Biografia de Mara Carfagna

XX, cromossomos azuis

18 de dezembro de 1975
Maria Rosaria Carfagna, disse Mara, nasceu em Salerno no dia 18 de dezembro de 1975. Ele obteve seu diploma de ensino médio para o Liceo Scientifico "Giovanni da Procida" de Salerno e entretanto natação, estudou dança, teatro e piano. Apresentando o talento não só artístico mas também com bom aspecto, trabalhando como modelo, muito a decidir participar na seleção do concurso Miss Itália 1997: você colocará em sexto lugar. Ele obteve cum laude e com honras em direito pela Universidade de Fisciano (Salerno) em 2001, com uma tese sobre o direito de informação e sistema de transmissão.
Estreou na tv em 2000 e até 2006 será co-anfitriã, ao lado de David Mengacci, "La domenica del villaggio" (transmissão na Net 4). Junte-se ao elenco de programas como "o cérebro", "voto" e "Domenica In" e em 2006, juntamente com Giancarlo Magalli, Mara Carfagna lidera o programa Piazza grande. No início de 2007 involuntariamente acabam no centro de uma história que acontece ao redor do mundo: durante a gala para a cerimônia de premiação de tv Telegatti, Silvio Berlusconi afirma que se ele já não fosse casado, casaria com Mara Carfagna imediatamente.
Esta declaração, formulada em um contexto claramente brincando, sua esposa reação de Veronica Lario ainda faz com que enviar uma carta aberta no jornal La Repubblica exigindo um pedido de desculpas público, que em seguida chegaria. Enquanto isso, Mara Carfagna dedica parte do seu tempo ao compromisso político, um compromisso que leva à serve como chefe do movimento mulheres Forza Itália na região da Campânia. Em 2006, é um candidato nas eleições e foi eleito para a Câmara dos deputados. No ano seguinte foi nomeado secretário da Comissão de assuntos constitucionais; Ele então tornou-se coordenador nacional das mulheres azuis, grupo feminino a força Itália. Na próxima eleição, em 2008, Mara Carfagna é apresentada em listas do povo da liberdade (Campânia 2) e foi eleito deputado pela segunda vez. Em maio de 2008 ela foi nomeada Ministro para a igualdade de oportunidades do gabinete de IV de Berlusconi. No mesmo ano, ele escreveu o livro "Estrela à direita", edição Aliberti. Nas eleições de 2010 foi eleita como um conselheiro regional na Campânia: o número de preferências individuais coletados (55695) fazê-la o maior número de votos da nação.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.