Vermelho pode ajudar na perda de peso

Estudo indica que a cor do recipiente tem influência na quantidade de comida ingerida.


Vermelho pode ajudar na perda de peso

Cor tem influência na quantidade de comida ingerida. (Foto: Thinkstock)

A cor do prato e do copo que você usa nas refeições pode influenciar, e muito, na quantidade de comida e bebida que você ingere. Ao menos é isso que indica o resultado do estudo de um grupo de psicólogos europeus, intitulado The color red reduces snack food and soft drink intake (A cor vermelha reduz a ingestão de lanches e refrigerantes, em livre tradução).

Baseados em evidências de que a cor vermelha age sobre as motivações das pessoas em diferentes contextos, os pesquisadores elaboraram dois estudos que investigaram o efeito dessa cor no consumo de lanches e refrigerantes. Os resultados confirmaram as hipóteses: no primeiro estudo, os participantes beberam menos quando utilizaram um copo vermelho do que um azul; já no segundo, comeram menos em um prato vermelho do que em um recipiente azul ou branco. Desse modo, a influência da cor auxiliou no processo de perda de peso.

Vermelho pode ajudar na perda de peso

O vermelho representa perigo. (Foto: Thinkstock)

"Os resultados sugerem que o vermelho funciona como um sutil sinal de parada que trabalha em nível inconsciente e, assim, reduz a ingestão incidental de comida e bebida", aponta a pesquisa. O estudo foi capitaneado por Oliver Genschow, Leonie Reutner e Michaela Wänke, das universidades de Basileia (Suíça) e Mannheim (Alemanha). O trabalho foi publicado na renomada revista internacional de pesquisa Appetite, especializada em comportamento nutricional e nas influências culturais, sensoriais e psicológicas nas escolhas e ingestão de alimentos e bebidas.

Impactos

Vermelho pode ajudar na perda de peso

Leonie Reutner, da Universidade de Basel. (Foto: Divulgação)

As pesquisadoras Leonie Reutner e Michaela Wänke concederam entrevista exclusiva ao Yahoo! Mulher.

"Eu seria fortemente contrária à sugestão de apenas alterar a cor do prato em uma dieta. A cor é apenas um dos muitos fatores que influencia o consumo de comida e bebida", assevera Leonie. Uma dieta balanceada e exercícios ainda são fatores-chave para se alcançar a perda de peso.

Segundo a psicóloga, o fator cor é mais efetivo em situações onde as pessoas comem e fazem mais alguma coisa ao mesmo tempo, de tal modo que sua atenção esteja dividida. É o que acontece quando comemos assistindo televisão, por exemplo.

Já Michaela acredita que os efeitos da cor podem ter melhores impactos quando as pessoas não estão conscientes sobre isso. Logo, colocar deliberadamente a sua comida em um prato vermelho pode não funcionar. No entanto, você pode dar uma mãozinha ao seu parceiro, desde que não conte nada sobre o efeito da cor.

"Preciso acrescentar que há muitas outras influências que poderiam diminuir esse efeito. Por exemplo, pessoas comem mais quando veem outras comendo e isso poderia jogar longe quaisquer benefícios das cores", pondera a pesquisadora.

Como funciona

Vermelho pode ajudar na perda de peso

A cor exerce influência sobre o homem. (Foto: Thinkstock)

A cor influencia a relação do ser humano com o alimento de diversas formas. Pode afetar a impressão e as expectativas - por exemplo, esperamos que o iogurte de morango seja vermelho e é mais comum relacionarmos o sabor do iogurte de acordo com essa cor - e também sinaliza conceitos abstratos - alimentos quentes estão geralmente em embalagens amarelas ou vermelhas, enquanto alimentos frios aparecem em pacotes azuis ou verdes.

A cor vermelha está fortemente associada na mente das pessoas com perigo, parada e a necessidade de tomar cuidado. Essas associações agem como uma espécie de sinal inconsciente no caso de comer lanches ou beber refrigerantes. Por consequência, as pessoas consomem menos quando a cor vermelha está presente.

Leonie acrescenta que a cor apenas leva a uma menor ingestão. "A percepção do sabor dos alimentos permanece inalterada. Além disso, a comida que é apresentada às pessoas em pratos vermelhos parece ser menos apetitosa."

O vermelho age como uma sugestão sutil (parada, perigo). Isso acontece porque a relação vermelho versus azul/verde tem este significado em nossa cultura (sinais de trânsito, de alerta, de parada). "Esses processos provavelmente não acontecem em nível consciente, ou seja, as pessoas não associam intencionalmente a cor e o que ela significa, mas suas mentes têm esse tipo de reação automaticamente", explica Michaela.

A nutricionista e membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), Adriana Lúcia van-Erven Ávila, acrescenta que a cor amarela dá mais vontade de comer e que o vermelho também leva a ingerir as refeições mais rapidamente. "A prova disso é que muitos restaurantes pintam as suas paredes de amarelo e/ou usam toalhas amarelas. Quando as pessoas andam sem apetite, é bom usar toalhas de mesa e/ou pratos amarelos. Por isso, em muitas redes de fast food, prevalecem as cores amarela (para a pessoa comer mais) e vermelha (para comer rápido e dar a vez para o próximo cliente)."

Você já deve ter percebido que, em restaurantes de comida francesa, em que a quantidade de comida no prato é menor, usam-se cores mais para o pastel na pintura das paredes e nas toalhas. "A pessoa come a entrada, o prato principal, a sobremesa, enfim, várias coisas, porém, em quantidades menores. Já numa cantina, usam-se as toalhas vermelhas ou verdes, lisas ou enxadrezadas, para deixar a vista da pessoa incomodada, fazendo com que ela coma mais rápido e libere a mesa para o próximo cliente", complementa.

Dicas de alimentação

Vermelho pode ajudar na perda de peso

Alimentação colorida é a melhor opção. (Foto: Thinkstock)
A nutricionista Adriana explica que uma alimentação colorida, como se fosse um prato arco-íris, é a melhor opção.

A cor amarela/alaranjada é rica em vitamina A (cenoura, abóbora, mamão, damasco, etc.). A cor verde bem escura também é rica em vitamina A, bem como em ferro, vitamina B12 e ácido fólico (couve manteiga, brócolis, rúcula, espinafre, almeirão, escarola, etc.). Já a cor vermelha possui bastante licopeno (molho de tomate com azeite, melancia, etc.) e antioxidantes (morango, framboesa, etc.).

"Aliado à questão das cores, fazem parte de uma alimentação saudável: carnes magras, leite e derivados com menos gordura, frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões, óleos. Uma alimentação colorida dá mais vontade de se alimentar, além de fornecer uma quantidade maior de tipos de nutrientes", ensina.

Post original - Posts recentes