Definição do G20 (países em desenvolvimento)

Agrupamento que reúne os países industrializados e preocupante em assuntos políticos e económicos com os países emergentes

O G20 grupo de 20 é um agrupamento de países que inclui as Nações do mundo, que é considerado o mais influente político, militar e económica, e que integram o G8 (Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido, França e Rússia) sobre um outro grupo de países que são considerados como recentemente industrializados ou emergentes de energia tal é o caso da Argentina, Austrália, Espanha, Arábia Saudita, Coreia do Sul, Indonésia, China, Brasil, México, Turquia, África do Sul e Índia. Além de todos eles uma representação da União Europeia (UE).

Ele funciona como um fórum em que são tratados e discutidos políticas financeiras do mundo

O agrupamento está em vigor desde 1999 e tem como missão principal, cuja característica dele similes, analisar o estado global de assuntos no campo da política e da economia de concordar em consenso e políticas comuns.
Ele funciona como um fórum onde todas as Nações cooperarem com propostas e também levam a preocupação de consultas sobre a questão económica e financeira no mundo. Claro se preocupe especialmente aquelas questões inerentes as economias industrializadas e as emergentes com a clara intenção de contribuir para a estabilidade internacional neste sentido.

Realizada cimeiras mundiais, com a presença de seus membros

Cimeiras do G20 reúnem os chefes de estado dos países membros e claro também conta com o trabalho realizado pelos Ministros e ministros dos negócios estrangeiros de cada nação em cada área de interesse.
Os ministros das finanças do Canadá e Alemanha foram os drivers da inaugural reunião lá em 1999 na cidade alemã de Berlim. Ao longo da sua história, realizaram-se várias cimeiras. No entanto, algumas das mais memoráveis é a celebrada em 2008 na cidade de Washington porque ocorre apenas no contexto do sistema financeiro e colapso do mercado de ações e propôs a reforma do sistema financeiro internacional.
Em breve, uma nova cúpula do grupo, desta vez na Turquia, como país anfitrião será realizada em meados de novembro de 2015.
Nós deve enfatizar que estes encontros adquirem especial relevância no mundo e em seguida a imprensa participa maciçamente para cobrir seus detalhes.
Eles também tendem a ser objeto de protestos como resultado o interesse da mídia gerada. Eles são ideais para gerar de grupos ativistas tirar partido da imprensa para divulgar qualquer assunto.