PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

NEEMIAS 12-13 | Tesouros da Palavra de Deus: semana de 22-28 de fevereiro

NEEMIAS 12-13 | TESOUROS DA PALAVRA DE DEUS: SEMANA DE 22-28 DE FEVEREIRO

NOSSA VIDA E MINISTÉRIO CRISTÃO — TEXTOS BÍBLICOS E REFERÊNCIAS
LER E OUVIR A BÍBLIA ON-LINE NO JW.ORG:



TESOUROS DA PALAVRA DE DEUS | NEEMIAS 12-13


“O QUE APRENDEMOS DE NEEMIAS”: (10 MIN)


Neemias defendeu a adoração verdadeira com zelo

Ne 13:4-9, 15-21, 23-27
o O sumo sacerdote Eliasibe foi influenciado por Tobias, que não servia a Jeová e era opositor.
o Eliasibe colocou à disposição de Tobias um depósito no templo.
o Neemias jogou todos os móveis de Tobias para fora do depósito, purificou o local e fez com que ele voltasse a ser usado da maneira correta.
o Neemias continuou a eliminar as más influências de Jerusalém.

Ne 13:4-9 — Evite más companhias (w13 15/8 4 §§ 5-8)


Neemias 13:4-9 Tradução do Novo Mundo
4 Antes disso, o sacerdote encarregado dos depósitos da casa do nosso Deus era Eliasibe, parente de Tobias. 5 Ele havia colocado à disposição de Tobias um grande depósito no lugar onde antes se costumava guardar a oferta de cereais, o olíbano, os utensílios, o décimo dos cereais, do vinho novo e do azeite, que de direito cabe aos levitas, aos cantores e aos porteiros, bem como a contribuição para os sacerdotes.
6 Durante todo esse tempo eu não estava em Jerusalém, pois eu tinha voltado ao rei no trigésimo segundo ano de Artaxerxes, rei de Babilônia. Algum tempo depois pedi ao rei para me ausentar. 7 Cheguei então a Jerusalém e vi o terrível mal que Eliasibe tinha feito. Ele tinha beneficiado Tobias, cedendo-lhe um depósito no pátio da casa do verdadeiro Deus. 8 Fiquei muito indignado com aquilo, e por isso joguei todos os móveis de Tobias para fora do depósito. 9 Depois dei ordem para que purificassem os depósitos, e pus de volta ali os utensílios da casa do verdadeiro Deus, com a oferta de cereais e o olíbano.
Vocês foram santificados
5, 6. Quem eram Eliasibe e Tobias, e por que talvez Eliasibe se associasse com Tobias?
5 Leia Neemias 13:4-9. Estamos cercados de influências impuras, de modo que não é fácil permanecermos santos. Veja o caso de Eliasibe e Tobias. Eliasibe era o sumo sacerdote e Tobias um amonita que provavelmente era um oficial subalterno na administração persa da Judeia. Tobias e seus associados haviam combatido os esforços de Neemias de reconstruir as muralhas de Jerusalém. (Nee. 2:10) Os amonitas não tinham permissão de entrar nas áreas do templo. (Deut. 23:3) Assim, por que o sumo sacerdote permitiria que um homem como Tobias ocupasse um dos refeitórios do templo?
6 Tobias havia se tornado um companheiro achegado de Eliasibe. Tobias e seu filho Jeoanã haviam se casado com mulheres judias, e muitos judeus falavam bem de Tobias. (Nee. 6:17-19) Um dos netos de Eliasibe era casado com a filha de Sambalá, governante de Samaria, que era um dos companheiros mais achegados de Tobias. (Nee. 13:28) Esses laços talvez expliquem por que o Sumo Sacerdote Eliasibe permitiu que um descrente e opositor o influenciasse. Mas Neemias mostrou lealdade a Jeová por jogar toda a mobília de Tobias para fora do refeitório.
7. Como os anciãos e outros evitam manchar sua posição santificada perante Jeová?
7 Como povo dedicado a Deus, nossa lealdade a Jeová deve sempre vir em primeiro lugar. A menos que nos apeguemos aos padrões justos de Jeová, não permaneceremos santificados perante ele. Não devemos permitir que laços familiares se sobreponham a princípios bíblicos. Os anciãos cristãos são guiados pelo modo de pensar de Jeová, não por seus próprios conceitos ou sentimentos. (1 Tim. 5:21) Eles tomam muito cuidado para não fazer nada que possa comprometer sua posição perante Deus. — 1 Tim. 2:8.
8. O que todos os servos dedicados de Jeová devem ter em mente com relação a suas amizades?
8 Faremos bem em nos lembrar de que “más associações estragam hábitos úteis”. (1 Cor. 15:33) Alguns de nossos parentes talvez não sejam uma influência positiva na nossa vida. Eliasibe deu um bom exemplo ao povo dando total apoio a Neemias na reconstrução das muralhas de Jerusalém. (Nee. 3:1) Com o tempo, porém, a má influência de Tobias e de outros pelo visto levou Eliasibe a fazer coisas que o aviltaram perante Jeová. Boas companhias nos incentivam a nos dedicar a úteis atividades cristãs, como ler a Bíblia, assistir às reuniões cristãs e participar no serviço de campo. Familiares que nos influenciam a fazer o que é correto são em especial amados e apreciados.

Ne 13:15-21 — Dê prioridade às coisas espirituais (w13 15/8 5-6 §§ 13-15)


Neemias 13:15-21 Tradução do Novo Mundo
15 Naqueles dias vi em Judá pessoas pisando lagares de vinho no sábado, recolhendo montes de cereais e carregando o cereal em jumentos. Eles traziam vinho, uvas, figos e todo tipo de cargas a Jerusalém no dia de sábado. Eu os adverti para que não vendessem provisões naquele dia. 16 E os tírios que moravam na cidade traziam peixe e todo tipo de mercadoria e os vendiam ao povo de Judá em Jerusalém no sábado. 17 Então repreendi os nobres de Judá, dizendo: “Que mal é esse que vocês estão fazendo, profanando o dia de sábado? 18 Não foi isso que os seus antepassados fizeram, de modo que o nosso Deus trouxe toda esta calamidade sobre nós e sobre esta cidade? Agora vocês estão aumentando ainda mais a ira ardente contra Israel, profanando o sábado.”
19 Portanto, assim que as sombras começaram a cobrir os portões de Jerusalém antes do sábado, eu ordenei que as portas fossem fechadas. Também disse que não as abrissem até depois do sábado, e coloquei alguns dos meus próprios ajudantes junto aos portões para que nenhuma carga fosse trazida para dentro no dia de sábado. 20 Por isso, os comerciantes e os vendedores de todo tipo de mercadoria passaram a noite fora de Jerusalém uma ou duas vezes. 21 Então eu os adverti, dizendo: “Por que vocês estão passando a noite junto à muralha? Se fizerem isso de novo, eu os removerei à força.” Daquele tempo em diante eles não vieram mais no sábado.
Vocês foram santificados
13. De que modo alguns judeus não estavam respeitando o sábado?
13 Leia Neemias 13:15-21. Se nos preocuparmos demais com coisas materiais, poderemos aos poucos perder nossa espiritualidade. De acordo com Êxodo 31:13, o sábado semanal servia para lembrar aos israelitas que eles eram um povo santificado. Esse dia devia ser reservado para adorar em família, orar e meditar na Lei de Deus. Mas para alguns dos contemporâneos de Neemias o sábado havia se tornado apenas mais um dia — um dia como outro qualquer. A adoração havia sido relegada ao segundo plano. Vendo o que acontecia, Neemias ordenava o fechamento dos portões da cidade ao anoitecer do sexto dia, mandando embora os mercadores estrangeiros antes que começasse o sábado.
14, 15. (a) O que pode acontecer conosco se não limitarmos nossos interesses comerciais? (b) Como podemos entrar no descanso de Deus?
14 O que podemos aprender do exemplo de Neemias? Uma lição é que devemos limitar nossos interesses comerciais. Caso contrário, podemos facilmente perder o foco — ou até mesmo ficar com o coração dividido —, em especial se gostamos de nosso serviço secular. Lembre-se do alerta de Jesus sobre ser escravo de dois amos. (Leia Mateus 6:24.) Neemias tinha recursos financeiros, mas como ele usou seu tempo em Jerusalém? (Nee. 5:14-18) Em vez de procurar estabelecer laços comerciais com os tírios ou outros, ele se dedicou a ajudar seus irmãos e a fazer coisas que contribuíam para a santificação do nome de Jeová. Assim também hoje, os anciãos e servos ministeriais se concentram em fazer coisas em benefício da congregação, e seus companheiros de adoração os amam por causa dessa atitude. Isso resulta em amor, paz e segurança entre o povo de Deus. — Eze. 34:25, 28.
15 Embora não se exija dos cristãos que guardem um sábado semanal, Paulo nos diz que “resta um descanso sabático para o povo de Deus”. Ele acrescenta: “O homem que entrou no descanso de Deus descansou também das suas próprias obras, assim como Deus das suas.” (Heb. 4:9, 10) Como cristãos, podemos entrar no descanso de Deus por trabalharmos obedientemente em harmonia com o seu propósito progressivo. Será que você e seus familiares estão dando prioridade à adoração em família, à assistência às reuniões e ao ministério de campo? Pode ser que tenhamos de ser firmes com nosso empregador ou aqueles com quem temos tratos comerciais, em especial se eles não respeitam nossas prioridades teocráticas. Na prática, talvez seja necessário ‘fechar os portões da cidade e mandar embora os tírios’, por assim dizer, a fim de dar prioridade e devida atenção às coisas sagradas. Visto que fomos santificados, é bom nos perguntar: ‘Será que meu modo de viver demonstra que fui colocado à parte para o serviço de Jeová?’ — Mat. 6:33.

