PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

Biografia de Émilie du Châtelet

ADS

17 de dezembro de 1706
10 de setembro de 1749
Émilie du Châtelet, cujo nome completo é Gabrielle Émilie Le Tonnelier de Brereuil, Marquesa du Châtelet, nasceu em 17 de dezembro de 1706 em Paris, em uma família de classe social muito alta: seu pai é um homem realizado em alta estima na Court of King Louis XIV. Convidados a desenvolver interesses de pesquisa e linguística (em uma época quando estes privilégios destinam-se exclusivamente para os homens), ele estudou com seriedade sem ignorar as ocasiões sociais. Apresentado na corte, com a idade de dezesseis anos, ele estudou alemão, grego e latim, tendo interesse em dança, teatro e música. Em 12 de junho de 1725 casou com dezenove anos a 30 anos Marquês Florent-Claude du Chatelet: casamentos, razões mais do que sentimental, são motivados por razões políticas. Casamento, na verdade, dá origem a três filhos, mas entre esposa e marido (envolvidos em carreira militar) encontros são muito raros: Este é também porque Émilie du Châtelet assume relações extra-conjugais com o Marquês de Guébriant e com o Duc de Richelieu.
Seu romance mais importante, porém, é aquele com Voltaire. Eles se conheceram em 1733, o primeiro met dois no Castelo de Bretueil, pertencente à família dela, antes de se estabelecer em Cirey-sur-Blaise, no Castelo de Cirey, seguindo a queda em desgraça do filósofo, opôs-se pelo rei por causa de seus pensamentos a favor da liberdade do povo inglês. Émilie e Voltaire viveram num edifício possuído por Florent: a relação deles não é oculta, apesar da oposição pública.
Em 1737, o parisiense Marquesa publicar "elementos da filosofia de Newton", escritos com a colaboração de Voltaire: um trabalho que visa trazer o pensamento do cientista britânico ao público em geral. Depois de ser publicado, no início da década de 1940, "princípios da física", que expõe as teorias de Leibniz, Émilie du Châtelet decide trabalhar na tradução do latim para o francês de Isaac Newton Principia "Matemática", adicionando uma seção baseada sobre a evolução das teorias newtonianos por cientistas franceses. Em 1746 a mulher abandona Voltaire depois apaixonado ao poeta Saint-Lambert, dez anos seu junior: os dois ligam sentimentalmente apesar da pobre atração experimentada pelo poeta, agindo apenas para se vingar de Madame de Boufflers, sua antiga amante, culpado de abandoná-lo. A relação entre Émilie du Châtelet e seu novo amante, no entanto, tem um desfecho trágico: a mulher fica grávida aos 42 anos, uma idade muito avançada em que o tempo-para uma gravidez de risco.
Émilie dá à luz em setembro de 1749, mas a criança morreu logo após nascer. Nem o Châtelet morre logo após, seis dias longe dando nascimento, em 10 de fevereiro de 1749 em Lunéville, assistido os últimos momentos da vida de Saint-Lambert que de Voltaire, que sempre tinha sido próximo apesar da traição. Em 1959 é publicada a tradução da Marquesa de fluidos newtonianos "Principia matemática", através da intervenção de Voltaire, o devedor para com a mulher com quem ele tinha sentido semelhante do ponto de vista intelectual.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

ADD THIS