w06 15/7 p. 13 Destaques dos livros terceiro e quarto dos Salmos ***
92:14, 15. Por serem estudantes diligentes da Palavra de Deus e sempre se associarem com o povo de Jeová, os anciãos continuam “gordos e com frescor” — vigorosos espiritualmente — e constituem um patrimônio valioso da congregação.
SALMO 92:15)
“Para contar que Jeová é reto. [Ele é] minha Rocha, em quem não há injustiça.”
*** w04 15/5 pp. 13-14 Os idosos são membros valiosos da nossa fraternidade cristã ***
‘Conte que Jeová é reto’
15 Servos idosos de Deus cuidam alegremente da sua responsabilidade de “contar que Jeová é reto”. Se você for um cristão idoso, suas palavras e seus atos podem mostrar a outros que ‘sua Rocha é Jeová, em quem não há injustiça’. (Salmo 92:15) A palmeira é testemunha silenciosa das qualidades superlativas do seu Criador. Mas Jeová deu a você o privilégio de audivelmente testemunhar sobre ele aos que agora aceitam a adoração verdadeira. (Deuteronômio 32:7; Salmo 71:17, 18; Joel 1:2, 3) Por que isso é importante?
16 Quando o líder israelita Josué já era “idoso e avançado em dias”, ele “passou a convocar todo o Israel, seus anciãos e seus cabeças, e seus juízes, e seus oficiais”, para lembrar-lhes da atuação justa de Deus. Disse: “Não falhou nem uma única de todas as boas palavras que Jeová, vosso Deus, vos falou. Todas elas se cumpriram para convosco.” (Josué 23:1, 2, 14) Por um tempo, essas palavras fortaleceram a determinação do povo de continuar fiel. No entanto, depois da morte de Josué, “começou a surgir outra geração que não conhecia a Jeová, nem o trabalho que tinha feito para Israel. E os filhos de Israel puseram-se a fazer o que era mau aos olhos de Jeová e a servir aos Baalins”. — Juízes 2:8-11.
17 A integridade da atual congregação cristã não depende do testemunho oral de servos idosos de Deus. No entanto, nossa fé em Jeová e nas suas promessas é fortalecida quando ouvimos de primeira mão relatos sobre o “grande trabalho” que ele tem realizado para o seu povo nestes últimos dias. (Juízes 2:7; 2 Pedro 1:16-19) Se você já se associa com a organização de Jeová por muitos anos, pode lembrar-se do tempo em que havia poucos proclamadores do Reino na sua região ou no seu país, ou quando a pregação sofria forte oposição. Com o passar do tempo, tem visto que Jeová removeu certos obstáculos e ‘apressou’ o aumento do Reino. (Isaías 54:17; 60:22) Notou o esclarecimento de verdades bíblicas e presenciou o refinamento progressivo da parte visível da organização de Deus. (Provérbios 4:18; Isaías 60:17) Procura encorajar outros por contar-lhes como tem visto os atos de retidão de Jeová? Como isso pode ter um efeito positivo e fortalecedor sobre a fraternidade cristã!
18 Que dizer das ocasiões em que sentiu o cuidado amoroso e a orientação de Jeová na sua própria vida? (Salmo 37:25; Mateus 6:33; 1 Pedro 5:7) Uma irmã idosa, chamada Martha, costumava encorajar outros por dizer: “Não importa o que aconteça, nunca abandone a Jeová. Ele o sustentará.” Esse conselho afetou profundamente Tolmina, uma das suas estudantes da Bíblia, que foi batizada no começo dos anos 60. “Quando meu marido faleceu”, lembra-se Tolmina, “senti-me muito desanimada, mas aquelas palavras fizeram com que eu não perdesse uma única reunião. E Jeová realmente me fortaleceu para continuar”. No decorrer dos anos, Tolmina tem dado o mesmo conselho a muitas das suas próprias estudantes da Bíblia. Com certeza, por dar encorajamento e falar a outros sobre a retidão de Jeová, você pode fazer muito para fortalecer a fé de seus irmãos.
SALMO 94:6)
“Matam a viúva e o residente forasteiro, E assassinam os meninos órfãos de pai.”
*** w95 1/1 p. 30 Como determinar se é fraqueza ou iniqüidade, e se há arrependimento ***
Matam a viúva e o residente forasteiro, e assassinam os meninos órfãos de pai. E estão dizendo: ‘Jah não está vendo; e o Deus de Jacó não o entende’”? — Salmo 94:4-7.
É bem provável que o tipo de pecado de que a congregação cuida não envolva assassinato. Mas o espírito manifestado aqui — de se dispor a lesar outros em troca de benefícios pessoais — pode tornar-se óbvio à medida que os anciãos investigam a transgressão. Isso, também, é arrogância, traço distintivo de um homem iníquo. (Provérbios 21:4) É exatamente o oposto do espírito de um cristão verdadeiro, que se dispõe a sacrificar a vida pelo seu irmão. — João 15:12, 13.
SALMO 94:19)
“Quando os meus pensamentos inquietantes se tornaram muitos no meu íntimo, Tuas próprias consolações começaram a afagar a minha alma.”
*** w06 15/7 p. 13 Destaques dos livros terceiro e quarto dos Salmos ***
94:19. Qualquer que seja a causa de nossos “pensamentos inquietantes”, ler e meditar sobre as “consolações” que se acham na Bíblia nos confortará.
*** w03 15/3 p. 9 Antes e depois — sua vida mudou completamente ***
“Quando os meus pensamentos inquietantes se tornaram muitos no meu íntimo, tuas próprias consolações [as de Deus] começaram a afagar a minha alma.” (Salmo 94:19) As “consolações” de Jeová, encontradas na sua Palavra, são motivo de grande consolo. Refletir nelas durante a meditação e a oração ajuda a afastar pensamentos inquietantes e aumenta a confiança em Deus como Amigo compreensivo.
*** w01 1/9 p. 17 par. 10 Como pode a paz do Cristo dominar no nosso coração? ***
10 Um modo é buscar consolo na Palavra de Deus. O Rei Davi escreveu: “Quando os meus pensamentos inquietantes se tornaram muitos no meu íntimo, tuas próprias consolações começaram a afagar a minha alma.” (Salmo 94:19) As “consolações” de Jeová podem ser encontradas na Bíblia. A consulta regular deste Livro inspirado nos ajudará a preservar a paz do Cristo no coração.