Ne 13:23-27 — Preserve sua identidade cristã (w13 15/8 6-7 §§ 16-18)


Neemias 13:23-27 Tradução do Novo Mundo
23 Naqueles dias também vi judeus que tinham se casado com mulheres asdoditas, amonitas e moabitas. 24 Metade dos seus filhos falava asdodita e outras línguas estrangeiras, mas nenhum deles sabia falar o idioma dos judeus. 25 Então eu os repreendi e amaldiçoei, golpeei alguns deles e arranquei seus cabelos, e os fiz jurar em nome de Deus, e disse: “Vocês não devem dar as suas filhas aos filhos deles, nem devem aceitar nenhuma das filhas deles para os seus filhos ou para si mesmos. 26 Não foi por causa delas que Salomão, rei de Israel, pecou? Entre as muitas nações não havia rei igual a ele; e ele era amado pelo seu Deus, de modo que Deus o fez rei sobre todo o Israel. Mas até mesmo ele pecou por causa das esposas estrangeiras. 27 Como é que vocês puderam cometer essa terrível maldade, agindo de modo infiel contra o nosso Deus por se casar com mulheres estrangeiras?”
Vocês foram santificados
16. Como a própria identidade de Israel como povo santificado estava ameaçada nos dias de Neemias?
16 Leia Neemias 13:23-27. Nos dias de Neemias, muitos homens israelitas se casavam com mulheres estrangeiras. Durante sua primeira visita a Jerusalém, Neemias providenciou que todos os anciãos assinassem um acordo em que os israelitas se comprometiam a não se casar com mulheres pagãs. (Nee. 9:38; 10:30) Anos mais tarde, porém, ele descobriu que homens judeus não só haviam se casado com mulheres estrangeiras, mas também estavam prestes a perder sua própria identidade como povo santificado de Deus. Os filhos dessas mulheres estrangeiras não sabiam ler nem falar em hebraico. Quando crescessem, será que se identificariam como israelitas? Ou se considerariam asdoditas, amonitas ou moabitas? Sem saber hebraico, será que conseguiriam entender a Lei de Deus? Como poderiam conhecer a Jeová e decidir servir a ele em vez de aos deuses falsos que suas mães adoravam? Era necessário uma ação rápida e decisiva, e Neemias fez isso. — Nee. 13:28.
17. Como os pais podem ajudar seus filhos a ter uma relação pessoal com Jeová?
17 Hoje precisamos agir com determinação para ajudar nossos filhos a adquirir uma identidade cristã. Pais, perguntem-se: ‘Meus filhos falam bem a “língua pura” da verdade bíblica? (Sof. 3:9) As conversas deles refletem a influência do espírito de Deus ou do espírito do mundo?’ Não se desanime logo caso note que há margem para melhora. Leva tempo para aprender um idioma, em especial se estamos cercados de coisas que podem nos distrair. Seus filhos enfrentam enormes pressões para transigir. Portanto, use pacientemente as sessões da Adoração em Família e outras oportunidades para ajudá-los a desenvolver uma relação achegada com Jeová. (Deu. 6:6-9) Destaque os benefícios de ser diferente do mundo de Satanás. (João 17:15-17) E esforce-se para tocar o coração dos filhos.
18. Como os pais, melhor do que ninguém, podem preparar os filhos para fazer uma dedicação a Jeová?
18 Por fim, cada filho tomará sua própria decisão quanto a servir a Deus. Mas há muito que os pais podem fazer. Isso inclui dar bom exemplo, especificar limites claros e considerar com os filhos as consequências de suas decisões. Pais, vocês, melhor do que ninguém, podem preparar seus filhos para fazer uma dedicação a Jeová. Eles precisam de sua ajuda para adquirir e preservar sua identidade cristã. Naturalmente, todos nós precisamos estar alertas para não perder nossas simbólicas “roupas exteriores” — as qualidades e normas que nos identificam como seguidores de Cristo. — Rev. 3:4, 5; 16:15.

ENCONTRE JOIAS ESPIRITUAIS: (8 MIN)


Ne 12:31 — Que efeito os dois coros de agradecimento talvez tenham produzido? (it-3 47 § 4)


Neemias 12:31 Tradução do Novo Mundo
31 Então fiz os príncipes de Judá subir ao alto da muralha. Além disso, organizei dois grandes coros de agradecimento e dois grupos de pessoas para segui-los. Um foi para a direita, pelo alto da muralha, em direção ao Portão dos Montes de Cinzas.
Música
Grande parte do canto em grupo, em Israel, parece ter sido antifônico, quer por dois meios-coros se alternarem em cantar linhas paralelas, quer por um solista e um coro de responso se alternarem. Nas Escrituras, isto parece ser chamado de ‘responder’. (Êx 15:21; 1Sa 18:6, 7) Este tipo de canto é indicado pelo próprio estilo em que alguns dos salmos foram escritos, tais como o Salmo 136. A descrição dos dois grandes coros de agradecimento, no tempo de Neemias, e da sua participação na inauguração da muralha de Jerusalém, indica que cantavam neste estilo. — Ne 12:31, 38, 40-42; veja CÂNTICO.

Ne 13:31b — O que Neemias estava pedindo a Jeová? (w11 1/2 14 §§ 3-5)


Neemias 13:31 Tradução do Novo Mundo
31 também tomei providências quanto ao suprimento de lenha nas épocas determinadas e quanto aos primeiros frutos maduros.
Lembra-te de mim com favor, ó meu Deus.
‘Lembra-te de mim, ó meu Deus, para o bem’
Neemias orou: “Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” Será que ele estava com medo de que as suas boas obras passassem despercebidas a Deus ou que Deus se esquecesse dele? Não. Sem dúvida, Neemias sabia o que outros escritores bíblicos haviam dito sobre o profundo interesse de Jeová em seus adoradores fiéis e em suas boas ações. (Êxodo 32:32, 33; Salmo 56:8) Então, o que ele estava pedindo a Deus? Uma obra de referência observa que o termo hebraico traduzido “lembra-te” indica “a afeição mental e a ação que acompanha a lembrança”. Com plena fé no poder da oração, Neemias estava pedindo a Deus que se lembrasse dele com afeição e que o abençoasse. — Neemias 2:4.
Será que Jeová respondeu à oração de Neemias pedindo para ser lembrado? De certa forma sim. Só o fato de Jeová ter achado apropriado registrar permanentemente a oração de Neemias, tornando-a parte das Escrituras, prova que ele se lembrou de Neemias com afeição. Mas o “Ouvinte de oração” fará ainda mais para atender o pedido sincero de Neemias. — Salmo 65:2.
Deus também vai recompensar Neemias por tudo o que ele fez de bom a favor da adoração pura. (Hebreus 11:6) No vindouro novo mundo justo que Jeová prometeu, ele abençoará Neemias por ressuscitá-lo dos mortos. (2 Pedro 3:13; Revelação [Apocalipse] 21:3, 4) Ali, tendo a perspectiva de viver para sempre num paraíso na Terra, Neemias verá que Jeová realmente se lembrou dele para o bem.

O que a leitura da semana me ensinou sobre Jeová?


Que pontos da leitura posso usar no ministério


NEEMIAS 12-13 | SUGESTÕES PARA SEUS COMENTÁRIOS PESSOAIS


(NEEMIAS 12:11)

“E o próprio Joiada tornou-se pai de Jonatã, e o próprio Jonatã tornou-se pai de Jadua.”

*** it-2 p. 568 Joanã ***
7. Neto de Eliasibe, sumo sacerdote contemporâneo de Neemias. Ser ele chamado Jonatã em Neemias 12:11 se deve provavelmente a um erro de escriba, visto que os nomes “Joanã” e “Jonatã” são bem similares em hebraico. Joanã é mencionado em Neemias 12:22, 23, e numa carta encontrada entre os Papiros de Elefantina, em que é chamado de sumo sacerdote. — Jewish Antiquities (Antiguidades Judaicas), de F. Josefo, XI, 297 (vii, 1).

*** it-2 p. 593 Jonatã ***
12. Filho de Joiada e neto do sumo sacerdote Eliasibe. (Ne 12:10, 11) Pensa-se que o versículo 11 , na realidade, deveria rezar “Joanã” em vez de “Jonatã”, visto que Neemias 12:22, 23 se refere a Joanã como “filho de Eliasibe”, e “filho” pode significar “neto”. — Veja JOANÃ N.° 7.

(NEEMIAS 12:22)

“Os levitas nos dias de Eliasibe, Joiada e Joanã, e Jadua, estavam inscritos como cabeças de casas paternas, também os sacerdotes, até o reinado de Dario, o persa.”

*** it-1 p. 663 Dario ***
3. Neemias 12:22 menciona o registro dos cabeças de casas paternas levitas “nos dias de Eliasibe, Joiada e Joanã, e Jadua . . . até o reinado de Dario, o persa”. Visto que Eliasibe era sumo sacerdote na época do retorno de Neemias a Jerusalém (Ne 3:1), e visto que, por ocasião da segunda visita de Neemias a esta cidade (após o 32.° ano de Artaxerxes [443 AEC]), Joiada tinha um filho casado (Ne 13:28), é provável que o “Dario” mencionado fosse Dario Oco (também chamado Noto), que governou de 423 a 405 AEC.
Uma carta encontrada entre os Papiros Elefantinos, reconhecida como datando dos últimos anos do quinto século AEC, refere-se a “Joanã” como sumo sacerdote em Jerusalém naquela época.

*** it-1 p. 780 Egito, egípcio ***
Assim, havia uma colônia judaica em Elefantina (a Yeb egípcia), uma ilha situada no Nilo, perto de Assuã, a uns 690 km ao S do Cairo. Uma valiosa descoberta de papiros revela as condições prevalecentes ali durante o quinto século AEC, por volta do tempo em que Esdras e Neemias estavam ativos em Jerusalém. Estes documentos, em aramaico, contêm o nome de Sambalá, de Samaria (Ne 4:1, 2), e de Joanã, o sumo sacerdote. (Ne 12:22)

(NEEMIAS 12:31)

“Então fiz subir os príncipes de Judá à muralha. Outrossim, constituí dois grandes coros de agradecimento e cortejos, [e um seguia] pela direita sobre a muralha junto ao Portão dos Montes de Cinzas.”

*** it-2 p. 48 Esterco ***
Um dos portões de Jerusalém era o “Portão dos Montes de Cinzas”, usualmente chamado de “Portão do Esterco”. (Ne 2:13; 3:13, 14; 12:31) Ficava a uns mil côvados (445 m) ao L do Portão do Vale, e, portanto, ao S do monte Sião. Este portão era provavelmente chamado assim por causa do lixo acumulado no vale de Hinom, situado abaixo dele e para o qual dava acesso; o lixo da cidade possivelmente era levado para fora dela através deste portão.

(NEEMIAS 12:37)

“E junto ao Portão da Fonte e diretamente adiante deles subiram pela Escadaria da Cidade de Davi, pela subida da muralha acima da Casa de Davi e até o Portão das Águas no leste.”

