PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

Biografia de Hector Cuper

Mordida de cobra

16 de novembro de 1955
Hector Raul Cuper nasceu em 16 de novembro de 1955 Chabas, pequena cidade na província de Santa Fé, Argentina. Ele começou sua carreira como um excelente centro de volta (as crônicas do tempo trará de volta como um talentoso atleta tecnicamente), passando a maior parte de sua carreira nas fileiras do Velez Sarsfield, mas especialmente do Ferrocarril Oeste (1978-1989), formação liderada pelo lendário Carlos Timoteo Griguol. Com essa equipe, talvez pouco conhecida na Europa, mas de nobre tradição, Cuper foi premiado com o título de campeão continental em 1982 e 1984, chegando então ao Cesar Menotti nacional com quem teve a honra de competir em oito jogos competitivos. No final de sua carreira como um jogador profissional de futebol Cuper foi comprado de Huracán, equipe talvez sem brilho, mas que lhe permitiu a encerrar sua carreira com dignidade.
Por outro lado, essa experiência foi crucial, não fosse o fato de que as cores do Huracán eram para ele um trampolim para a carreira de treinador na próxima. Na verdade, Cuper manteve-se como treinador do clube a partir de 1993 a 1995, acumulando experiência suficiente para tentar o salto, subindo para Atletico Lanus. Com seus novos trabalhos de equipe por duas temporadas e ganhou o título de campeão em 1996 na Copa Conmebol, merecendo a atenção dos espanhóis de Maiorca, pressionando para tê-lo com eles. Hector Cuper decidiu enfrentar este desafio, assina o contrato e com a formação da ilha disputar dois campeonatos em La Liga, vencendo a SuperTaça de Espanha em 1998 e chegou à final da European Cup Winners Cup no ano seguinte (perdido para Lazio).
Em 1999, mudou-se para Valência, levando a equipe a segunda instrução consecutiva na Supertaça de Espanha duas vezes e alcançando o Champions League final e surgiu no entanto derrotado em ambos os casos (perdidos em 2000 contra o Real Madrid e Bayern de Munique, em 2001). O resto da evolução profissional do treinador duro e inflexível é bem conhecido por nós. Desembarcou na Itália com a difícil tarefa de restaurar as fortunas do Inter, empresas em crise há algum tempo, conseguimos um grau, obtendo bons resultados mistos saco mas nunca excitante.
O título lhe escapa à mão duas vezes. Na temporada 2001-02, a data de 5 de maio de 2002 é fatal: depois de uma grande liga aquela serra inter no comando, no último dia da equipe do Hector Cuper perde contra a Lazio terminar em terceiro mesmo (vencedor teria ganho o título da liga). No próximo ano começa com algum tipo de escândalo que vê o campeão Ronaldo deixou a equipe de Milão a favor do Real Madrid (explicar o campeão mundial brasileiro) para o mau relacionamento que ele tem com o treinador. No final da temporada o inter vai ficar em segundo lugar, atrás da Juventus, Marcello Lippi e eliminados pelos primos de Milão no prestigiado derby-Champions League semi-final. Após o Campeonato do enésimo desapontamento 2003-2004 começa, inter presidente Massimo Moratti decidiu substituí-lo por Alberto Zaccheroni.
A controvérsia sobre o trabalho de Hector Cuper eram muito aquecida e igualmente dividida, como sempre acontece nesses casos, entre os apoiantes (há quem iria querer dar-lhe outras oportunidades) e severos críticos. Cuper foi consolada com a maravilhosa família estabelecida por sua esposa e dois filhos. Ele voltou em seguida para Maiorca com que na temporada 2004-2005 Obtém uma salvação inicialmente inesperados; no ano seguinte a situação se agrava e em março de 2006 se demite. Na Itália, em março de 2008 para assumir a difícil situação de Parma, chamado para substituir o demitido Domenico Di Carlo: após alguns jogos, um dia após o término do campeonato, está dispensada.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

LINKS PATROCINADOS

ADDTHIS