SALMO 95:7)
“Pois ele é nosso Deus, e nós somos o povo do seu pasto e as ovelhas da sua mão. Hoje, se escutardes a sua própria voz,”
*** w98 15/7 p. 12 Acautele-se contra a falta de fé ***
Paulo evidentemente citou a Septuaginta grega, que traduz as palavras hebraicas para “Meribá” e “Massá” respectivamente como “altercação” e “prova”. Veja as páginas 782 e 812 no Volume 2 de Estudo Perspicaz das Escrituras, publicado pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados.
*** w98 15/7 p. 13 par. 19 Acautele-se contra a falta de fé ***
19 Portanto, a lição é que, se criarmos o hábito de deixar de ‘escutar a própria voz’ de Jeová, desconsiderando o seu conselho dado por meio da sua Palavra e da classe do escravo fiel, não demorará muito até que nosso coração fique calejado e endurecido. Por exemplo, um rapaz e uma moça talvez fiquem um pouco íntimos demais. O que se daria se eles apenas não fizessem caso disso? Ficariam assim protegidos contra repetir o que fizeram, ou tornaria isso para eles ainda mais fácil fazê-lo de novo? De modo similar, quando a classe do escravo dá conselho sobre a necessidade de ser seletivo na escolha da música e da diversão, e assim por diante, aceitamo-lo com gratidão e fazemos os ajustes necessários? Paulo nos exorta a ‘não deixarmos de nos ajuntar’. (Hebreus 10:24, 25) Apesar deste conselho, alguns adotam um conceito indiferente sobre as reuniões cristãs. Acham que perder algumas delas ou mesmo não assistir a certas reuniões não tem importância.
*** w98 15/7 pp. 12-13 Acautele-se contra a falta de fé ***
“Não endureçais os vossos corações”
13 Depois de considerar a posição favorecida dos cristãos hebreus, Paulo deu o seguinte aviso: “Como diz o espírito santo: ‘Hoje, se escutardes a sua própria voz, não endureçais os vossos corações como na ocasião em que se causou ira amarga, como no dia em que se fez a prova no ermo.’” (Hebreus 3:7, 8) Paulo citava o Salmo 95, e por isso podia dizer que ‘o espírito santo diz’. (Salmo 95:7, 8; Êxodo 17:1-7) As Escrituras foram inspiradas por Deus por meio do seu espírito santo. — 2 Timóteo 3:16.
14 Depois de os israelitas terem sido libertados da escravidão no Egito, eles receberam a grande honra de entrar numa relação pactuada com Jeová. (Êxodo 19:4, 5; 24:7, 8) No entanto, em vez de mostrar apreço pelo que Deus fizera por eles, logo agiram com rebeldia. (Números 13:25-14:10) Como pôde isso acontecer? Paulo indicou a razão: o endurecimento do coração deles. Mas como podem corações sensíveis e responsivos à Palavra de Deus ficar endurecidos? E o que temos nós de fazer para impedir isso?
15 Paulo iniciou seu aviso com a frase condicional “se escutardes a sua própria voz”. Deus falou ao seu povo por intermédio de Moisés e de outros profetas. Depois, Jeová falou-lhe por meio do seu Filho, Jesus Cristo. (Hebreus 1:1, 2) Atualmente, nós temos a completa Palavra inspirada de Deus, a Bíblia Sagrada. Temos também “o escravo fiel e discreto”, designado por Jesus para fornecer o espiritual “alimento no tempo apropriado”. (Mateus 24:45-47) De modo que Deus ainda está falando. Mas, estamos nós escutando? Por exemplo, como reagimos a conselhos sobre nosso modo de vestir e de nos arrumar, ou sobre a escolha de diversão e música? Será que ‘escutamos’, quer dizer, prestamos atenção e obedecemos ao que ouvimos? Se tivermos o hábito de achar desculpas ou de objetar ao conselho, expomo-nos ao perigo sutil de endurecer o coração.
16 Nosso coração pode também ficar endurecido se nos escusarmos de fazer o que podemos e devemos fazer. (Tiago 4:17) Apesar de tudo o que Jeová fez para os israelitas, eles deixaram de exercer fé, rebelaram-se contra Moisés, escolheram acreditar nos maus relatos a respeito de Canaã e negaram-se a entrar na Terra Prometida. (Números 14:1-4)
*** w93 15/1 p. 32 É você como elas? ***
Fala-se do povo de Deus como ovelhas figurativas, no Salmo 95:7, onde lemos: “Pois [Jeová] é nosso Deus, e nós somos o povo do seu pasto e as ovelhas da sua mão.” Alguns talvez esperassem que o salmista falasse de “ovelhas do seu pasto” e “povo da sua mão”. Mas a situação aqui está invertida, e os do próprio povo de Jeová são identificados como suas ovelhas. Usufruem os benefícios do pasto de Deus e são guiados pela sua mão amorosa.
SALMO 95:8)
“Não endureçais os vossos corações como em Meribá, Como no dia de Massá, no ermo,”
*** w98 15/7 p. 12 Acautele-se contra a falta de fé ***
Paulo evidentemente citou a Septuaginta grega, que traduz as palavras hebraicas para “Meribá” e “Massá” respectivamente como “altercação” e “prova”. Veja as páginas 782 e 812 no Volume 2 de Estudo Perspicaz das Escrituras, publicado pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados.
*** w98 15/7 pp. 12-13 Acautele-se contra a falta de fé ***
“Não endureçais os vossos corações”
13 Depois de considerar a posição favorecida dos cristãos hebreus, Paulo deu o seguinte aviso: “Como diz o espírito santo: ‘Hoje, se escutardes a sua própria voz, não endureçais os vossos corações como na ocasião em que se causou ira amarga, como no dia em que se fez a prova no ermo.’” (Hebreus 3:7, 8) Paulo citava o Salmo 95, e por isso podia dizer que ‘o espírito santo diz’. (Salmo 95:7, 8; Êxodo 17:1-7) As Escrituras foram inspiradas por Deus por meio do seu espírito santo. — 2 Timóteo 3:16.
14 Depois de os israelitas terem sido libertados da escravidão no Egito, eles receberam a grande honra de entrar numa relação pactuada com Jeová. (Êxodo 19:4, 5; 24:7, 8) No entanto, em vez de mostrar apreço pelo que Deus fizera por eles, logo agiram com rebeldia. (Números 13:25-14:10) Como pôde isso acontecer? Paulo indicou a razão: o endurecimento do coração deles. Mas como podem corações sensíveis e responsivos à Palavra de Deus ficar endurecidos? E o que temos nós de fazer para impedir isso?