*** it-1 p. 669 Davi, Cidade de ***
Dos textos acima é evidente que, embora a área de Jerusalém se expandisse no decorrer do tempo, a Cidade de Davi continuou a ser um setor separado. Isto perdurou mesmo depois do retorno do exílio babilônico, mencionando-se certos aspectos da cidade em conexão com as turmas do conserto das muralhas da cidade. (Ne 3:15, 16) A “Escadaria da Cidade de Davi” evidentemente levava da extremidade sul da cidade para baixo. (Ne 12:37) Escavações feitas ali revelaram partes de tal escadaria, e um lance de degraus cortados toscamente na rocha neste ponto desce morro abaixo.

(NEEMIAS 12:38)

“E o outro coro de agradecimento seguia adiante, e eu atrás dele, também metade do povo, sobre a muralha acima da Torre dos Fornos e adiante até a Muralha Larga,”

*** it-1 p. 580 Cozer (assar), padeiro ***
Anos mais tarde, quando as muralhas de Jerusalém foram restauradas sob a supervisão de Neemias, também foi consertada a “Torre dos Fornos”. (Ne 3:11; 12:38) É incerto exatamente como esta torre veio a ser chamada assim, mas é possível que recebesse este nome incomum porque se encontravam ali os fornos dos padeiros comerciais.

*** it-2 p. 156 Forno ***
“A Torre dos Fornos”, em Jerusalém, foi reparada sob a direção de Neemias, durante a restauração das muralhas da cidade. (Ne 3:11; 12:38) A origem deste nome é incerta, mas foi sugerido que a torre foi chamada assim porque padeiros comerciais tinham seus fornos na vizinhança dela.

(NEEMIAS 13:1)

“Naquele dia houve uma leitura do livro de Moisés aos ouvidos do povo; e achava-se escrito nele que os amonitas e os moabitas não deviam entrar na congregação do [verdadeiro] Deus, por tempo indefinido,”

*** it-1 p. 114 Amonitas ***
Casamentos Com Israelitas. Depois da volta dos judeus do exílio (537 AEC), um amonita chamado Tobias teve papel destacado no empenho de obstruir a reconstrução dos muros de Jerusalém. (Ne 4:3, 7, 8) No entanto, mais tarde, teve a audácia de utilizar um refeitório nas dependências do templo, até que Neemias, indignado, lançou fora a mobília dele. (Ne 13:4-8; veja TOBIAS N.° 2.) Muitos dos exilados judeus que retornaram também haviam tomado esposas dentre os amonitas e os de outras origens estrangeiras, e foram severamente censurados por isso, resultando numa despedida geral de tais esposas. — Esd 9:1, 2; 10:10-19, 44; Ne 13:23-27.
Depois de Tobias ser expulso da área do templo, a lei de Deus, em Deuteronômio 23:3-6, proibindo a entrada de amonitas e de moabitas na congregação de Israel, foi lida e aplicada. (Ne 13:1-3) Esta restrição, imposta cerca de 1.000 anos antes, devido à recusa dos amonitas e dos moabitas de socorrer os israelitas quando estes se acercavam da Terra da Promessa, é geralmente compreendida como significando que tais raças não podiam obter pleno direito legal como membros da nação de Israel, com todos os direitos e privilégios concomitantes que envolviam essa condição de membro. Não significava, necessariamente, que pessoas dentre os amonitas e dentre os moabitas não pudessem associar-se com os israelitas, ou morar entre eles, e, desta forma, beneficiar-se das bênçãos divinas sobre o povo de Deus, e isto é evidente da inclusão de Zeleque, já mencionado, entre os principais guerreiros de Davi, bem como do registro a respeito de Rute, a moabita. — Ru 1:4, 16-18.
Quanto a este último caso, o casamento de Rute com Boaz mostra que as mulheres dentre tais nações, ao se voltarem para a adoração do verdadeiro Deus, podiam ser aceitáveis para o casamento com varões judeus. Visto que os termos “amonita” e “moabita” no texto hebraico de Deuteronômio 23:3-6 se acham no gênero masculino, a Míxena judaica (Yevamot 8:3) argumenta que só os varões amonitas e moabitas foram excluídos de Israel. Todavia, a insistência de Esdras para que os homens judeus despedissem suas esposas estrangeiras, e a atitude similar de Neemias, já mencionada antes, indicam que a admissão de mulheres amonitas e moabitas na associação com Israel dependia de elas aceitarem a adoração verdadeira.

(NEEMIAS 13:4)

“Ora, antes disso, Eliasibe, o sacerdote encarregado dum refeitório da casa de nosso Deus, era parente de Tobias;”

*** w13 15/8 p. 4 pars. 5-6 Vocês foram santificados ***
5 Leia Neemias 13:4-9. Estamos cercados de influências impuras, de modo que não é fácil permanecermos santos. Veja o caso de Eliasibe e Tobias. Eliasibe era o sumo sacerdote e Tobias um amonita que provavelmente era um oficial subalterno na administração persa da Judeia. Tobias e seus associados haviam combatido os esforços de Neemias de reconstruir as muralhas de Jerusalém. (Nee. 2:10) Os amonitas não tinham permissão de entrar nas áreas do templo. (Deut. 23:3) Assim, por que o sumo sacerdote permitiria que um homem como Tobias ocupasse um dos refeitórios do templo?
6 Tobias havia se tornado um companheiro achegado de Eliasibe. Tobias e seu filho Jeoanã haviam se casado com mulheres judias, e muitos judeus falavam bem de Tobias. (Nee. 6:17-19) Um dos netos de Eliasibe era casado com a filha de Sambalá, governante de Samaria, que era um dos companheiros mais achegados de Tobias. (Nee. 13:28) Esses laços talvez expliquem por que o Sumo Sacerdote Eliasibe permitiu que um descrente e opositor o influenciasse.

*** w13 15/8 p. 4 par. 8 Vocês foram santificados ***
8 Faremos bem em nos lembrar de que “más associações estragam hábitos úteis”. (1 Cor. 15:33) Alguns de nossos parentes talvez não sejam uma influência positiva na nossa vida. Eliasibe deu um bom exemplo ao povo dando total apoio a Neemias na reconstrução das muralhas de Jerusalém. (Nee. 3:1) Com o tempo, porém, a má influência de Tobias e de outros pelo visto levou Eliasibe a fazer coisas que o aviltaram perante Jeová.

(NEEMIAS 13:5)

“e passara a fazer para ele um amplo refeitório onde antes se pusera regularmente a oferta de cereais, o olíbano e os utensílios, bem como o décimo dos cereais, do vinho novo e do azeite, que de direito cabe aos levitas, e aos cantores, e aos porteiros, bem como a contribuição para os sacerdotes.”

*** w13 15/8 p. 4 pars. 5-6 Vocês foram santificados ***
5 Leia Neemias 13:4-9. Estamos cercados de influências impuras, de modo que não é fácil permanecermos santos. Veja o caso de Eliasibe e Tobias. Eliasibe era o sumo sacerdote e Tobias um amonita que provavelmente era um oficial subalterno na administração persa da Judeia. Tobias e seus associados haviam combatido os esforços de Neemias de reconstruir as muralhas de Jerusalém. (Nee. 2:10) Os amonitas não tinham permissão de entrar nas áreas do templo. (Deut. 23:3) Assim, por que o sumo sacerdote permitiria que um homem como Tobias ocupasse um dos refeitórios do templo?
6 Tobias havia se tornado um companheiro achegado de Eliasibe. Tobias e seu filho Jeoanã haviam se casado com mulheres judias, e muitos judeus falavam bem de Tobias. (Nee. 6:17-19) Um dos netos de Eliasibe era casado com a filha de Sambalá, governante de Samaria, que era um dos companheiros mais achegados de Tobias. (Nee. 13:28) Esses laços talvez expliquem por que o Sumo Sacerdote Eliasibe permitiu que um descrente e opositor o influenciasse.

*** w13 15/8 p. 4 par. 8 Vocês foram santificados ***
8 Faremos bem em nos lembrar de que “más associações estragam hábitos úteis”. (1 Cor. 15:33) Alguns de nossos parentes talvez não sejam uma influência positiva na nossa vida. Eliasibe deu um bom exemplo ao povo dando total apoio a Neemias na reconstrução das muralhas de Jerusalém. (Nee. 3:1) Com o tempo, porém, a má influência de Tobias e de outros pelo visto levou Eliasibe a fazer coisas que o aviltaram perante Jeová.

(NEEMIAS 13:6)

“E durante todo este [tempo] aconteceu que eu não estava em Jerusalém, pois no trigésimo segundo ano de Artaxerxes, rei de Babilônia, cheguei ao rei e algum tempo depois pedi licença ao rei.”

*** w06 1/2 p. 11 Destaques do livro de Neemias ***
13:6, nota — Quanto tempo Neemias se ausentou de Jerusalém? A Bíblia diz apenas que, “algum tempo depois” ou “no fim de dias”, Neemias pediu para se ausentar do rei a fim de voltar a Jerusalém. Portanto, é impossível determinar quanto tempo ele ficou ausente. Ao chegar em Jerusalém, Neemias descobriu que o sacerdócio não estava sendo apoiado, nem a lei do sábado estava sendo cumprida. Muitos haviam tomado esposas estrangeiras, e sua descendência não falava o idioma dos judeus. Pela situação crítica, Neemias deve ter ficado ausente um bom tempo.

*** si p. 173 par. 3 Livro bíblico número 39 — Malaquias ***
Contudo, fala-se muito dos abusos por parte do sacerdócio, ligando Malaquias com a situação existente quando Neemias veio pela segunda vez a Jerusalém, depois de Artaxerxes chamá-lo de volta a Babilônia em 443 AEC, o 32.° ano do reinado do rei. (Mal. 2:1; Nee. 13:6)

*** it-1 p. 217 Artaxerxes ***
Neemias 13:6 refere-se ao “trigésimo segundo ano de Artaxerxes”, isto é, a 443 AEC, quando Neemias retornou por um tempo à corte deste rei.

(NEEMIAS 13:11)

“E comecei a ralhar com os delegados governantes e a dizer: “Por que se negligenciou a casa do [verdadeiro] Deus?” Portanto, reuni-os e coloquei-os nos seus postos.”

