ONU declara acesso à Internet direito humano

Este artigo foi traduzido automaticamente
Ver o original em: Sanctum






Das Nações Unidas (ONU) declarou o acesso à Internet como um direito humano.

Finalmente vem uma resolução sensata consistente com tempos de execução, de acordo com a nova tecnologia que foi aberta por alguns anos para todos e que ultimamente só passar e impedimentos à liberdade fundamental de rede.
As Nações Unidas emitiu uma declaração conjunta sobre a liberdade de expressão na Internet e agora, depois de uma assembleia geral declararam-lhe um direito humano.
Frank La Rue, porta-voz da organização, declarou que a Internet tornou-se uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento e progresso também ajudou tremendamente nas lutas pela igualdade e liberdade e que agora insta os governos de todos os países para garantir o acesso universal à Internet para os seus cidadãos.
Além disso cada país se preocupar com ter uma política concreta e eficaz para a aplicação desta resolução, para monitorar o que é acessível, acessível e amplamente disponível para toda a população.
Isso não só mostra as taxas abusivas que são pagos, por exemplo, em Espanha, que é a mais cara da União Europeia e de menor qualidade, mas que também lança por terra todas as leis que estão sendo propostos e aplicados em alguns casos, contra o livre e total acesso à Internet.

Conteúdos Recomendados