15 Paulo iniciou seu aviso com a frase condicional “se escutardes a sua própria voz”. Deus falou ao seu povo por intermédio de Moisés e de outros profetas. Depois, Jeová falou-lhe por meio do seu Filho, Jesus Cristo. (Hebreus 1:1, 2) Atualmente, nós temos a completa Palavra inspirada de Deus, a Bíblia Sagrada. Temos também “o escravo fiel e discreto”, designado por Jesus para fornecer o espiritual “alimento no tempo apropriado”. (Mateus 24:45-47) De modo que Deus ainda está falando. Mas, estamos nós escutando? Por exemplo, como reagimos a conselhos sobre nosso modo de vestir e de nos arrumar, ou sobre a escolha de diversão e música? Será que ‘escutamos’, quer dizer, prestamos atenção e obedecemos ao que ouvimos? Se tivermos o hábito de achar desculpas ou de objetar ao conselho, expomo-nos ao perigo sutil de endurecer o coração.
16 Nosso coração pode também ficar endurecido se nos escusarmos de fazer o que podemos e devemos fazer. (Tiago 4:17) Apesar de tudo o que Jeová fez para os israelitas, eles deixaram de exercer fé, rebelaram-se contra Moisés, escolheram acreditar nos maus relatos a respeito de Canaã e negaram-se a entrar na Terra Prometida. (Números 14:1-4)
*** w98 15/7 p. 13 par. 19 Acautele-se contra a falta de fé ***
19 Portanto, a lição é que, se criarmos o hábito de deixar de ‘escutar a própria voz’ de Jeová, desconsiderando o seu conselho dado por meio da sua Palavra e da classe do escravo fiel, não demorará muito até que nosso coração fique calejado e endurecido. Por exemplo, um rapaz e uma moça talvez fiquem um pouco íntimos demais. O que se daria se eles apenas não fizessem caso disso? Ficariam assim protegidos contra repetir o que fizeram, ou tornaria isso para eles ainda mais fácil fazê-lo de novo? De modo similar, quando a classe do escravo dá conselho sobre a necessidade de ser seletivo na escolha da música e da diversão, e assim por diante, aceitamo-lo com gratidão e fazemos os ajustes necessários? Paulo nos exorta a ‘não deixarmos de nos ajuntar’. (Hebreus 10:24, 25) Apesar deste conselho, alguns adotam um conceito indiferente sobre as reuniões cristãs. Acham que perder algumas delas ou mesmo não assistir a certas reuniões não tem importância.
*** si p. 245 par. 12 Livro bíblico número 58 — Hebreus ***
12 Entrando no descanso de Deus mediante fé e obediência (3:7–4:13). Os cristãos, mais do que quaisquer outros, devem dar-se por avisados pelo exemplo de infidelidade dos israelitas, receando desenvolver “um coração iníquo, falto de fé, por se separar do Deus vivente”. (Heb. 3:12; Sal. 95:7-11) Devido à desobediência e falta de fé, os israelitas que saíram do Egito não entraram no descanso, ou sábado, de Deus, durante o qual ele tem cessado suas obras criativas com respeito à terra.
*** it-2 p. 782 Massá ***
Mais tarde, o salmista admoestou os israelitas a não endurecer o coração assim como fizera a geração que peregrinara no ermo. Sua referência a Meribá e Massá evidentemente aludia aos resmungos de Israel por água, em Refidim, incidente que era representativo de seu proceder sem fé durante todo o período de 40 anos. (Sal 95:8-11) Esta parece ser a idéia transmitida pela citação das palavras do salmista (da Septuaginta grega), encontrada no capítulo 3 de Hebreus: “Não endureçais os vossos corações como na ocasião em que se causou ira amarga [Meribá], como no dia em que se fez a prova [Massá] no ermo, em que os vossos antepassados me submeteram a uma prova, com uma provação, e, no entanto, tinham visto as minhas obras por quarenta anos [literalmente: “e viram minhas obras quarenta anos”].” (He 3:8, 9) Tanto o Salmo 95:8 como Hebreus 3:8 talvez também incluam os resmungos posteriores por água, na Meribá da região de Cades. — Núm 20:1-13.
SALMO 96:1)
“Cantai a Jeová um novo cântico. Cantai a Jeová, todos [vós da] terra.”
*** re cap. 29 p. 201 par. 9 Canta-se o novo cântico triunfal ***
Desde 1935, uma crescente grande multidão de outras ovelhas tem ouvido seu cântico triunfante e tem sido induzida a se juntar a eles em divulgar o Reino de Deus. (João 10:16; Revelação 7:9) É verdade que esses recém-chegados não podem aprender a cantar exatamente o mesmo novo cântico cantado pelos futuros governantes do Reino de Deus. Mas eles também entoam um coro melodioso de louvor a Jeová, que é um hino louvando a Jeová pelas coisas novas que ele realiza. Acatam assim a exortação do salmista: “Cantai a Jeová um novo cântico. Cantai a Jeová, todos vós da terra. Cantai a Jeová, bendizei o seu nome. Contai de dia em dia as boas novas da salvação por ele. Declarai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas obras maravilhosas. Atribuí a Jeová, ó famílias dos povos, atribuí a Jeová glória e força. Dizei entre as nações: ‘O próprio Jeová se tornou rei.’” — Salmo 96:1-3, 7, 10; 98:1-9.
*** w00 15/4 p. 10 Novas todas as coisas, conforme predito ***
A Edição Contemporânea de Almeida verte o Salmo 96:1: “Cantai ao Senhor, todos os moradores da terra.” A versão autorizada da tradução de Antônio Pereira de Figueiredo, da Editora Rideel (Salmo 95 [96]), reza: “Cantai ao Senhor, habitantes de toda a terra.” Isto está em harmonia com o entendimento de que, com “nova terra”, Isaías se referiu aos do povo de Deus na terra deles.
*** w00 15/4 p. 10 par. 10 Novas todas as coisas, conforme predito ***
10 Na Bíblia, “terra” nem sempre se refere ao nosso globo. Por exemplo, o Salmo 96:1 diz literalmente: ‘Cante a Jeová, toda a terra.’ Sabemos que nosso planeta — a terra firme e os vastos oceanos — não conseguem cantar. Pessoas cantam. Deveras, o Salmo 96:1 refere-se às pessoas na Terra.
*** it-1 p. 426 Cântico ***
Referências a “um novo cântico” não só aparecem nos Salmos, mas também nos escritos de Isaías e do apóstolo João. (Sal 33:3; 40:3; 96:1; 98:1; 144:9; 149:1; Is 42:10; Re 5:9; 14:3) Um exame do contexto da maioria das ocorrências da expressão “novo cântico” revela que este é cantado por causa de um novo desenvolvimento no exercício da soberania universal por Jeová. Conforme proclamado alegremente no Salmo 96:10: “O próprio Jeová se tornou rei.” Os novos desenvolvimentos na ampliação do seu reinado por Jeová, bem como o que estes significam para o céu e para a terra, parecem ser o assunto deste “novo cântico”. — Sal 96:11-13; 98:9; Is 42:10, 13.