*** w13 15/8 pp. 4-5 par. 9 Vocês foram santificados ***
9 Leia Neemias 13:10-13. Pelo visto, as contribuições para o templo haviam praticamente cessado quando Neemias voltou para Jerusalém. Sem esse apoio, os levitas abandonavam suas designações e iam trabalhar nos seus campos. Neemias culpou os delegados governantes por essa situação. Aparentemente, eles não estavam cuidando de seus deveres. Talvez não estivessem recolhendo os dízimos do povo, ou não os estavam enviando ao templo, como sua designação exigia. (Nee. 12:44)

(NEEMIAS 13:22)

“E prossegui, dizendo aos levitas que se purificassem regularmente e que entrassem, montando guarda nos portões para santificar o dia de sábado. Lembra-te também disso a meu favor, ó meu Deus, e tem dó de mim segundo a abundância da tua benevolência.”

*** w96 15/9 p. 16 par. 2 Que Jeová leve em conta o bem que faz ***
2 Um homem que se saiu bem perante Deus foi Neemias, copeiro do rei persa, Artaxerxes (Longímano). (Neemias 2:1) Neemias tornou-se governador dos judeus e reconstruiu a muralha de Jerusalém apesar de adversários e de perigos. Com zelo pela adoração verdadeira, fez vigorar a Lei de Deus e preocupou-se com os oprimidos. (Neemias 5:14-19) Neemias instou com os levitas para que se purificassem regularmente, guardassem os portões e santificassem o dia do sábado. Por isso podia orar: “Lembra-te também disso a meu favor, ó meu Deus, e tem dó de mim segundo a abundância da tua benevolência.” Neemias concluiu também de forma apropriada seu livro divinamente inspirado com a súplica: “Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” — Neemias 13:22, 31.

*** w96 15/9 p. 16 Que Jeová leve em conta o bem que faz ***
“Lembra-te . . . disso a meu favor, ó meu Deus . . . Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” — NEEMIAS 13:22, 31.

(NEEMIAS 13:23)

“Vi também naqueles dias os judeus que tinham dado morada a esposas asdoditas, amonitas [e] moabitas.”

*** it-1 p. 114 Amonitas ***
Casamentos Com Israelitas. Depois da volta dos judeus do exílio (537 AEC), um amonita chamado Tobias teve papel destacado no empenho de obstruir a reconstrução dos muros de Jerusalém. (Ne 4:3, 7, 8) No entanto, mais tarde, teve a audácia de utilizar um refeitório nas dependências do templo, até que Neemias, indignado, lançou fora a mobília dele. (Ne 13:4-8; veja TOBIAS N.° 2.) Muitos dos exilados judeus que retornaram também haviam tomado esposas dentre os amonitas e os de outras origens estrangeiras, e foram severamente censurados por isso, resultando numa despedida geral de tais esposas. — Esd 9:1, 2; 10:10-19, 44; Ne 13:23-27.
Depois de Tobias ser expulso da área do templo, a lei de Deus, em Deuteronômio 23:3-6, proibindo a entrada de amonitas e de moabitas na congregação de Israel, foi lida e aplicada. (Ne 13:1-3) Esta restrição, imposta cerca de 1.000 anos antes, devido à recusa dos amonitas e dos moabitas de socorrer os israelitas quando estes se acercavam da Terra da Promessa, é geralmente compreendida como significando que tais raças não podiam obter pleno direito legal como membros da nação de Israel, com todos os direitos e privilégios concomitantes que envolviam essa condição de membro. Não significava, necessariamente, que pessoas dentre os amonitas e dentre os moabitas não pudessem associar-se com os israelitas, ou morar entre eles, e, desta forma, beneficiar-se das bênçãos divinas sobre o povo de Deus, e isto é evidente da inclusão de Zeleque, já mencionado, entre os principais guerreiros de Davi, bem como do registro a respeito de Rute, a moabita. — Ru 1:4, 16-18.
Quanto a este último caso, o casamento de Rute com Boaz mostra que as mulheres dentre tais nações, ao se voltarem para a adoração do verdadeiro Deus, podiam ser aceitáveis para o casamento com varões judeus. Visto que os termos “amonita” e “moabita” no texto hebraico de Deuteronômio 23:3-6 se acham no gênero masculino, a Míxena judaica (Yevamot 8:3) argumenta que só os varões amonitas e moabitas foram excluídos de Israel. Todavia, a insistência de Esdras para que os homens judeus despedissem suas esposas estrangeiras, e a atitude similar de Neemias, já mencionada antes, indicam que a admissão de mulheres amonitas e moabitas na associação com Israel dependia de elas aceitarem a adoração verdadeira.

(NEEMIAS 13:24)

“E quanto aos seus filhos, metade falava asdodita, e não havia nenhum deles que soubesse falar judaico, senão na língua dos diversos povos.”

*** w13 15/8 pp. 6-7 Vocês foram santificados ***
PRESERVAR SUA IDENTIDADE CRISTÃ
16 Leia Neemias 13:23-27. Nos dias de Neemias, muitos homens israelitas se casavam com mulheres estrangeiras. Durante sua primeira visita a Jerusalém, Neemias providenciou que todos os anciãos assinassem um acordo em que os israelitas se comprometiam a não se casar com mulheres pagãs. (Nee. 9:38; 10:30) Anos mais tarde, porém, ele descobriu que homens judeus não só haviam se casado com mulheres estrangeiras, mas também estavam prestes a perder sua própria identidade como povo santificado de Deus. Os filhos dessas mulheres estrangeiras não sabiam ler nem falar em hebraico. Quando crescessem, será que se identificariam como israelitas? Ou se considerariam asdoditas, amonitas ou moabitas? Sem saber hebraico, será que conseguiriam entender a Lei de Deus? Como poderiam conhecer a Jeová e decidir servir a ele em vez de aos deuses falsos que suas mães adoravam? Era necessário uma ação rápida e decisiva, e Neemias fez isso. — Nee. 13:28.
17 Hoje precisamos agir com determinação para ajudar nossos filhos a adquirir uma identidade cristã. Pais, perguntem-se: ‘Meus filhos falam bem a “língua pura” da verdade bíblica? (Sof. 3:9) As conversas deles refletem a influência do espírito de Deus ou do espírito do mundo?’ Não se desanime logo caso note que há margem para melhora. Leva tempo para aprender um idioma, em especial se estamos cercados de coisas que podem nos distrair. Seus filhos enfrentam enormes pressões para transigir. Portanto, use pacientemente as sessões da Adoração em Família e outras oportunidades para ajudá-los a desenvolver uma relação achegada com Jeová. (Deu. 6:6-9) Destaque os benefícios de ser diferente do mundo de Satanás. (João 17:15-17) E esforce-se para tocar o coração dos filhos.
18 Por fim, cada filho tomará sua própria decisão quanto a servir a Deus. Mas há muito que os pais podem fazer. Isso inclui dar bom exemplo, especificar limites claros e considerar com os filhos as consequências de suas decisões. Pais, vocês, melhor do que ninguém, podem preparar seus filhos para fazer uma dedicação a Jeová. Eles precisam de sua ajuda para adquirir e preservar sua identidade cristã.

*** it-1 p. 246 Asdodita ***
Em Neemias 13:24, o termo “asdodita” é também aplicado à língua deles. Em vista da ausência de qualquer registro a respeito da sua língua, não se pode determinar se ainda falavam a antiga língua filistéia, ou um dialeto resultante de séculos de domínio estrangeiro.

*** it-2 pp. 362-363 Idioma, língua ***
Neemias ficou grandemente preocupado quando soube que os filhos de casamentos mistos entre os judeus que retornaram do cativeiro não sabiam falar “judaico” (hebraico). (Ne 13:23-25) Sua preocupação era com a adoração pura, pois ele sabia da importância de entender as Sagradas Escrituras (até então disponíveis apenas em hebraico) quando fossem lidas e consideradas. (Veja Ne 13:26, 27; 8:1-3, 8, 9.) A unicidade de língua em si mesmo seria também uma força unificadora entre o povo. As Escrituras Hebraicas sem dúvida eram um fator principal na estabilidade da língua hebraica. Durante o período de mil anos de sua escrita, não se observa virtualmente nenhuma mudança na língua.

(NEEMIAS 13:25)

“E comecei a ralhar com eles, e a invocar o mal sobre eles, e a golpear alguns homens deles, e a arrancar seu cabelo, e a fazê-los jurar por Deus: “Não deveis dar vossas filhas a seus filhos, e não deveis aceitar nenhumas das suas filhas para os vossos filhos ou para vós mesmos.”

*** it-1 p. 387 Cabelo ***
A desonra, o desprezo ou o vitupério podiam ser expressos por se arrancarem os cabelos da cabeça ou da face de outrem. — Ne 13:25; Is 50:6.

(NEEMIAS 13:31)

“até mesmo para o suprimento de lenha nos tempos marcados e para os primeiros frutos maduros. Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.”

*** w13 15/8 p. 7 Vocês foram santificados ***
LEMBRADOS “PARA O BEM”
19 Um dos contemporâneos de Neemias, o profeta Malaquias, mencionou que “começou-se a escrever . . . um livro de recordação para os que temiam a Jeová e para os que pensavam no seu nome”. (Mal. 3:16, 17) Deus jamais se esquecerá dos que têm temor reverente por ele e amor ao seu nome. — Heb. 6:10.
20 Neemias orou: “Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” (Nee. 13:31) Como Neemias, o nosso nome estará no livro de recordação de Deus se continuarmos a evitar más companhias, apoiar arranjos teocráticos, dar prioridade a assuntos espirituais e proteger nossa identidade cristã. ‘Persistamos em examinar se estamos na fé.’ (2 Cor. 13:5) Se preservarmos nossa relação santificada com Jeová, ele se lembrará de nós “para o bem”.

