Biografia de Barbara D'Urso

Aprender a parte e colocá-lo na arte

7 de maio de 1957
Barbara D'urso nasceu em Nápoles, em 7 de maio de 1957. Estréia na tv só 20 anos TeleMilano levando gol, diariamente agendar, ao vivo, juntamente com Diego Abatantuono, Massimo Boldi e Teo Teocoli. Em 1979, leva a programa "combinação", transmitido pela BBC dois. Ela foi notada por Pippo Baudo em 1980 quer se juntar a ele no "Domingo". Também em 1980, vem a estréia como atriz: Luigi Perelli escolheu para o drama "casa vermelha" (Alida Valli), transmitido pela Raiuno.
No ano seguinte, estrelou a série de tv "crime na via Teulada"; também leva a três meses, "Cool", um diário espectáculo ao vivo no início da noite para Rai Uno. Em 1982 tem "forte fortíssimo", outra no início da noite ao vivo na Rai Uno. Um ano mais tarde, é voltar no vídeo como atriz no drama da Rai Uno "Skipper" seguido a produção francesa "O pária", estrelando com Charles Aznavour. Salvatore Nocita chamadas para a série de tv "day by day" (1985, transmitido pela rede 4).
Em seguida foi a vez de "Night of Champions" em Raiuno, enquanto na Odeon Tv leva "Amor X". Sua estreia no cinema veio em 1984 com "grama selvagem", dirigido por Franco Campigotto. Em 1986, ela estrelou em "Metropolitano de Blues" (Salvatore Piscicelli, com Marina Suma e Ida Di Benedetto). Em 1990 foi envolvido na "Vogliamoci muito bem", por Francesco Salvi. O 1995 vê Barbara D'Urso protagonista no cinema ao lado de Renato Pozzetto, no filme "Quit"; É co-estrela em seguida em "Romanzo di un giovane povero" por Ettore Scola. Sempre na tela grande em 1999 é o protagonista do drama de Nicola De Rinaldo intitulado "Il manoscritto di Van Hecken"; Junte-se então o filme "idiota", de todos os homens, quando banda entre do JUNJI as obras mais importantes no teatro desse período incluem "encontro de amor" (1993, dirigido por Pino Passalacqua).
Na televisão em 1995, é a anfitriã da "Agência" (su Rete 4) e, em seguida, na temporada seguinte Barbara D'urso é Michele Guardian escolha para levar ao lado de Tiberio Timperi "família", na Rai Due. Em 1997, é a estrela da série televisiva de sucesso "Dottoressa Giò", transmitido no canal 5. No ano seguinte, Barbara está novamente trabalhando em 4 a NET como atriz na sequela "Dottoressa Giò 2", mas também como apresentador do "Festival da canção napolitana". Em 1999, participa na ficção de Rai Uno "Meninas espanholas Espanha". Em co-estrela do 2000, recitando um inusitado (pelo menos na tv) papel dramático em "Donne di da máfia" em Raidue. Em 2001 ainda interpreta um papel dramático em "Uma mulher inconveniente", transmitido pela BBC dois. No ano seguinte, estrelou a sitcom "John" do canal 5, ao lado de Marco Columbro; Ele também participou da série "Lo zio d'america", estrelado por Christian De Sica. Entre 1999 e 2001, está empenhada em teatro, estrelando ao lado de Enrico Montesano, no musical "... E felizmente há Mary ", di Pietro Garinei.
No verão de 2002 interpretado "Lisístrata", dirigida por Walter M.a.. Em 2003 leva a terceira edição da série de realidade da sorte 5 channel "big brother". Volta ao cinema com o filme "Direito de assassinato" (dirigido por Diego Febbraro) enquanto na tv diz no set de "Orgulho" (Rai Uno) e "Rocco" (canal 5). O são confiadas a successivie (4ª e 5ª) edição do "big brother". Em 2005, leva uma nova realidade, "a fazenda". Naquela época, a ficção como a estrela de "da manhã me" (dirigido por Rossella Izzo, com Stefania Sandrelli, Ricky Tognazzi, Arnaldo UFO é). Em setembro de 2006 canal 5 para pista Prime, o show "Reality Circus". Em março de 2007 está dirigindo "um, dois, três, estável". Volta ao teatro em 2007 com a comédia "oval", dirigido por Gino Landi, com John Chapman e Ray Cooney. Em 2008, juntamente com o jornalista Claudio Bangera, leva o programa diário "Mattinocinque". Em 2009 ele partirá pela manhã tira para chumbo naquela tarde "Pomeriggio Cinque".
Também é apresentador do "Lo show dei record," programa de tv dedicado para o livro Guinness dos recordes. Em 2009, a caixa de domingo é confiada com o "domingo cinco" com um grande elenco. Vida de amor de Barbara D'Urso saltou para as honras das colunas de fofoca, várias vezes ao longo dos anos. Ele teve um caso com a cantora Memo Remigi (19 anos mais velho), flertar com Miguel Bosé e Vasco Rossi (que dedicaria algumas canções, incluindo "Boa" e "Chris"). Na 80 dos anos sabe o Basilio empresário e escritor, de quem teve dois filhos, Julian e Emanuele: o casal vai separar em 1993. Em 2000, seu companheiro é o coreógrafo Lynne Cameron (de 12 anos mais jovem): os dois estão Unidos no casamento, em 2002, para depois se separar em 2006. Em 2008, ele tem um relacionamento com o ex-jogador de futebol (e ex-marido de Simona Ventura) Stefano Bettarini. Entre os planos para o futuro é para estrelar o musical "Mamma mia", no papel principal que o grande ecrã foi Meryl Streep.
Artigo aportado pela equipe de colaboradores.