SALMO 96:2)
“Cantai a Jeová, bendizei o seu nome. Contai de dia em dia as boas novas da salvação por ele.”
*** w02 1/1 p. 8 pars. 2-3 Todos os verdadeiros cristãos são evangelizadores ***
Por que as Testemunhas de Jeová são tão zelosas como eram aqueles primeiros cristãos? Em primeiro lugar, porque as boas novas que publicam são do próprio Jeová Deus. Poderia haver um motivo melhor para ter zelo? Sua pregação é uma reação às palavras do salmista: “Cantai a Jeová, bendizei o seu nome. Contai de dia em dia as boas novas da salvação por ele.” — Salmo 96:2.
3 As palavras do salmista nos lembram um segundo motivo do zelo das Testemunhas de Jeová. Sua mensagem é de salvação. Algumas pessoas trabalham nos campos da medicina, da assistência social, da economia e outros, para melhorar a situação do próximo, e esses esforços são elogiáveis. Mas, tudo o que um humano pode fazer para outro é muito limitado em comparação com a “salvação por [Deus]”. Jeová, por meio de Jesus Cristo, salvará do pecado, da doença e da morte os que são mansos. Os beneficiados assim viverão para sempre! (João 3:16, 36; Revelação [Apocalipse] 21:3, 4)
SALMO 96:3)
“Declarai entre as nações a sua glória, Entre todos os povos as suas obras maravilhosas.”
*** w01 15/4 p. 8 par. 23 Note Aquele que faz coisas maravilhosas! ***
Não nos devíamos sentir maravilhados diante das obras grandiosas de Deus e induzidos a falar dele, e do que ele fez e ainda fará? A resposta é óbvia — devemos ‘declarar entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas obras maravilhosas’. (Salmo 96:3-5) Deveras, podemos manifestar nosso humilde apreço pelas obras maravilhosas de Deus por transmitir a outros o que aprendemos sobre ele. Mesmo que estes tenham sido criados numa sociedade que rejeita o Criador, nossas expressões positivas e informativas podem induzi-los a reconhecer a Deus. Além disso, pode induzi-los a querer aprender algo sobre ele e servir Àquele que ‘criou todas as coisas’, Aquele que faz obras maravilhosas, Jeová. — Revelação 4:11.
SALMO 96:5)
“Porque todos os deuses dos povos são deuses que nada valem; Mas, quanto a Jeová, ele fez os próprios céus.”
*** it-1 pp. 698-699 Deuses e deusas ***
Deuses de Nações Contrastados com Jeová. Atualmente, muitos dos deuses mencionados na Bíblia não são nada mais do que um nome. Embora seus adoradores às vezes até mesmo sacrificassem seus próprios filhos a eles, os deuses falsos eram incapazes de salvar os que recorriam a eles em busca de ajuda, em seus momentos de maior necessidade. (2Rs 17:31) Assim, por causa de seus sucessos militares, o rei da Assíria, por meio de seu porta-voz, Rabsaqué, jactou-se: “Livraram deveras os deuses das nações cada um a sua própria terra da mão do rei da Assíria? Onde estão os deuses de Hamate e de Arpade? Onde estão os deuses de Sefarvaim, de Hena e de Iva? Livraram eles a Samaria da minha mão? Quais dentre todos os deuses dos países livraram a sua terra da minha mão, de modo que Jeová livre Jerusalém da minha mão?” (2Rs 18:28, 31-35) Mas Jeová não desapontou seu povo, como fizeram aqueles deuses falsos. Numa só noite, o anjo de Jeová matou 185.000 no acampamento dos assírios. Humilhado, o orgulhoso monarca assírio, Senaqueribe, voltou a Nínive, onde mais tarde foi assassinado por dois de seus filhos, no templo de seu deus, Nisroque. (2Rs 19:17-19, 35-37) Na verdade, “todos os deuses dos povos são deuses que nada valem; mas, quanto a Jeová, ele fez os próprios céus”. — Sal 96:5.
SALMO 96:8)
“Atribuí a Jeová a glória pertencente ao seu nome; Carregai um presente e entrai nos seus pátios.”
*** w04 1/1 pp. 8-9 pars. 2-4 Que todos declarem a glória de Jeová ***
Atribuí a Jeová a glória pertencente ao seu nome.” (Salmo 96:7, 8) Os que têm um relacionamento achegado com Jeová se sentem emocionados de poder atender essa exortação. No entanto, o que está envolvido em se atribuir glória a Deus?
3 Isso requer mais do que apenas palavras. Os israelitas, nos dias de Isaías, glorificavam a Deus com os lábios, mas a maioria deles não eram sinceros. Jeová disse por meio de Isaías: “Este povo se aproxima com a sua boca, e eles me glorificaram apenas com os seus lábios e removeram seu próprio coração para longe de mim.” (Isaías 29:13) Todo louvor dado por tais pessoas não tinha valor. Para o louvor ter importância, precisa originar-se dum coração cheio de amor a Jeová e do sincero reconhecimento da sua glória sem igual. Só Jeová é o Criador. Ele é o Todo-Poderoso, o Justo, a personificação do amor. Ele é a fonte da nossa salvação e o Soberano legítimo a quem todos no céu e na Terra devem estar sujeitos. (Revelação [Apocalipse] 4:11; 19:1) Se realmente cremos nisso, devemos glorificá-lo de todo o coração.
4 Jesus Cristo nos instruiu sobre como glorificar a Deus. Ele disse: “Nisto é glorificado o meu Pai, que persistais em dar muito fruto e vos mostreis meus discípulos.” (João 15:8) Como é que damos muito fruto? Primeiro, por participar de toda a alma na pregação das “boas novas do reino” e assim nos juntarmos a todas as coisas criadas ao ‘falar’ das “qualidades invisíveis” de Deus. (Mateus 24:14; Romanos 1:20) Além disso, desse modo todos participamos — direta ou indiretamente — em fazer novos discípulos, que aumentam o coro de louvor a Jeová Deus. Segundo, por cultivarmos os frutos produzidos em nós pelo espírito santo e nos esforçarmos a imitar as qualidades superlativas de Jeová Deus. (Gálatas 5:22, 23; Efésios 5:1; Colossenses 3:10) Em resultado disso, nossa conduta diária glorifica a Deus.