*** w11 1/2 p. 14 ‘Lembra-te de mim, ó meu Deus, para o bem’ ***
Achegue-se a Deus
‘Lembra-te de mim, ó meu Deus, para o bem’
“EU ACHAVA que Jeová, por saber tudo a meu respeito, nunca poderia me amar ou me aprovar.” Assim escreveu uma cristã fiel que luta contra a baixa autoestima. Já se sentiu atormentado por sentimentos similares, achando que não merece a atenção nem a aprovação de Deus? Em caso afirmativo, as palavras em Neemias 13:31 podem animar você.
Neemias, governador dos judeus no quinto século AEC, fez seu melhor para agradar a Deus. Ele liderou a reconstrução das muralhas de Jerusalém apesar da oposição de inimigos. Fez vigorar a Lei de Deus, cuidou dos oprimidos e se esforçou em edificar a fé de seus compatriotas israelitas. Será que Deus viu as boas coisas que esse homem fiel realizou? Será que ele tinha a aprovação de Deus? As palavras finais do livro que leva o seu nome vão nos ajudar a descobrir as respostas.
Neemias orou: “Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” Será que ele estava com medo de que as suas boas obras passassem despercebidas a Deus ou que Deus se esquecesse dele? Não. Sem dúvida, Neemias sabia o que outros escritores bíblicos haviam dito sobre o profundo interesse de Jeová em seus adoradores fiéis e em suas boas ações. (Êxodo 32:32, 33; Salmo 56:8) Então, o que ele estava pedindo a Deus? Uma obra de referência observa que o termo hebraico traduzido “lembra-te” indica “a afeição mental e a ação que acompanha a lembrança”. Com plena fé no poder da oração, Neemias estava pedindo a Deus que se lembrasse dele com afeição e que o abençoasse. — Neemias 2:4.
Será que Jeová respondeu à oração de Neemias pedindo para ser lembrado? De certa forma sim. Só o fato de Jeová ter achado apropriado registrar permanentemente a oração de Neemias, tornando-a parte das Escrituras, prova que ele se lembrou de Neemias com afeição. Mas o “Ouvinte de oração” fará ainda mais para atender o pedido sincero de Neemias. — Salmo 65:2.
Deus também vai recompensar Neemias por tudo o que ele fez de bom a favor da adoração pura. (Hebreus 11:6) No vindouro novo mundo justo que Jeová prometeu, ele abençoará Neemias por ressuscitá-lo dos mortos. (2 Pedro 3:13; Revelação [Apocalipse] 21:3, 4) Ali, tendo a perspectiva de viver para sempre num paraíso na Terra, Neemias verá que Jeová realmente se lembrou dele para o bem.
A oração de Neemias confirma a veracidade das palavras do Rei Davi: ‘Tu mesmo abençoarás ao justo, ó Jeová; tu o cercarás de aprovação como que com um escudo grande.’ (Salmo 5:12) De fato, Deus observa nossos esforços sinceros de agradá-lo e dá valor a eles. Se fizer o seu melhor para servi-lo, poderá ter certeza de que ele se lembrará de você com afeição e o abençoará ricamente.

*** w96 15/9 p. 16 par. 2 Que Jeová leve em conta o bem que faz ***
2 Um homem que se saiu bem perante Deus foi Neemias, copeiro do rei persa, Artaxerxes (Longímano). (Neemias 2:1) Neemias tornou-se governador dos judeus e reconstruiu a muralha de Jerusalém apesar de adversários e de perigos. Com zelo pela adoração verdadeira, fez vigorar a Lei de Deus e preocupou-se com os oprimidos. (Neemias 5:14-19) Neemias instou com os levitas para que se purificassem regularmente, guardassem os portões e santificassem o dia do sábado. Por isso podia orar: “Lembra-te também disso a meu favor, ó meu Deus, e tem dó de mim segundo a abundância da tua benevolência.” Neemias concluiu também de forma apropriada seu livro divinamente inspirado com a súplica: “Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” — Neemias 13:22, 31.

*** w96 15/9 p. 16 Que Jeová leve em conta o bem que faz ***
“Lembra-te . . . disso a meu favor, ó meu Deus . . . Lembra-te deveras de mim, ó meu Deus, para o bem.” — NEEMIAS 13:22, 31.

LEITURA DA BÍBLIA: NE 12:1-26 (4 MIN OU MENOS)


Neemias 12:1-26 Tradução do Novo Mundo
12 Estes foram os sacerdotes e os levitas que voltaram com Zorobabel, filho de Sealtiel, e com Jesua: Seraías, Jeremias, Esdras, 2 Amarias, Maluque, Hatus, 3 Secanias, Reum, Meremote, 4 Ido, Ginetoi, Abias, 5 Miamim, Maadias, Bilga, 6 Semaías, Joiaribe, Jedaías, 7 Salu, Amoque, Hilquias e Jedaías. Esses eram os cabeças dos sacerdotes e dos seus irmãos nos dias de Jesua.
8 Os levitas eram Jesua, Binui, Cadmiel, Serebias, Judá e Matanias, que conduzia os cânticos de agradecimento junto com seus irmãos. 9 Bacbuquias e Uni, seus irmãos, ficavam de frente para eles, servindo como guardas. 10 Jesua tornou-se pai de Joiaquim, Joiaquim tornou-se pai de Eliasibe, e Eliasibe de Joiada. 11 Joiada tornou-se pai de Jonatã, e Jonatã tornou-se pai de Jadua.
12 Nos dias de Joiaquim, estes eram os sacerdotes, os cabeças de casas paternas: Meraías, da casa de Seraías; Hananias, da casa de Jeremias; 13 Mesulão, da casa de Esdras; Jeoanã, da casa de Amarias; 14 Jonatã, da casa de Maluqui; José, da casa de Sebanias; 15 Adna, da casa de Harim; Helcai, da casa de Meraiote; 16 Zacarias, da casa de Ido; Mesulão, da casa de Ginetom; 17 Zicri, da casa de Abias; . . ., da casa de Miniamim; Piltai, da casa de Moadias; 18 Samua, da casa de Bilga; Jeonatã, da casa de Semaías; 19 Matenai, da casa de Joiaribe; Uzi, da casa de Jedaías; 20 Calai, da casa de Salai; Éber, da casa de Amoque; 21 Hasabias, da casa de Hilquias; e Netanel, da casa de Jedaías.
22 Os cabeças das casas paternas dos levitas, bem como dos sacerdotes, foram registrados nos dias de Eliasibe, Joiada, Joanã e Jadua, isto é, até o reinado de Dario, o persa.
23 Os levitas que eram cabeças de casas paternas foram inscritos no livro dos registros históricos até os dias de Joanã, filho de Eliasibe. 24 Os cabeças dos levitas eram Hasabias, Serebias e Jesua, filho de Cadmiel; e seus irmãos ficavam de frente para eles, um grupo de guardas ao lado de outro grupo de guardas, para oferecer louvores e agradecimentos de acordo com as instruções de Davi, o homem do verdadeiro Deus. 25 Matanias, Bacbuquias, Obadias, Mesulão, Talmom e Acube montavam guarda como porteiros, vigiando os depósitos que ficavam junto aos portões. 26 Eles serviram nos dias de Joiaquim, filho de Jesua, filho de Jozadaque, e nos dias de Neemias, o governador, e de Esdras, o sacerdote e copista.

FAÇA SEU MELHOR NO MINISTÉRIO


Primeira visita: (2 min ou menos)

Deixe o convite da Celebração com alguém que não mostra muito interesse.


Primeira visita: (4 min ou menos)

Deixe o convite da Celebração e a revista A Sentinela com alguém que mostra interesse. Deixe um assunto para considerar na próxima visita.


Estudo bíblico: (6 min ou menos)

Usando as páginas 206-208 do livro Bíblia Ensina, explique a um estudante da Bíblia como é a Celebração. Coloque-se à disposição para ajudar a pessoa a estar presente.


A Ceia do Senhor — uma celebração que honra a Deus
OS CRISTÃOS receberam a ordem de realizar a Celebração da morte de Cristo. Essa celebração é também chamada de “Ceia do Senhor”. (1 Coríntios 11:20) Por que ela é tão significativa? Quando e como deve ser celebrada?
Jesus Cristo instituiu essa celebração na noite da Páscoa judaica de 33 EC. A Páscoa era comemorada apenas uma vez por ano, no 14.° dia do mês judaico de nisã. Para calcularem essa data, os judeus evidentemente esperavam pelo equinócio da primavera. Esse é o dia em que há cerca de 12 horas de claridade e 12 de escuridão. A primeira lua nova observável mais perto do equinócio da primavera marcava o primeiro dia de nisã. A Páscoa começava 13 dias depois.
Jesus celebrou a Páscoa com seus apóstolos, dispensou Judas Iscariotes e, em seguida, instituiu a Ceia do Senhor. Essa ceia substituiu a Páscoa judaica e, portanto, deve ser celebrada apenas uma vez por ano.
O Evangelho de Mateus relata: “Jesus pegou um pão e, depois de proferir uma bênção, partiu-o e deu aos discípulos, dizendo: ‘Peguem, comam. Isto representa o meu corpo.’ E, pegando um cálice, ele deu graças e o deu a eles, dizendo: ‘Bebam dele, todos vocês, pois isto representa o meu “sangue do pacto”, que será derramado em benefício de muitos, para o perdão de pecados.’” — Mateus 26:26-28.
Alguns acreditam que o pão se tenha tornado literalmente a carne de Jesus, e o vinho, o sangue. No entanto, o corpo físico de Jesus ainda estava intacto quando ele ofereceu esse pão. Será que os apóstolos comeram realmente a carne literal de Jesus e beberam seu sangue? Não, pois isso seria canibalismo e uma violação da lei de Deus. (Gênesis 9:3, 4; Levítico 17:10) De acordo com Lucas 22:20, Jesus disse: “Este cálice representa o novo pacto com base no meu sangue, que será derramado em seu benefício.” Será que aquele copo se tornou literalmente “o novo pacto”? Isso seria impossível, visto que um pacto é um acordo, não algo tangível.
Assim, tanto o pão como o vinho são apenas símbolos. O pão simboliza o corpo perfeito de Jesus. Ele usou um pão que havia sobrado da ceia da Páscoa. Esse pão era feito sem fermento, ou levedura. (Êxodo 12:8) A Bíblia muitas vezes usa o fermento como símbolo de pecado ou corrupção. O pão, portanto, representa o corpo perfeito que Jesus sacrificou. Era sem pecado. — Mateus 16:11, 12; 1 Coríntios 5:6, 7; 1 Pedro 2:22; 1 João 2:1, 2.
O vinho tinto representa o sangue de Jesus. Esse sangue torna válido o novo pacto. Jesus disse que seu sangue foi derramado “para o perdão de pecados”. Os humanos podem assim tornar-se puros aos olhos de Deus e ser admitidos no novo pacto com Jeová. (Hebreus 9:14; 10:16, 17) Esse pacto, ou contrato, abre a oportunidade para 144 mil cristãos fiéis irem para o céu. Ali servirão como reis e sacerdotes para a bênção de todos os humanos obedientes. — Gênesis 22:18; Jeremias 31:31-33; 1 Pedro 2:9; Apocalipse 5:9, 10; 14:1-3.
Quem deve comer ou beber desses símbolos usados na Celebração? Logicamente, apenas os que estão no novo pacto — isto é, aqueles que têm a esperança de ir para o céu — devem comer do pão e beber do vinho. O espírito santo de Deus os convence de que eles foram escolhidos para ser reis celestiais. (Romanos 8:16) Eles estão também no pacto do Reino junto com Jesus. — Lucas 22:29.
Que dizer daqueles que têm a esperança de viver para sempre no Paraíso na Terra? Eles obedecem à ordem de Jesus e assistem à Ceia do Senhor, mas comparecem como observadores respeitosos, não como participantes do pão e do vinho. Uma vez por ano, depois do pôr do sol de 14 de nisã, as Testemunhas de Jeová celebram a Ceia do Senhor. Embora apenas alguns milhares de pessoas no mundo inteiro professem ter a esperança celestial, essa celebração é preciosa para todos os cristãos. Trata-se de uma ocasião em que todos podem refletir a respeito do superlativo amor de Jeová Deus e de Jesus Cristo. — João 3:16.

NOSSA VIDA CRISTÃ


“Convide todos para a Celebração!”: (15 min) Consideração.

Explique como o território da congregação será trabalhado. Ao considerar as sugestões em “Tente o seguinte”, apresente o vídeo sobre a Celebração. Incentive todos a dar o seu máximo durante a campanha e a revisitar as pessoas que demonstrarem interesse. Inclua uma demonstração.


Convide todos para a Celebração!
A partir de 27 de fevereiro, vamos fazer uma campanha para convidar o maior número de pessoas possível para a Celebração da morte de Cristo. Devemos ficar atentos para cultivar qualquer interesse demonstrado pelas pessoas.
TENTE O SEGUINTE
APRESENTE O CONVITE
“Eu trouxe para você um convite para um evento muito importante. No dia 23 de março, milhões de pessoas no mundo todo vão se reunir para celebrar a morte de Jesus Cristo. Teremos uma palestra bíblica que vai explicar por que a morte dele é importante para todos nós. A entrada é gratuita. O local e a hora da reunião estão neste convite. Vai ser um prazer receber você.”
Se a pessoa mostrar interesse . . .
o OFEREÇA A REVISTA A SENTINELA
Deixe um assunto para considerar na revisita.
o APRESENTE O VÍDEO SOBRE A CELEBRAÇÃO
Deixe um assunto para considerar na revisita.
Ao voltar . . .
o MOSTRE O VÍDEO POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA?
Daí ofereça uma publicação de estudo.
o OFEREÇA O LIVRO O QUE A BÍBLIA REALMENTE ENSINA?
Explique mais sobre a Celebração usando as páginas 206-208. Depois, ofereça o livro.
o OFEREÇA A BROCHURA ESCUTE A DEUS
Explique o significado da morte de Cristo usando as páginas 18 e 19. Depois, ofereça a brochura.

ESTUDO BÍBLICO DE CONGREGAÇÃO: IA CAP. 9 §§ 14-24, RECAPITULAÇÃO NA P. 82 (30 MIN)


CAPÍTULO NOVE
Ela agiu com discrição

parágrafo 14 1 Sam. 25:17 Agora decida o que vai fazer, porque isso com certeza resultará num desastre para o nosso senhor e todos os da sua casa. Ele é um homem tão imprestável que ninguém consegue falar com ele.”
Ou: “inútil”.
parágrafo 15 1 Sam. 25:18, 19 Assim, Abigail pegou rapidamente duzentos pães, dois jarros grandes de vinho, cinco ovelhas preparadas, cinco seás de grãos torrados, cem tortas de passas e duzentas tortas de figos prensados, e colocou tudo sobre os jumentos. 19 Então ela disse aos seus servos: “Vão na minha frente; eu os seguirei.” Mas ela não disse nada a Nabal, seu marido.
Um seá equivalia a 7,33 l. Veja Ap. B14.
parágrafo 17 1 Sam. 25:20 Enquanto ela descia num jumento por um caminho escondido pela montanha, encontrou Davi e seus homens, que vinham em sua direção.
parágrafo 17 1 Sam. 25:23 Quando Abigail viu Davi, desceu depressa do jumento e se lançou diante de Davi, prostrando-se com o rosto por terra.
parágrafo 18 1 Sam. 25:24-31 Prostrada aos seus pés, ela disse: “Que a culpa recaia sobre mim, meu senhor. Deixe a sua serva falar, e escute as palavras da sua serva.25 Por favor, meu senhor, não dê atenção a esse homem imprestável, Nabal, pois ele faz jus ao nome. O nome dele é Nabal, e ele é um insensato. Mas eu, sua serva, não vi os homens que o meu senhor enviou. 26 E agora, meu senhor, tão certo como Jeová vive e como o senhor vive, foi Jeová quem o impediu de incorrer em culpa de sangue e de fazer justiça com as próprias mãos. Que os seus inimigos e os que procuram fazer mal ao meu senhor se tornem como Nabal. 27 Agora dê aos homens que o acompanham este presente que a sua serva trouxe ao meu senhor. 28 Por favor, perdoe a transgressão da sua serva, pois Jeová certamente estabelecerá para o meu senhor uma casa permanente, pois o meu senhor está travando as guerras de Jeová e não se achou nada de mau no meu senhor durante todos os seus dias. 29 Quando alguém o perseguir e tentar tirar a sua vida, a vida do meu senhor estará bem guardada na bolsa da vida junto a Jeová, seu Deus, mas a vida dos seus inimigos ele lançará para longe, como pedras atiradas de uma funda. 30 E, quando Jeová tiver feito ao meu senhor todas as coisas boas que prometeu e o designar como líder de Israel, 31 o senhor não terá nenhum remorso nem arrependimento no coração por ter derramado sangue sem motivo ou por ter feito justiça com as próprias mãos. Quando Jeová fizer o bem ao meu senhor, lembre-se da sua serva.”
Que significa “insensato; tolo”.
Ou: “a sua alma”.
Ou: “trazer salvação”.
Lit.: “esta bênção”.
Ou: “e procurar a sua alma”.
Ou: “alma”.
Ou: “alma”.
Ou: “como que da concavidade de uma funda”.
Lit.: “cambaleio ou tropeço”.
Ou: “trazido salvação”.
parágrafo 19 1 Sam. 25:32-35 Então Davi disse a Abigail: “Louvado seja Jeová, o Deus de Israel, que a enviou neste dia ao meu encontro! 33 Bendita seja a sua sensatez! Que você seja abençoada por me impedir neste dia de incorrer em culpa de sangue e de fazer justiça com as próprias mãos. 34 Caso contrário, tão certo como vive Jeová, o Deus de Israel, que me impediu de lhe fazer mal, se você não tivesse vindo depressa ao meu encontro, amanhã cedo não teria restado nem um único homem que pertence a Nabal.” 35 Assim, Davi aceitou o que ela tinha trazido e lhe disse: “Vá em paz para a sua casa. Eu ouvi o que você disse e vou atender ao seu pedido.”
Ou: “trazer salvação”.
Lit.: “ninguém que urina contra o muro”. Expressão hebraica que indica desprezo e se refere a homens.
parágrafo 20 1 Sam. 25:36 Mais tarde, quando Abigail voltou a Nabal, ele estava se banqueteando como um rei em sua casa. Nabal estava alegre e completamente bêbado. Ela não lhe disse nada até a manhã seguinte.
Lit.: “O coração de Nabal”.
parágrafo 21 1 Sam. 25:37 De manhã, quando Nabal estava sóbrio, sua esposa lhe contou tudo. Então o coração dele ficou como o de um morto, e ele ficou paralisado, como uma pedra.
parágrafo 22 1 Sam. 25:38 Cerca de dez dias depois, Jeová entregou Nabal à morte.
parágrafo 22 Luc. 8:17 Pois não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem há nada cuidadosamente oculto que nunca se torne conhecido e nunca venha à tona.
parágrafo 23 1 Sam. 25:39-42 Quando Davi ficou sabendo que Nabal tinha morrido, ele disse: “Louvado seja Jeová, que defendeu a minha causa e me livrou da humilhação que Nabal trouxe sobre mim, e que impediu seu servo de fazer o mal. Jeová fez a maldade de Nabal recair sobre a sua própria cabeça!” Então Davi mandou uma mensagem propondo a Abigail que ela se tornasse sua esposa. 40 Quando os servos de Davi chegaram a Abigail, em Carmelo, disseram-lhe: “Davi nos mandou buscá-la, para que se torne esposa dele.” 41 Ela se curvou imediatamente com o rosto por terra e disse: “Sua escrava está disposta a se tornar uma serva para lavar os pés dos servos do meu senhor.” 42 Então Abigail se aprontou depressa, montou no jumento e, acompanhada por cinco criadas, foi com os mensageiros de Davi e se tornou esposa dele.
PARA VOCÊ PENSAR . . .
O que podemos aprender da situação difícil que Abigail enfrentava no casamento?
Como Abigail mostrou coragem e sensatez ao lidar com as consequências dos insultos que seu marido lançou contra Davi?
Como Abigail usou de bom-senso e persuasão ao falar com Davi?
De que maneiras você gostaria de imitar a fé de Abigail?

Recapitulação da reunião e visão geral da próxima semana (3 min)


ESTUDO DE "A SENTINELA" | SEMANA DEL 22-28 DE FEVEREIRO DE 2016
Jeová não nos abandona quando estamos doentes


TEXTOS BÍBLICOS PARA O ESTUDO


w15 15/12 pp. 1-2 | A Sentinela (2015)
22-28 DE FEVEREIRO DE 2016
Jeová não nos abandona quando estamos doentes
PÁGINA 23


Jeová não nos abandona quando estamos doentes
“Jeová o amparará no leito de enfermidade.” — SAL. 41:3.
CÂNTICOS: 23, 138
COMO RESPONDERIA?
• Como o Salmo 41:3 nos anima quando estamos doentes?
• Por que não esperamos ser curados milagrosamente hoje?
• Que cuidado devemos ter com relação a dicas de saúde?