SALMO 96:10)
“Dizei entre as nações: “O próprio Jeová se tornou rei. Também o solo produtivo fica firmemente estabelecido de modo que não pode ser abalado. Ele pleiteará a causa dos povos em retidão.””
*** it-1 p. 426 Cântico ***
Referências a “um novo cântico” não só aparecem nos Salmos, mas também nos escritos de Isaías e do apóstolo João. (Sal 33:3; 40:3; 96:1; 98:1; 144:9; 149:1; Is 42:10; Re 5:9; 14:3) Um exame do contexto da maioria das ocorrências da expressão “novo cântico” revela que este é cantado por causa de um novo desenvolvimento no exercício da soberania universal por Jeová. Conforme proclamado alegremente no Salmo 96:10: “O próprio Jeová se tornou rei.” Os novos desenvolvimentos na ampliação do seu reinado por Jeová, bem como o que estes significam para o céu e para a terra, parecem ser o assunto deste “novo cântico”. — Sal 96:11-13; 98:9; Is 42:10, 13.
SALMO 96:11)
“Alegrem-se os céus e jubile a terra. Troveje o mar e o que o enche.”
*** si p. 102 par. 8 Livro bíblico número 19 — Salmos ***
É interessante notar que encontramos um acróstico do nome de Jeová no Salmo 96:11. A primeira metade desse versículo em hebraico é composta de quatro palavras, cujas letras iniciais, lendo-se da direita para a esquerda, são as quatro consoantes hebraicas do tetragrama: YHVH (יהוה).
*** it-1 p. 492 Céu, I ***
Em outros casos, fala-se dos céus literais, mas eles são descritos figuradamente como alegrando-se ou bradando. Por ocasião da vinda de Jeová como juiz à terra, conforme descrito no Salmo 96:11-13, os céus, junto com a terra, o mar e a campina assumem aspecto alegre. (Veja Is 44:23.)
SALMO 96:12)
“Rejubile a campina e tudo o que nela há. Ao mesmo tempo, irrompam todas as árvores da floresta em grito de júbilo”
*** g99 8/3 p. 21 Uma árvore que canta ***
Uma árvore que canta
Do Correspondente De Despertai! No Quênia
NAS VASTAS pradarias da África existe uma árvore que costuma cantar. É uma espécie de acácia conhecida como “espinheiro assobiador”. Por quê? Porque quando o vento sopra entre seus ramos delicados, ela parece assobiar.
Quando os espinhos incomumente longos e delgados dessa árvore vibram ao vento, produzem um som belo e cadenciado. Seus cecídios (ou galhas) ocos se juntam à melodia dos espinhos, produzindo um som parecido ao do sopro na boca duma garrafa. Esses “instrumentos” são feitos pelas formigas que, segundo se diz, escavam seus lares esféricos nos cecídios e fazem orifícios de entrada e saída neles. Visto que variam de tamanho, os cecídios e os ocos produzem sons de diapasões diferentes. Esses sons contribuem para que o “espinheiro assobiador” seja uma árvore única e bela.
Essa árvore nos faz lembrar das palavras alegóricas do salmista: “Irrompam todas as árvores da floresta em [canto] de júbilo perante Jeová.” (Salmo 96:12, 13) De fato, o vento que sopra pelos espinhos e cecídios que parecem flautas produz uma bela e emocionante melodia africana.
SALMO 97:1)
“O próprio Jeová se tornou rei! Jubile a terra. Alegrem-se as muitas ilhas.”
*** ws cap. 11 p. 91 A Jerusalém terrestre em contraste com a Jerusalém celeste ***
“A Jerusalém de Cima” Torna-se Uma Cidade Real
3 “A Jerusalém de cima” assumiu um aspecto real desde que findaram “os tempos designados das nações” em 1914. (Lucas 21:24) Daí em diante aplica-se o Salmo 97:1: “O próprio Jeová se tornou rei! Jubile a terra.” Também se aplica o Salmo 99:1, 2: “O próprio Jeová se tornou rei. . . . Jeová é grande em Sião e ele é elevado sobre todos os povos.” Em 1914 chegou o tempo de ele acabar com o pisoteio sofrido pelo Reino da linhagem real de Davi, conforme representado pela antiga cidade real de Jerusalém. Ele entronizou assim seu Filho, Jesus Cristo, como Rei à sua própria direita na “Jerusalém de cima”, a Jerusalém celeste, tornando-a deste modo uma cidade real. O próprio reinado de Jeová é reforçado ou ampliado pela entronização de Jesus Cristo qual Rei.
SALMO 97:7)
“Sejam envergonhados todos os que servem a uma imagem esculpida, Os que se jactam de deuses que nada valem. Curvai-vos diante dele, todos os deuses.”
*** w92 15/1 p. 23 O que dizem as Escrituras sobre “a divindade de Cristo”? ***
[Quadro na página 23]
Será que os Anjos Adoram a Jesus?
CERTAS traduções de Hebreus 1:6 rezam: “Todos os anjos de Deus o adorem [a Jesus].” (Almeida; Soares) O apóstolo Paulo, pelo visto, citava a Septuaginta, que diz no Salmo 97:7: “Adorai-o [a Deus], todos vós, Seus anjos.” — C. Thomson.
A palavra grega pro•sky•né•o, traduzida “adorar” em Hebreus 1:6, é usada em Salmo 97:7, na Septuaginta, para um termo hebraico, sha•hháh, que significa “curvar-se”. Este pode ser um ato aceitável de respeito por humanos. (Gênesis 23:7; 1 Samuel 24:8; 2 Reis 2:15) Ou pode relacionar-se com a adoração do Deus verdadeiro ou com a que é erroneamente dirigida a deuses falsos. — Êxodo 23:24; 24:1; 34:14; Deuteronômio 8:19.
Em geral, a pro•sky•né•o que se presta a Jesus corresponde à homenagem que se presta a reis e a outros. (Compare com Mateus 2:2, 8; 8:2; 9:18; 15:25; 20:20 com 1 Samuel 25:23, 24; 2 Samuel 14:4-7; 1 Reis 1:16; 2 Reis 4:36, 37.) Fica claro em muitos casos que Jesus não é homenageado como Deus, mas sim como o “Filho de Deus” ou o messiânico “Filho do homem”. — Mateus 14:32, 33; Lucas 24:50-52; João 9:35, 38.