Sal. 41:3 Jeová o amparará no leito de enfermidade. Transformarás completamente a sua cama enquanto ele estiver doente.
Sal. 41:3 Jeová o amparará no leito de enfermidade. Transformarás completamente a sua cama enquanto ele estiver doente.
parágrafo 1 2 Reis 1:2 Foi então que Acazias caiu pela treliça do seu quarto de terraço em Samaria e se feriu. Assim, enviou mensageiros e lhes disse: “Vão, consultem Baal-Zebube, deus de Ecrom, para saber se eu me recuperarei desse ferimento.”
parágrafo 1 2 Reis 8:7, 8 Eliseu foi a Damasco na mesma época em que Ben-Hadade, rei da Síria, estava doente. Portanto informaram-lhe: “O homem do verdadeiro Deus está aqui.” 8 O rei disse então a Hazael: “Vá ao encontro do homem do verdadeiro Deus e leve um presente. Consulte a Jeová por meio dele, perguntando se eu vou me recuperar desta doença.”
parágrafo 2 1 Reis 17:17-24 Depois disso, o filho da dona da casa ficou doente, e sua doença se agravou tanto que ele morreu. 18 Então ela disse a Elias: “O que o senhor tem contra mim, homem do verdadeiro Deus? O senhor veio à minha casa para me lembrar dos meus pecados e para matar o meu filho?” 19 Mas ele lhe disse: “Dê-me o seu filho.” Então o pegou dos braços dela e o levou para cima, para o quarto de terraço onde estava hospedado, e o deitou na sua própria cama. 20 Ele clamou a Jeová: “Ó Jeová, meu Deus, será que também estás causando calamidade à viúva que me hospedou, matando o filho dela?” 21 Então ele se estendeu três vezes sobre o menino e clamou a Jeová: “Ó Jeová, meu Deus, por favor, que a vida deste menino volte a ele.”22 Jeová escutou o pedido de Elias; a vida do menino voltou a ele, e ele reviveu. 23 Elias pegou o menino, desceu do quarto de terraço para a casa e o entregou à sua mãe. E Elias disse: “Veja! Seu filho está vivo!” 24 Então a mulher disse a Elias: “Agora sei que o senhor é mesmo um homem de Deus e que a palavra que o senhor fala da parte de Jeová é verdade.”
parágrafo 2 2 Reis 4:17-20 No entanto, a mulher ficou grávida e deu à luz um filho naquela mesma época, no ano seguinte, assim como Eliseu tinha dito. 18 O menino cresceu e, certo dia, ele foi atrás do seu pai, que estava com os ceifeiros. 19 Ele dizia ao pai: “Ai, minha cabeça, minha cabeça!” Então seu pai disse ao ajudante: “Leve-o para a mãe.” 20 Assim, ele o levou à sua mãe, e o menino ficou no colo dela até o meio-dia, e então morreu.
parágrafo 2 2 Reis 4:32-35 Quando Eliseu entrou na casa, o menino estava morto, deitado na sua cama. 33 Ele entrou no quarto e fechou a porta, ficando apenas os dois no quarto, e começou a orar a Jeová. 34 Depois subiu na cama e se deitou sobre o menino. Ele pôs a sua boca sobre a boca do menino, os seus olhos sobre os olhos dele, a palma das suas mãos sobre a palma das mãos dele e ficou estendido sobre ele; e o corpo do menino começou a se aquecer. 35 Eliseu andou de um lado para o outro na casa, subiu na cama e se estendeu novamente sobre o menino. O menino espirrou sete vezes e abriu os olhos.
parágrafo 3 Gên. 12:17 Então, Jeová infligiu terríveis pragas a Faraó e aos da sua casa, por causa de Sarai, esposa de Abrão.
parágrafo 3 Núm. 12:9, 10 Portanto, a ira de Jeová se acendeu contra eles, e ele os deixou. 10 A nuvem se retirou de cima da tenda, e, no mesmo instante, Miriã foi atacada de lepra branca como a neve. Quando Arão olhou para Miriã, viu que ela estava com lepra.
parágrafo 3 2 Sam. 24:15 Então Jeová enviou uma peste sobre Israel, desde a manhã até o tempo determinado, de modo que 70.000 pessoas morreram, de Dã a Berseba.
parágrafo 3 Deu. 28:58-61 “Se você não obedecer cuidadosamente a todas as palavras desta Lei, que estão escritas neste livro, e não temer este nome glorioso e que inspira temor, o de Jeová, seu Deus, 59 então Jeová atingirá você e a sua descendência com pragas terríveis, pragas grandes e persistentes, e com doenças graves e persistentes.60 Ele trará novamente sobre você todas as doenças do Egito, das quais você tinha medo, e certamente elas não o deixarão mais. 61 Além disso, Jeová trará sobre você toda doença ou praga que não estiver escrita no livro desta Lei, até que você seja exterminado.
parágrafo 3 Êxo. 23:25 Sirvam a Jeová, seu Deus, e ele abençoará o seu pão e a sua água. Removerei as doenças do seu meio.
parágrafo 3 Deu. 7:15 Jeová eliminará do seu meio toda doença e não trará sobre você nenhuma das doenças terríveis que você conheceu no Egito. Em vez disso, ele as trará sobre todos os que odeiam você.
parágrafo 3 Jó 2:7 De modo que Satanás se retirou da presença de Jeová e atingiu Jó com furúnculos dolorosos, desde a sola dos pés até o alto da cabeça.
parágrafo 3 Jó 3:11-13 Por que não morri ao nascer? Por que não pereci quando saí do ventre? 12 Por que houve colo para me acolher E peitos para me amamentar? 13 Pois agora eu estaria deitado tranquilo; Estaria dormindo e descansando
parágrafo 3 Jó 42:10 Depois de Jó ter orado pelos seus amigos, Jeová acabou com a tribulação de Jó e restaurou a sua prosperidade. Jeová lhe deu o dobro de tudo o que ele tinha antes.
parágrafo 3 Jó 42:16 Depois disso, Jó viveu 140 anos, e viu seus filhos e seus netos, até a quarta geração.
parágrafo 4 Mat. 4:23, 24 Ele percorreu então toda a Galileia, ensinando nas sinagogas deles, pregando as boas novas do Reino e curando todo tipo de doenças e todo tipo de enfermidades do povo. 24 E as notícias sobre ele se espalharam por toda a Síria, e as pessoas levaram-lhe todos os que sofriam de várias doenças e fortes dores, os possessos de demônios, os epiléticos e os paralíticos, e ele os curou.
parágrafo 4 João 9:1-7 Enquanto ele ia passando, viu um homem que era cego de nascença. 2 Então seus discípulos lhe perguntaram: “Rabi, quem pecou, este homem ou os seus pais, para ele ter nascido cego?” 3 Jesus respondeu: “Nem este homem pecou, nem os seus pais, mas é para que se mostrem as obras de Deus no caso dele.4 Temos de fazer as obras Daquele que me enviou enquanto é dia; está chegando a noite, quando ninguém poderá trabalhar. 5 Enquanto eu estou no mundo, sou a luz do mundo.” 6 Depois de dizer isso, ele cuspiu no chão, fez lama com a saliva e passou a lama nos olhos do homem; 7 e lhe disse: “Vá e lave-se no reservatório de Siloé” (que é traduzido “enviado”). Assim, ele foi se lavar e voltou enxergando.
parágrafo 4 Isa. 33:24 E nenhum habitante dirá: “Estou doente.” O povo que mora nesta terra terá o seu erro perdoado.
parágrafo 6 Atos 3:2-7 e um homem manco de nascença estava sendo carregado. Todos os dias ele era colocado perto do portão do templo chamado Portão Belo, para que pudesse pedir esmolas aos que entravam no templo. 3 Quando ele viu Pedro e João entrando no templo, começou a pedir esmolas. 4 Mas Pedro e João olharam diretamente para ele, e Pedro disse: “Olhe para nós.” 5 De modo que ele fixou a atenção neles, esperando receber alguma coisa. 6 No entanto, Pedro disse: “Não possuo prata nem ouro, mas o que tenho é o que lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande!” 7 Assim, ele o segurou pela mão direita e o levantou. Instantaneamente os seus pés e os seus tornozelos ficaram firmes,
parágrafo 6 Atos 9:36-42 Em Jope havia uma discípula chamada Tabita, nome que traduzido é Dorcas. Eram muitas as boas obras que ela fazia e a ajuda que dava aos pobres. 37 Mas naqueles dias ela adoeceu e morreu. Então a lavaram e a colocaram numa sala do andar de cima. 38 Como Jope ficava perto de Lida, quando os discípulos ouviram que Pedro estava nesta cidade, enviaram a ele dois homens para lhe pedir: “Por favor, venha sem demora.” 39 Em vista disso, Pedro se aprontou e foi com eles. Ao chegar, levaram-no à sala do andar de cima, e todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando muitas capas e outras roupas que Dorcas havia feito enquanto estava com elas. 40 Pedro mandou então que todos saíssem e, ajoelhando-se, orou. Depois, virando-se para o corpo, disse: “Tabita, levante-se!” Ela abriu os olhos e, ao ver Pedro, se sentou. 41 Pegando-a pela mão, ele a levantou; então chamou os santos e as viúvas, e a apresentou viva. 42 Toda a cidade de Jope soube disso, e muitos se tornaram crentes no Senhor.
parágrafo 6 1 Cor. 12:4-11 Há diferentes dons, mas há o mesmo espírito; 5 e há diferentes maneiras de servir, contudo há o mesmo Senhor; 6 e há diferentes atividades, contudo é o mesmo Deus que realiza tudo em todos. 7 Mas a manifestação do espírito é dada a cada um com um objetivo benéfico. 8 Pois a um é dada a palavra de sabedoria por meio do espírito; a outro, a palavra de conhecimento, segundo o mesmo espírito; 9 a outro, a fé, pelo mesmo espírito; a outro, dons de curar, por esse único espírito; 10 a ainda outro, a realização de obras poderosas; a outro, o profetizar; a outro, o discernimento de expressões inspiradas; a outro, diversas línguas; e a outro, a interpretação de línguas. 11 Mas todas essas coisas são realizadas pelo mesmo e único espírito, que distribui a cada um, individualmente, assim como quer.
parágrafo 6 1 Cor. 13:8 O amor nunca acaba. Mas, quer haja dom de profecia, será eliminado; quer haja dom de línguas, cessará; quer haja dom de conhecimento, será eliminado.
Sal. 41:3 Jeová o amparará no leito de enfermidade. Transformarás completamente a sua cama enquanto ele estiver doente.
parágrafo 7 Sal. 41:1, 2 Feliz aquele que mostra consideração ao de condição humilde; Jeová o livrará no dia da calamidade. 2 Jeová o protegerá e o preservará vivo. Ele será proclamado feliz na terra; Nunca o abandonarás à mercê dos inimigos dele.
parágrafo 7 Sal. 41:3 Jeová o amparará no leito de enfermidade. Transformarás completamente a sua cama enquanto ele estiver doente.
Sal. 41:4 Pois eu disse: “Ó Jeová, mostra-me favor. Cura-me, pois pequei contra ti.”
parágrafo 8 Sal. 41:4 Pois eu disse: “Ó Jeová, mostra-me favor. Cura-me, pois pequei contra ti.”
parágrafo 8 Sal. 41:4 Pois eu disse: “Ó Jeová, mostra-me favor. Cura-me, pois pequei contra ti.”
parágrafo 8 2 Sam. 12:7-14 Então Natã disse a Davi: “O senhor é o homem! Assim diz Jeová, o Deus de Israel: ‘Eu mesmo o ungi rei sobre Israel e o livrei das mãos de Saul.8 Eu estava disposto a dar a você a casa do seu senhor e a pôr as esposas dele nos seus braços, e dei a você a casa de Israel e de Judá. E, como se isso não bastasse, eu estava disposto a fazer muito mais por você. 9 Por que você desprezou a palavra de Jeová, fazendo o que é mau aos seus olhos? Você matou Urias, o hitita, com a espada! E, depois de tê-lo matado com a espada dos amonitas, você se casou com a esposa dele. 10 Portanto, a espada nunca se afastará da sua casa, porque você me desprezou, tomando a esposa de Urias, o hitita, como sua esposa.’ 11 Assim diz Jeová: ‘Trarei sobre você uma calamidade vinda da sua própria casa. Tomarei as suas esposas diante dos seus olhos e as darei a outro homem, e ele se deitará com elas em plena luz do dia. 12 Você agiu às escondidas, mas eu farei isso diante de todo o Israel e em plena luz do dia.’” 13 Davi disse então a Natã: “Pequei contra Jeová.” Natã disse a Davi em resposta: “Jeová perdoa o seu pecado; o senhor não morrerá. 14 Mas, visto que o senhor mostrou tanto desrespeito por Jeová nesse assunto, seu filho que acabou de nascer certamente morrerá.”
parágrafo 9 2 Reis 20:1-6 Naqueles dias Ezequias ficou doente e estava à beira da morte. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi a ele e disse: “Assim diz Jeová: ‘Dê instruções aos da sua casa, porque você vai morrer; não se recuperará.’” 2 Então ele virou o rosto para a parede e começou a orar a Jeová: 3 “Eu te imploro, ó Jeová, por favor, lembra-te de que tenho andado diante de ti fielmente e de pleno coração, e tenho feito o que é bom aos teus olhos.” E Ezequias começou a chorar muito. 4 Isaías ainda não tinha chegado ao pátio central quando recebeu a seguinte palavra de Jeová: 5 “Volte e diga a Ezequias, o líder do meu povo: ‘Assim diz Jeová, o Deus de Davi, seu antepassado: “Ouvi a sua oração; vi as suas lágrimas. Por isso vou curar você. No terceiro dia você subirá à casa de Jeová. 6 Acrescentarei 15 anos à sua vida, e livrarei você e esta cidade das mãos do rei da Assíria, e vou defender esta cidade por minha própria causa e por causa de Davi, meu servo.”’”
parágrafo 9 Sal. 103:3 Ele perdoa todos os seus erros E cura todas as suas doenças;
parágrafo 10 Atos 14:8-10 Em Listra, havia um homem que tinha os pés aleijados; ele era manco de nascença, nunca tinha andado. Ele estava sentado, 9 escutando Paulo falar. Paulo, olhando para ele atentamente e vendo que ele tinha fé para ficar bom,10 disse bem alto: “Levante-se e fique de pé.” Então o homem deu um salto e começou a andar.
parágrafo 10 Atos 28:8 Aconteceu que o pai de Públio estava de cama, doente, com febre e disenteria. Então Paulo foi vê-lo; orou, colocou as mãos sobre ele e o curou.
parágrafo 10 Atos 20:3-5 Passou três meses ali, mas, visto que os judeus fizeram uma conspiração contra ele quando estava para navegar para a Síria, resolveu voltar pela Macedônia. 4 Estava acompanhado de Sópater, filho de Pirro, de Bereia; Aristarco e Segundo, dos tessalonicenses; Gaio, de Derbe; Timóteo e, da província da Ásia, Tíquico e Trófimo. 5 Esses homens seguiram viagem e esperaram por nós em Trôade.
parágrafo 10 Atos 20:22 E agora, compelido pelo espírito, viajo para Jerusalém, embora não saiba o que me acontecerá lá;
parágrafo 10 Atos 21:29 Pois antes tinham visto Trófimo, o efésio, na cidade com ele, e pensaram que Paulo o havia levado ao templo.
parágrafo 10 2 Tim. 4:20 Erasto ficou em Corinto, mas deixei Trófimo em Mileto, doente.
parágrafo 10 Fil. 2:25-27 Mas, no momento, acho necessário lhes enviar Epafrodito, meu irmão, colaborador e companheiro de batalha, aquele que vocês enviaram para servir às minhas necessidades pessoais, 26 visto que ele deseja muito ver a todos vocês e está deprimido por terem ouvido que ele ficou doente. 27 De fato, ele adoeceu quase a ponto de morrer. Mas Deus teve misericórdia dele; na verdade, não só dele, mas também de mim, para que eu não tivesse uma tristeza após outra.
parágrafo 10 Fil. 2:30 porque ele quase morreu por causa da obra de Cristo, arriscando a vida para compensar o fato de que vocês não estavam aqui para prestar serviço a mim.
parágrafo 11 Col. 4:14 Lucas, o médico amado, lhes manda saudações, e também Demas.
parágrafo 11 Atos 16:10-12 Logo depois que ele teve a visão, procuramos ir à Macedônia, concluindo que Deus havia nos chamado para lhes declarar as boas novas.11 Assim, embarcamos em Trôade e fomos diretamente para a Samotrácia, mas, no dia seguinte, fomos para Neápolis; 12 dali fomos para Filipos, colônia romana e cidade principal da região da Macedônia. Ficamos nessa cidade por alguns dias.
parágrafo 11 Atos 20:5, 6 Esses homens seguiram viagem e esperaram por nós em Trôade. 6 Nós embarcamos em Filipos, depois dos dias dos Pães sem Fermento, e em cinco dias os encontramos em Trôade, onde passamos sete dias.
parágrafo 11 Gál. 4:13 Mas vocês sabem que foi por causa de uma doença que eu pude lhes declarar as boas novas pela primeira vez.
parágrafo 11 Luc. 5:31 Em resposta, Jesus lhes disse: “Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes.
parágrafo 13 1 Tim. 5:23 Não beba mais água, mas tome um pouco de vinho por causa do seu estômago e porque você adoece frequentemente.
parágrafo 13 Pro. 27:12 A pessoa prudente vê o perigo e se esconde, Mas os inexperientes vão em frente e sofrem as consequências.
Pro. 14:15 A pessoa ingênua acredita em qualquer palavra, Mas quem é prudente pensa bem antes de cada passo.
parágrafo 14 Pro. 14:15 A pessoa ingênua acredita em qualquer palavra, Mas quem é prudente pensa bem antes de cada passo.
parágrafo 15 Deu. 17:6 A pessoa só deve ser morta com base no depoimento de duas ou três testemunhas. Não deve ser morta com base no depoimento de apenas uma testemunha.
parágrafo 16 Tito 2:12 Ela nos treina para rejeitarmos a impiedade e os desejos mundanos e para vivermos com bom senso, justiça e devoção a Deus no meio deste mundo,
parágrafo 16 Pro. 22:29 Você já viu um homem que é habilidoso no seu trabalho? Ele tomará posição diante de reis, Não diante de homens comuns.
parágrafo 16 Isa. 1:13 Parem de trazer ofertas inúteis de cereais. Seu incenso é detestável para mim. Luas novas, sábados, convocação de congressos — Não posso tolerar o uso de poder mágico junto com suas assembleias solenes.
parágrafo 16 Deu. 18:10-12 Não se deve encontrar em seu meio alguém que queime seu filho ou sua filha no fogo, ou que use de adivinhação, ou que pratique magia, ou que procure presságios, ou um feiticeiro, 11 ou alguém que prenda outros com encantamento, ou que consulte quem invoca espíritos, ou um adivinho, ou alguém que consulte os mortos. 12 Pois quem faz essas coisas é detestável para Jeová, e é por causa dessas práticas detestáveis que Jeová, seu Deus, expulsa estas nações de diante de você.
parágrafo 17 Atos 15:29 que persistam em se abster de coisas sacrificadas a ídolos, de sangue, do que foi estrangulado e de imoralidade sexual. Se vocês se guardarem cuidadosamente dessas coisas, tudo irá bem com vocês. Saudações!”
parágrafo 18 Apocalipse 22:1, 2 E ele me mostrou um rio de água da vida, límpido como cristal, que saía do trono de Deus e do Cordeiro 2 e fluía pelo meio da rua principal da cidade. Dos dois lados do rio havia árvores da vida, que produziam 12 safras de frutos e davam seus frutos todo mês. As folhas das árvores eram para a cura das nações.
parágrafo 18 Isa. 35:5, 6 Naquele tempo se abrirão os olhos dos cegos E se destaparão os ouvidos dos surdos. 6 Naquele tempo os mancos saltarão como os cervos, E a língua dos mudos gritará de alegria. Pois águas vão jorrar no deserto, E torrentes na planície desértica.
parágrafo 19 Sal. 41:12 Tu me sustentas por causa da minha integridade; Tu me manterás na tua presença para sempre.

Clique na imagem para Baixar informações completas em arquivos digitais para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

Baixar informações para o estúdio pessoal para Computador desktop, Laptop, Tablet, celular e Smartphone

PESQUISAR CONTEÚDO

Custom Search

LINKS PATROCINADOS

ADDTHIS