Hebreus 1:6 diz respeito à posição de Jesus abaixo de Deus. (Filipenses 2:9-11) Aqui, algumas versões traduzem pro•sky•né•o por “prestem homenagem” (The New English Bible [Nova Bíblia Inglesa]; Tradução do Novo Mundo) ou por “curvem-se diante” (An American Translation [Uma Tradução Americana]). Se alguém prefere a tradução “adorar”, tal adoração é relativa, pois Jesus disse a Satanás: “É a Jeová, teu Deus, que tens de adorar [uma forma de pro•sky•né•o] e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado.” — Mateus 4:8-10.
Embora o Salmo 97:7, que fala sobre adorar a Deus, tenha sido aplicado a Cristo em Hebreus 1:6, Paulo já havia mostrado que o ressuscitado Jesus é “o reflexo da . . . glória [de Deus] e a representação exata do seu próprio ser”. (Hebreus 1:1-3) De modo que qualquer “adoração” que os anjos prestem ao Filho de Deus é relativa e, por intermédio dele, é dirigida a Jeová.
*** it-2 p. 343 Homenagem ***
Homenagem ao glorificado Jesus Cristo. Por outro lado, Cristo Jesus foi exaltado por seu Pai a uma posição secundária somente à de Deus, de modo que, “no nome de Jesus, se dobre todo joelho dos no céu, e dos na terra, e dos debaixo do chão, e toda língua reconheça abertamente que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. (Fil 2:9-11; compare isso com Da 7:13, 14, 27.) Hebreus 1:6 também mostra que até os anjos prestam homenagem ao ressuscitado Jesus Cristo. Muitas traduções deste texto traduzem aqui pro•sky•né•o como “adorar”, ao passo que outros o vertem por ‘curvar-se’ ou ‘prostrar-se’ (AT; TEB) e ‘prestar homenagem’ (NE). Não importa o termo que seja usado em português, o original grego permanece o mesmo, e o entendimento do que os anjos prestam a Cristo tem de harmonizar-se com o restante das Escrituras. O próprio Jesus declarou enfaticamente a Satanás que “é a Jeová, teu Deus, que tens de adorar [uma forma de pro•sky•né•o] e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado”. (Mt 4:8-10; Lu 4:7, 8) De maneira similar, o(s) anjo(s) disse(ram) a João que ‘adorasse a Deus’ (Re 19:10; 22:9), e esta injunção foi dada depois da ressurreição e exaltação de Jesus, mostrando que a questão não tinha mudado neste respeito. É verdade que o Salmo 97, evidentemente citado pelo apóstolo em Hebreus 1:6, se refere a Jeová Deus, como aquele diante de quem ‘curvar-se’, e, ainda assim, este texto foi aplicado a Cristo Jesus. (Sal 97:1, 7) No entanto, o apóstolo mostrara anteriormente que o ressuscitado Cristo é “o reflexo da . . . glória [de Deus] e a representação exata do seu próprio ser”. (He 1:1-3) Portanto, se aquilo que entendemos como “adoração” é aparentemente dirigido pelos anjos ao Filho, então, na realidade, ela é dirigida por meio dele a Jeová Deus, o Governante Soberano, “Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”. (Re 14:7; 4:10, 11; 7:11, 12; 11:16, 17; compare isso com 1Cr 29:20; Re 5:13, 14; 21:22.) Por outro lado, a tradução ‘curvar-se’ ou ‘prestar homenagem’ (em vez de ‘adorar’) de modo algum está em desacordo com o idioma original, quer o hebraico do Salmo 97:7, quer o grego de Hebreus 1:6, porque essas maneiras de traduzir transmitem o sentido básico tanto de hish•ta•hhawáh como de pro•sky•né•o.
SALMO 97:10)
“Ó vós amantes de Jeová, odiai o que é mau. Ele guarda as almas dos que lhe são leais; Livra-os da mão dos iníquos.”
*** cl cap. 28 p. 285 par. 15 “Só tu és leal” ***
15 Na sua benevolência, Jeová vez após vez vem em auxílio do seu povo quando esse passa por dificuldades. O salmista nos diz: “Ele guarda as almas dos que lhe são leais; livra-os da mão dos iníquos.” (Salmo 97:10) Veja os seus tratos com a nação de Israel. Depois de serem milagrosamente libertados através do mar Vermelho, os israelitas proclamaram o seguinte, em um cântico para Jeová: “Tu, na tua benevolência [ou, “amor leal”, nota, NM com Referências], guiaste o povo que recuperaste.” (Êxodo 15:13) A libertação no mar Vermelho sem dúvida foi um ato de amor leal da parte de Jeová. Por isso, Moisés disse aos israelitas: “Não foi por serdes o mais populoso de todos os povos, que Jeová vos teve afeição a ponto de vos escolher, pois éreis o mínimo de todos os povos. Mas foi por Jeová vos amar e por ele cumprir a declaração juramentada que fizera aos vossos antepassados, que Jeová vos fez sair, com mão forte, para te remir da casa dos escravos, da mão de Faraó, rei do Egito.” — Deuteronômio 7:7, 8.
*** w93 15/4 p. 17 par. 12 Jovens — qual é seu empenho? ***
12 Acima de tudo, terá de aprender a odiar, a abominar e a detestar o que é mau. (Salmo 97:10) Como se odeia aquilo que talvez no começo pareça ser divertido ou agradável? Por pensar nas conseqüências! “Não vos deixeis desencaminhar: De Deus não se mofa. Pois, o que o homem semear, isso também ceifará; porque aquele que semeia visando a sua carne, ceifará da carne corrupção.” (Gálatas 6:7, 8) Quando tentado para se entregar à paixão, pense no que é de maior importância — como isso feriria a Jeová Deus. (Veja Salmo 78:41.) Pense também na possibilidade duma gravidez indesejada ou de contrair uma doença, tal como a AIDS. Considere a devastação emocional e a perda do amor-próprio que sofreria. Poderá haver também conseqüências de longo prazo. Uma cristã admite: “Meu marido e eu mantínhamos relações sexuais com outros antes de nos conhecermos. Embora hoje ambos sejamos cristãos, nossa vida sexual passada é motivo de contenda e ciúme no nosso casamento.” Tampouco se deve desperceber a perda de privilégios teocráticos ou a possibilidade de se ser expulso da congregação cristã! (1 Coríntios 5:9-13) Será que um prazer momentâneo vale um preço tão elevado?
SALMO 99:1)
“O próprio Jeová se tornou rei. Agitem-se os povos. Ele está sentado sobre os querubins. Estremeça a terra.”
*** ws cap. 11 p. 91 A Jerusalém terrestre em contraste com a Jerusalém celeste ***
“A Jerusalém de Cima” Torna-se Uma Cidade Real
3 “A Jerusalém de cima” assumiu um aspecto real desde que findaram “os tempos designados das nações” em 1914. (Lucas 21:24) Daí em diante aplica-se o Salmo 97:1: “O próprio Jeová se tornou rei! Jubile a terra.” Também se aplica o Salmo 99:1, 2: “O próprio Jeová se tornou rei. . . . Jeová é grande em Sião e ele é elevado sobre todos os povos.” Em 1914 chegou o tempo de ele acabar com o pisoteio sofrido pelo Reino da linhagem real de Davi, conforme representado pela antiga cidade real de Jerusalém. Ele entronizou assim seu Filho, Jesus Cristo, como Rei à sua própria direita na “Jerusalém de cima”, a Jerusalém celeste, tornando-a deste modo uma cidade real. O próprio reinado de Jeová é reforçado ou ampliado pela entronização de Jesus Cristo qual Rei.
SALMO 99:2)
“Jeová é grande em Sião E ele é elevado sobre todos os povos.”
*** ws cap. 11 p. 91 A Jerusalém terrestre em contraste com a Jerusalém celeste ***
“A Jerusalém de Cima” Torna-se Uma Cidade Real
3 “A Jerusalém de cima” assumiu um aspecto real desde que findaram “os tempos designados das nações” em 1914. (Lucas 21:24) Daí em diante aplica-se o Salmo 97:1: “O próprio Jeová se tornou rei! Jubile a terra.” Também se aplica o Salmo 99:1, 2: “O próprio Jeová se tornou rei. . . . Jeová é grande em Sião e ele é elevado sobre todos os povos.” Em 1914 chegou o tempo de ele acabar com o pisoteio sofrido pelo Reino da linhagem real de Davi, conforme representado pela antiga cidade real de Jerusalém. Ele entronizou assim seu Filho, Jesus Cristo, como Rei à sua própria direita na “Jerusalém de cima”, a Jerusalém celeste, tornando-a deste modo uma cidade real. O próprio reinado de Jeová é reforçado ou ampliado pela entronização de Jesus Cristo qual Rei.
SALMO 100:1)
“Bradai em triunfo a Jeová, todos [vós da] terra.”
*** w95 15/1 p. 19 Sirva a Jeová com alegria do coração ***
‘Sirva a Jeová com alegria’
13 A alegria deve ser uma característica de nosso serviço a Deus. Isto foi mostrado num cântico de agradecimento em que o salmista cantou: “Bradai em triunfo a Jeová, todos vós da terra. Servi a Jeová com alegria. Entrai perante ele com grito jubiloso.” (Salmo 100:1, 2) Jeová é o “Deus feliz” e quer que seus servos tenham alegria em cumprir com sua dedicação a ele. (1 Timóteo 1:11) As pessoas de todas as nações deviam exultar em Jeová, e nossas expressões de louvor devem ser fortes, iguais ao ‘brado triunfante’ dum exército vitorioso. Visto que o serviço prestado a Deus é reanimador, ele deve ser acompanhado por regozijo. Por isso é que o salmista exorta as pessoas a vir à presença de Deus “com grito jubiloso”.
SALMO 100:2)
“Servi a Jeová com alegria. Entrai perante ele com grito jubiloso.”
*** yb01 pp. 3-4 Carta do Corpo Governante ***
A Bíblia nos convida apropriadamente: “Servi a Jeová com alegria. . . . Entrai nos seus portões com agradecimento, e nos seus pátios com louvor. Dai-lhe graças, bendizei o seu nome. Pois Jeová é bom; sua benevolência é por tempo indefinido e sua fidelidade de geração em geração.” (Sal. 100:2-5) Servir a Jeová com alegria tem relação direta com se ter um forte relacionamento pessoal com ele. Ele possibilita tal relacionamento e nós temos o privilégio de cultivá-lo. Quando temos tal relacionamento com ele, sabemos que Jeová está sempre pronto para nos ajudar e nos fortalecer em ocasiões de necessidade. Confiamos em que ele proveja a força espiritual e a orientação necessárias para enfrentar os desafios de vivermos nos últimos dias do atual sistema de coisas. Não importa com que pressões nos confrontemos, alegramo-nos no nosso ministério, e agradecemos a Jeová todos os dias porque, conforme nos lembra a sua Palavra, ‘ele tem cuidado de nós’. — 1 Ped. 5:7.
*** w95 15/1 p. 19 Sirva a Jeová com alegria do coração ***
‘Sirva a Jeová com alegria’
13 A alegria deve ser uma característica de nosso serviço a Deus. Isto foi mostrado num cântico de agradecimento em que o salmista cantou: “Bradai em triunfo a Jeová, todos vós da terra. Servi a Jeová com alegria. Entrai perante ele com grito jubiloso.” (Salmo 100:1, 2) Jeová é o “Deus feliz” e quer que seus servos tenham alegria em cumprir com sua dedicação a ele. (1 Timóteo 1:11) As pessoas de todas as nações deviam exultar em Jeová, e nossas expressões de louvor devem ser fortes, iguais ao ‘brado triunfante’ dum exército vitorioso. Visto que o serviço prestado a Deus é reanimador, ele deve ser acompanhado por regozijo. Por isso é que o salmista exorta as pessoas a vir à presença de Deus “com grito jubiloso”.
SALMO 100:3)
“Sabei que Jeová é Deus. Foi ele quem nos fez, e não nós a nós mesmos. [Somos] seu povo e ovelhas do seu pasto.”
*** ip-2 cap. 4 p. 47 par. 4 “Vós sois as minhas testemunhas”! ***
4 Jeová tinha interesse especial em Israel porque a nação lhe pertencia. Era sua criação pessoal, em cumprimento do pacto abraâmico. (Gênesis 12:1-3) Assim, o Salmo 100:3 diz: “Sabei que Jeová é Deus. Foi ele quem nos fez, e não nós a nós mesmos. Somos seu povo e ovelhas do seu pasto.”
*** w96 15/1 p. 15 par. 2 As ovelhas de Jeová necessitam de terno cuidado ***
2 Sendo beneficiados com terno cuidado, podemos dizer assim como o salmista: “Servi a Jeová com alegria. Entrai perante ele com grito jubiloso. Sabei que Jeová é Deus. Foi ele quem nos fez, e não nós a nós mesmos. Somos seu povo e ovelhas do seu pasto.” (Salmo 100:2, 3) Deveras, somos alegres e estamos seguros. É como se estivéssemos a salvo de predadores perversos num redil com fortes muros de pedra. — Números 32:16; 1 Samuel 24:3; Sofonias 2:6.
*** w95 15/1 p. 19 par. 14 Sirva a Jeová com alegria do coração ***
14 O salmista acrescentou: “Sabei [reconhecei, admiti] que Jeová é Deus. Foi ele quem nos fez, e não nós a nós mesmos. Somos seu povo e ovelhas do seu pasto.” (Salmo 100:3) Visto que Jeová é nosso Criador, ele é nosso dono assim como o pastor é o dono de suas ovelhas. Deus cuida tão bem de nós, que o louvamos com gratidão. (Salmo 23)
SALMO 100:4)
“Entrai nos seus portões com agradecimento, E nos seus pátios com louvor. Dai-lhe graças, bendizei o seu nome.”
*** w99 15/1 pp. 18-19 par. 12 Erga mãos leais em oração ***
12 O salmista cantou a respeito de Deus: “Entrai nos seus portões com agradecimento, e nos seus pátios com louvor. Dai-lhe graças, bendizei o seu nome. Pois Jeová é bom; sua benevolência é por tempo indefinido e sua fidelidade de geração em geração.” (Salmo 100:4, 5) Hoje em dia, pessoas de todas as nações entram nos pátios do santuário de Jeová, e por isso podemos dar-lhe louvor e agradecimentos. Expressa você gratidão a Deus pelo Salão do Reino local e demonstra seu apreço por se reunir regularmente ali com os que amam a ele? Enquanto ali, eleva de coração a sua voz em cânticos de louvor e de agradecimento ao nosso amoroso Pai celestial?
*** w95 15/1 p. 19 pars. 14-15 Sirva a Jeová com alegria do coração ***
O salmista cantou também a respeito de Jeová: “Entrai nos seus portões com agradecimento, e nos seus pátios com louvor. Dai-lhe graças, bendizei o seu nome. Pois Jeová é bom; sua benevolência é por tempo indefinido e sua fidelidade de geração em geração.” — Salmo 100:4, 5.
15 Atualmente, pessoas alegres de todas as nações entram nos pátios do santuário de Jeová para oferecer agradecimentos e louvores. Bendizemos o nome de Jeová Deus alegremente por sempre falar bem dele, e suas grandiosas qualidades nos induzem a louvá-lo.
*** w92 15/3 p. 23 A liberdade que Deus dá produz regozijo ***
Preze o Dom da Liberdade Que Deus Dá
20 Como povo de Jeová, certamente devemos prezar o dom da liberdade que Deus nos dá, liberdade esta que nos trouxe regozijo e tantas bênçãos. Não é de admirar que o Salmo 100:1-5 inste-nos a vir à presença de Deus “com grito jubiloso”. Pertencemos a Jeová e ele cuida de nós como Pastor amoroso. Sim, “somos seu povo e ovelhas do seu pasto”. Ser ele o nosso Criador bem como seus grandiosos atributos dão-nos incentivo para entrar nos pátios de seu santuário com louvor e agradecimentos. Somos induzidos a ‘bendizer o seu nome’, a falar bem de Jeová Deus.
SALMO 100:5)
“Pois Jeová é bom; Sua benevolência é por tempo indefinido E sua fidelidade de geração em geração.”
*** w95 15/1 p. 19 pars. 14-15 Sirva a Jeová com alegria do coração ***
Salmo 100:4, 5.
15 Atualmente, pessoas alegres de todas as nações entram nos pátios do santuário de Jeová para oferecer agradecimentos e louvores. Bendizemos o nome de Jeová Deus alegremente por sempre falar bem dele, e suas grandiosas qualidades nos induzem a louvá-lo. Ele é totalmente bom, e sua benevolência, ou consideração compassiva, com seus servos é algo em que sempre se pode confiar, porque continua por tempo indefinido. Jeová é fiel “de geração em geração” em mostrar amor pelos que fazem a Sua vontade. (Romanos 8:38, 39)
SALMO 101:2)
“Vou agir com discrição num caminho sem defeito. Quando chegarás a mim? Dentro da minha casa andarei na integridade de meu coração.”
*** w05 1/11 pp. 24-25 par. 14 Você vai andar com Deus? ***
Se Jeová for real para nós, então vamos levar em conta seus sentimentos quando tomamos decisões. Por exemplo, nem pensaríamos em nos envolver em conduta errada e depois tentar esconder nossos pecados dos anciãos cristãos ou da família. Em vez disso, nos esforçamos a andar com Deus mesmo quando nenhum humano pode nos ver. Assim como o Rei Davi da antiguidade, decidimos que ‘dentro da nossa casa andaremos na integridade de nosso coração’. — Salmo 101:2.
*** w98 15/7 p. 31 É o seu um “coração obediente”? ***
O salmista mencionou que mesmo dentro de casa, onde outros não o podiam ver, ele ‘andava na integridade do seu coração’. (Salmo 101:2) Sentado em casa, você talvez ligue o televisor para ver um filme. Nessa ocasião, sua obediência pode ser provada. O filme talvez se torne imoral. Continuará a vê-lo, racionalizando que hoje em dia os filmes são assim mesmo? Ou será que seu coração obediente o moverá a seguir a ordem bíblica de ‘nem mesmo mencionar a fornicação e a impureza’? (Efésios 5:3-5) Desligará a TV, mesmo que o enredo seja interessante? Ou, se um programa se tornar violento, mudará de canal? “O próprio Jeová examina tanto o justo como o iníquo”, cantou o salmista, “e Sua alma certamente odeia a quem ama a violência”. — Salmo 11:5.
SALMO 101:3)
“Não porei diante dos meus olhos nenhuma coisa imprestável. Tenho odiado o feito dos renegados; Não se apega a mim.”
*** w11 15/7 p. 13 pars. 12-13 Você seguirá a amorosa orientação de Jeová? ***
O Rei Davi também decidiu: “Não porei diante dos meus olhos nenhuma coisa imprestável.” (Sal. 101:3) Consideramos “coisa imprestável” tudo aquilo que pode prejudicar nossa consciência e nossa relação com Jeová. Inclui qualquer tentação que agrade aos olhos e ameace seduzir o coração a fazer o que é errado.
13 Por outro lado, jamais desejaríamos nos tornar, em certo sentido, uma “coisa imprestável” para outros, por lhes servir de tentação para fazer o que é errado. Por isso, levamos a sério o conselho inspirado da Bíblia de nos vestir de modo ‘bem arrumado e modesto’. (1 Tim. 2:9) Não se pode definir que algo é modesto simplesmente com base no nosso próprio critério. Temos de levar em conta a consciência e a sensibilidade dos outros, colocando a paz mental e o bem-estar deles acima de nossas preferências. (Rom. 15:1, 2)

Clique na imagem para Baixar informações completas em arquivos digitais para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

ADD THIS